Quando um jornal morre, renascem suas histórias

O último suspiro do Jornal da Tarde está tirando da gaveta lembranças, grandes feitos –maravilhosa a história do Jornal do Carro, que li ontem aqui no portal -, fotos, charges. Nessa madrugada passeei a memória pela redação do JT no final dos anos 80 e encontrei com meu editor Fernando Portela. Ele estava sentado ao meu lado, com olhar terno, compreensivo. Eu recém chegara da cobertura da pauta do dia que me tocara na Geral: um senhor viajara desde Santa Catarina ou Paraná, não lembro, até São Paulo e se instalara, sem mala nem sacola, com a roupa surrada e o físico judiado de trabalhador braçal, na Praça da Sé, com um papelão fazendo às vezes de cartaz, onde escrevera um apelo de socorro para encontrar sua filha desaparecida há dias. Entrevistei-o mal podendo enfrentar seu olhar de abismo e voltei pra redação. Comecei a escrever a matéria e, lá pelas tantas, curvei em lágrimas. Portela veio conversar comigo; e consegui terminar o texto. Serei eternamente grata ao gesto deste grande homem, grande editor, grande escritor. Não recebi outras pautas com tamanho desafio, e desconfio que o Portela me poupou enquanto estive no JT. A gaúcha de 26 anos, chegada há cerca de um ano naquela cidade que a fascinava e desconcertava – a av. Paulista era um delírio com todas aquelas luzes, espigões e torres e o fim do dia uma solidão doída nas paradas de ônibus, em vigília até que passassem menos lotados –, passou a ganhar pautas mais leves, digamos assim. Foi das maiores delícias da minha vida escrever sobre Um dia no Terminal Rodoviário Tietê, os novos formatos de casamentos, etc., e entregar para o Portela no mesão de fechamento em formato de U.

Jogo esta história na rua, como diz o próprio Portela no blog Literatura de Fernando Portela, em homenagem ao JT e a este adorável Satã, como lembrou um outro gigante, o Ricardo Setti.

Leia mais no blog do Setti: Escritor de raro talento, Fernando Portela agora envereda pelo e-book

e Se você não conhece ainda, conheça um grande escritor: Fernando Por... 

Exibições: 69

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço