O Ministro Gilmar Mendes disse que tem dinheiro para bancar viagens: 'O meu livro Curso de Direito Constitucional vendeu de 2007 até agora 80 mil exemplares. Dava para dar algumas voltas ao mundo. Não viajei de jatinho coisa nenhuma'. Fonte: Estadão.
Acho que tem mesmo, levando em conta que o preço médio de cada livro seja R$ (150,00 x 80 mil)= R$ 12.000.000,00, recurso suficiente para viajar por diversas vezes ao Estado de Goiás sem precisar de patrocinio.
Não consegui entender porque as referidas viagens não foram feitas para outros Estados? Será que foi pela proximidade com Brasília? Vou consultar as cartas....

Exibições: 121

Comentário de Antonio Manuel de Amorim em 9 junho 2012 às 19:57

Comentário de Antonio Manuel de Amorim em 9 junho 2012 às 20:14

Conforme a matéria publicada na revista Carta Capital em 13 de julho de 2012, "Em Abril de 2011, o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), passeava por Berlim, na Alemanha, ao lado do senador Demóstenes Torres no que parecia ser um momento de descontração compartilhado por dois velhos amigos com dinheiro suficiente para curtir alegres passeios na Europa. O senador estava bem tranquilo, curtia suas segundas núpcias com a jovem esposa e nem sequer imaginava como sua vida mudaria após a prisão do amigo Carlinhos Cachoeira, em fevereiro do ano seguinte. O magistrado não estava, porém, na mesma sintonia. Algo o preocupava. 

Puderá. Uma briga judicial iniciada um ano antes pelo controle do Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP), do qual é sócio havia desaguado em acusações arrasadoras contra Mendes registradas em papel e anexadas aos autos do processo" LEANDRO FORTES 

Comentário de Antonio Manuel de Amorim em 10 junho 2012 às 20:15

O livro busca trazer uma interpretação ampla e também um documento do fim de um tempo considerado por muitos fundamental na história do Brasil contemporâneo, contribuindo para a leitura futura do período Lula. Tales Ab’Saber realiza um estudo da natureza e das mutações próprias ao carisma de Lula, esclarecendo à luz da psicanálise e, principalmente, com um testemunho histórico encarnado, os elementos fundamentais que acabaram por compor a última fase do poder pessoal do presidente, aquela que o analista pensou em uma chave nova, a que chamou de carisma pop.

Editora: Hedra

Ano: 2012

Comentário de Antonio Manuel de Amorim em 12 junho 2012 às 22:05

Conforme já mencionado, o livro não existe nas livrarias de São Paulo, mas encomendamos uma edição do Estado da Bahia para analisar a obra do renomado jornalista, e verificar as razões que levaram a falar muito bem do banqueiro.

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço