Portal Luis Nassif

Quando a vida é quase uma festa. Quinta parte.

   Ponderei com o Pellegrini para irmos  embora do Moisés,não suportava aquela situação em que envolvia Maria Clara com seu namorado antropólogo de 50 anos.Fomos embora e "ancoramos " em meu apê de 27 metros quadrados de área útil na 404 sul.

 -Porra,Paulinho é pequeno mesmo este apê !-Comentou Pellegrini logo ao entrar no meu "palacete ".

 

  Pellegrini começou a contar sobre a sua vida em Búzios,como conheceu sua namorada e sócia argentina.como era linda,lasciva,sensual e coisa e tal.

  Depois contou-me como conhecera no seu  bar Eleonora e Elizete ,que moravam no Lago sul,que eram lindas e bissexuais ( as duas moravam juntas ) e que as duas gostaram dele,mas que queria me colocar na parada pois queria trepar com Eleonora e não com as duas ao mesmo tempo.Portanto,enganara sua Carmencita ao justificar sua ida à Brasília para visitar a tia que estava muito doente.

 A festa seria no clube da Eletronorte,setor de clubes sul, e eu teria que ir.Por isso tanta solidariedade em doar-me 500,00 reais.

 Fechamos o nosso apontamento para o dia seguinte,sábado,às 21 horas.

 Leitoras(res),vou encerrar esta Quinta Parte deste conto sem sentido algum por motivos profissionais e ,em breve,irei publicar a Sexta e última parte.

Exibições: 28

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2018   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço