Sophia de Mello Breiner Andresen

Apesar das ruínas e da morte,

Onde sempre acabou cada ilusão,                                

A força dos meus sonhos é tão forte,

Que de tudo renasce a exaltação

E nunca as minhas mãos ficam vazias.

 Sophia de Mello Breyner Andresen

Retrato de Uma Princesa Desconhecida (Sophia de Mello Breyner Andresen) & poema de Cristina Bastos # Maria Maia

Exibições: 207

Comentário de Ivanisa Teitelroit Martins em 30 março 2009 às 14:51
Cafu, parabéns pela escolha como sempre muito sensível e engajada.
Beijos.
Comentário de Cafu em 30 março 2009 às 15:00
Os fãs da Sophia se estendem pelos 7 mares e são muitos.
A Maria Maia, uma das minhas irmãs caçulas e ótima poeta, já filmou, desenhou, entrevistou, documentou a Sophia. Amor antigo, tudo a ver.
Beijos.
Comentário de Ivanisa Teitelroit Martins em 30 março 2009 às 15:06
Cafu, você poderia postar poesias da sua irmã? Gostaria muito de conhecer. E por que você não copia esse trabalho sobre a Sophia e faz um download no Portal?
Comentário de Cafu em 30 março 2009 às 15:22
Ivanisa,

Maria é irmã do coração e das melhores lutas. Eu tinha muuuita coisa dela, mas perdi um PC e um laptop com tudo dentro. Tinha, inclusive, uma poema musicado por um poeta-músico daqui de Brasília que é lindo.
Vou falar com ela para ver se é possível. Ela andou fazendo uma "queima total" e preciso conferir os rescaldos do incêndio.
Não sei muitos detalhes sobre o material que a Maria tem sobre Sophia. Posso assegurar que ela foi a Portugal, entrevistou a Sophia, fez um desenho dela enquanto papeavam (eu conheço o desenho), mas estou esquecida se a Sophia se deixou filmar.
Amanhã terá mais Maria Maia aqui no blog, com poemas de sua própria lavra.
Beijos.

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço