Pré-Sal: Setor investirá U$1 Trilhão até 2020

Lula na crista da onda 

 

Caros Navegantes, 

A revista CartaCapital dessa semana trás um encarte especial sobre o seminário do Pré-Sal, que foi realizado a duas semanas em São Paulo e transmitido online pelo site da revista. A qual assisti em pessoa.

A chamada de capa do encarte interno da revista:

Por um projeto nacional: O pré-sal é a chance de robustecer a indústria brasileira e corrigir as históricas desigualdades do desenvolvimentos do país.

Oportunidade do século: Promover um crescimento menos concentrador e estimular a indústria nacional. Eis os desafios do pré-sal.

 

A fala do Presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, é o ponto alto, assim como foi no evento, disse que a Petrobras irá crescer em 5 anos o que levou 57 anos, vai mais que dobrar a produção, passará dos atuais 2,77 milhões para 6,4 milhões dia em 2020. 

O Ministro de Minas e Energia, Edson Lobão, disse que 'os investimentos no país nos setores de petróleo e gás até 2020 vão superar 930 bilhões de dólares'. 

 

Lembrei de meu entusiasmo quando cheguei ao Brasil em 2009, fui buscar um link do que escreve em Agosto de 2009:

Dobrando à aposta de JK (50 anos em 5): Crescer 100 anos numa geração

 

O governador Geraldo Alckmin até a pouco tempo atrás, ainda estava brigando contra a construção do 'Trem Bala' entre Rio e Sampa, depois da reunião da semana passada no IFH com os economistas da Casa da Garça, e com A pergunta do Giannotti lançada no ar e sem resposta, para espanto geral, não deles, mas da nação, "Desde o último artigo que li de Gustavo Franco tive a impressão de que vocês descreem da impossibilidade de se prover o welfare state. Mas o que pretendem fazer com essa gente?" 

 

Outro fato que cabe aqui, ocorreu na TV Cultura de 3 de Maio de 3011:

Jornal da TV Cultura no intervalo, propaganda política do PT, Dilma e em seguida, Lula, volta o jornal e a M. C. Poli, passa de imediato a palavra para comentários de Eugênio Bucci, comenta sobre o que estavam conversando, o esfacelamento da oposição e a oportunidade e coesão do governo no momento, ele emendou, "essa hegemonia vai longe" , o que me remete ao artigo de06/05/11 da Maria Inês Nassif, sobre a oposição: Um modelo para repetir derrotas, por Inês Nassif

 

Meus caros navegantes, a história não se repete, não necessariamente, mas coincidências podem acontecer, venho dizendo aos amigos faz algum tempo, que a Era Lula (ou "A Outra era Vargas", vídeo do Prof. Wanderley Guilherme dos Santos), podem assemelhar-se também nas sucessões na "era Thomas Jefferson" no tio san, que após deixar a presidência em 1809, emplacou mais três nomes, quando morreu em 1826, a presidência dos EUA ainda era exercida por pessoas de seu grupo, se não me engano, rompido em 1828 com a não reeleição de John Quincy Adams e eleição de Andrew Jackson.

 

Pergunto, será que esse pessoal da 'social democracia' tem realmente consciência no buraco que estão, FHC e Giannotti pode ser, mas o governo de SP e o pessoal da Casa da Garça, eu tenho minhas dúvidas.

Quem viver verá,

Sds,

 

Exibições: 129

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço