Não conhece Pedro Caetano? Clique, AQUI.

 


Em fevereiro deste ano (2011), precisamente dia 1º de fevereiro, prestei homenagem ao Centenário de Pedro Caetano. Como o universo musical do compositor é imenso muitos aspectos ficaram de fora, na ocasião.

Como ainda temos até 1º de fevereiro de 2012 para festejar o centenário, resolvi criar a série “Relatos de Pedro Caetano”, onde o próprio nos conta suas relações afetivas com parceiros e amigos.


UMA LEMBRANÇA FELIZ DO MEU AMIGO LAMARTINE BABO


“Quando foi gravada a valsa de ‘Guarapari’, eu a e a patroa resolvemos homenagear com um jantar a todos os participantes da gravação.

Nuno Roland foi o cantor, Radamés Gnattali, que fez o arranjo e dirigiu a gravação, Paulo Tapajós, que era o diretor da Rádio Nacional e lançou a valsa para todo o Brasil, num dos grandes programas da época, Afrânio Rodrigues que foi o apresentador, Valzinho, músico e muitos outros.

Lamartine babo, não tinha nada com o negócio, mas como nosso amigo particular, também se incorporou ao grupo e entrou na macarronada com toda dignidade. Foi uma farrinha ótima. Comeram, beberam e cantaram até a madrugada. Nosso relógio tinha parado à meia noite e só quando verificaram que já eram duas da manhã, começaram a sair. E, saíram todos. Todos, não, porque o Lamartine ficou.

 

 


Queria recitar uma poesia do seu pai, em homenagem a minha patroa. Pior é que esqueceu a poesia e já passava das três sem se lembrar. Aí é que foi o drama, porque a patroa já estava muito cansada e queria arrumar as coisas para se deitar. Mas ele insistia, não queria sair sem declamar, e como estava um pouco entusiasmado pelos uísques que continuava bebendo, não foi fácil convencê-lo de que deveria deixar para outra vez.

Só lá pelas quatro horas da manhã, ele resolveu transferir a homenagem e se despediu. Fui levá-lo ao ponto de táxi e enquanto esperávamos, tive que viver outro drama. Ele se lembrou da poesia e queria voltar de qualquer maneira para recitar. Não foi fácil fazê-lo tomar o táxi, sem satisfazer o desejo, mas valeu a lembrança que ficou".

 

 

"Valsa de Guarapari" (Pedro Caetano) # Nuno Roland. Disco Todamérica (5053B),1951.

 

 

 

 

Fonte:

 

 

 

 

 

- 54 Anos de Música Popular Brasileira - O que fiz, o que vi -, de Pedro Caetano; prefácio de José Ramos Tinhorão. - Rio de Janeiro: Ed. Pallas - 2ª edição ilustrada e aumentada, 1988.

 

 

 

 

 

 

 

Exibições: 125

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço