Relatório da CPI do Cachoeira mostra que relações criminosas entre contraventor e jornalistas só podia dar um resultado: Porco na cabeça!  Editores de Veja e Época constam do documento final da CPI que a grande imprensa esconde de seus noticiários

 

 

Mais umas palavrinhas: o relatório da CPI do Cachoeira traz revelações bombásticas a respeito da organização criminosa que o contraventor goiano, muitas vezes chamado de empresário do jogo do bicho pela grande imprensa, montou e operou com a ajuda de jornalistas que constam do esquema mafioso. 
Policarpo Jr., Veja, e Eumano Silva, da Época, são alguns dos expoentes desta associação ao crime, que também já contou com o ex-senador Demóstenes Torres, ex-paladino da justiça.
A reação de setores da imprensa foi imediata.  Corporativamente, Reinaldo Azevedo e Merval Pereira, saíram em defesa de seus colegas"aloprados midiáticos".
A grande mídia passa o recibo da total falta de escrúpulos e, ao contrário do jogo do bicho, confirma o "não vale o que está escrito", quando o assunto são algumas "investigações" que publicam em suas páginas...
 
continue lendo

Exibições: 117

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço