O jornalista Sérgio Cabral foi um dos fundadores do Pasquim juntamente com Tarso de Castro e Jaguar.Um jornalista eclético,que,mesmo com a criação do Pasquim,ralava em outras publicações e emissoras de rádio e se notabilizou como um dos maiores conhecedores da história da MPB.

 Trabalhando praticamente 16 horas por dia,Cabral procurou dar o bom e de melhor para o seu filho,Sérgio Cabral Filho.

 Sérgio Cabral,o pai,foi militante do PCB, e acabou preso com toda a turma do Pasquim pelos militares durante dois meses no quartel de Realengo.Após o fim da prisão houve o racha no Pasquim e a sua posterior decadência.

 Cabral,o Pai,continuou na labuta jornalística,se virando com podia , permanecendo no PCB.

 No anos de 1980,após o fim da dita cuja,se tornou vereador pelo PSB e nada há de se relatar sobre seu comportamento que o desabone como parlamentar.

 Seu filho ingressou na Juventude Comunista do Partidão,mas  durou pouco ao ser acusado de pelego pelos seus companheiros.Ingressou no PSB e passou,no final dos anos de 1980 e início dos 90 a ter uma coluna semanal no jornal O Dia com o nome A Coluna do Aposentado.Foi eleito vereador,deputado estadual várias vezes e chegou a governador do estado do Rio de Janeiro.

 Cabral,o pai,abandonou a política e permaneceu como jornalista,escrevendo em  O Globo e participando de programas na então TVE. Enquanto isso,seu filho vinha enriquecendo ilicitamente.

 Sérgio Cabral Filho foi preso,todos sabem os motivos.

 Cabral,o Pai,deve estar envergonhado,muito envergonhado,porque sempre defendeu o seu filho de várias acusações,como no Roda Viva de 2010 ao citar o orgulho de ter seu filho à frente do governo do Rio de Janeiro.O estado do Rio de janeiro faliu e seu filho ainda colocou um tal Pezão como seu sucessor.

 E agora,Cabral,o Pai,como você deve estar se sentindo?

Exibições: 1426

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço