Quando chegamos a um lugar bonito é só procurar que encontraremos um helicóptero ali por perto para levar as pessoas a contemplar a paisagem de cima, pela bagatela de trezentas pratas por cabeça durante cinco minutos. E aí a vontade de voar aumenta significativamente. Se a gente tivesse asas passaria um tempão disputando o espaço com as aves dos céus, só contemplando aquela maravilha pelo tempo que quisesse.

 

Mas, como tudo nessa vida tem um preço e também serve para encher o saco dos "insatisfeitos" com ela, não haveria apenas vantagens, como na "Lei de Gerson". Imaginem uma arquibancada lotada com todo mundo de asas na hora do gol?

 

Mesmo que fosse voando com aquele equipamento que o cabra utilizou para atravessar a "Passarela do Samba" lá no Rio de Janeiro, as coisas não seriam tão simples assim. A começar pela saúde, cujos hospitais já não acomodam os acidentados de motos, que circulam pelo chão, quanto mais pelos ares? Normalmente quando nos vemos voando, ainda que em sonhos, aparece somente à parte fácil, que é quando “sobrevoamos” e curtimos alguma coisa lá embaixo. E na hora de decolar e aterrissar?

 

Pensem no tamanho das asas de um marmanjo com cem quilos? Fechadas já seria preciso um espaço considerável para se acomodar. E quando abrisse o par de asas, batendo fortemente para decolar? Bonés, óculos e papéis ninguém tem idéia de onde iriam parar. Pior ainda seria na hora de aterrissar, principalmente se a barriga reclamasse urgência, até encontrar um espaço suficiente.

 

Parece coisa de louco esse negócio de gente voar e é exatamente assim que me vejo pensando nessas coisas, talvez até porque acompanhe os desenhos com meus netos – eles invadiram o meu espaço - e os ídolos quase todos voam e sem o inconveniente das asas. É só querer e todo mundo vai para o espaço na maior tranqüilidade. E quando o herói não voa, tem sempre um “dragão voador” por perto para dar uma carona e tudo se resolve numa boa.

 

Deus sempre sabe o que faz: se com dois braços já dá um trabalho danado para levantar da rede, avalie com asas? Melhor deixar do jeito que está.

 

E esse negócio de dormir de poleiro, nem pensar.

Exibições: 94

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço