Vista a camiseta e venha brincar!
Quando éramos crianças, brincávamos o Carnaval. Depois esperávamos, ansiosamente, durante a Quaresma, o sábado de Aleluia. Antes disso, havia o respeito à Semana Santa, com sua tristeza e abstinências.

No sábado que antecede o domingo de Páscoa, havia a malhação ou enforcamento do Judas, costume que, segundo alguns historiadores, veio com a tradição ibérica e surgiu do rito pagão do Fogo Novo, herança dos hebreus. Esse ritual era uma espécie de julgamento público dos atos das pessoas da comunidade.

À noite no baile do sábado de Aleluia, tínhamos um pequeno Carnaval, com suas marchinhas e brincadeiras. O Lira da Vila convida a um resgate do sábado de Aleluia com marchinhas. Não teremos um baile, mas sim muita alegria e música de primeira.

Nosso convidado será o Kolombolo diá Piratininga.
"O GRÊMIO RECREATIVO DE RESISTÊNCIA CULTURAL KOLOMBOLO DIÁ PIRATININGA foi fundado em 15/5/2002 com a idéia, inicialmente, de que este fosse um grêmio recreativo nos moldes dos antigos cordões, mas hoje o grupo realiza pesquisas, oficinas culturais, encontros, produções de CDs e de shows, com o objetivo de trazer ao conhecimento do público a história do samba paulista."

(Extraído do site http://www.myspace.com/kolombolo.)

Local: Lanchonete Amélia, bar do Raí
Rua Dr. Vila Nova, 86, esquina com a Rua General Jardim
Vila Buarque - São Paulo - SP

Exibições: 217

Comentário de Ivanisa Teitelroit Martins em 10 abril 2009 às 14:42
Se eu pudesse, já estaria aí! Grande abraço, Ivanisa
Comentário de Ednamay Cirilo Leite em 10 abril 2009 às 20:29
certamente que tem muito de mim nessa RESISTÊNCIA, desejo FELIZ PÁSCOA para a Kolombolo Diá Piratininga,
bom resgate,
Comentário de Marise em 10 abril 2009 às 21:15
Se não morasse tão longe, podes estar certa que estaria aí.
Bjs
Comentário de Henrique Marques Porto em 10 abril 2009 às 23:14
Elizabeth,
E o Judas? Vão malhar? Quem vai ser?
Precisamos encomendar um "Judas cibernético" a quem sabe saber isso. Afinal, porrada de mouse também vale. Já pensei em colocar um Judas pra ser malhado no meu blog, mas não sei como se faz.
Beijão
Henrique Marques Porto
Comentário de Ednamay Cirilo Leite em 10 abril 2009 às 23:19
movimento de curta duração que realizamos durante quatro sabados de Aleluia.

¨ nós do beco da Faculdade de Direito, aqui em João Pessoa , fundamos a
CONFRARIA DO BECO DE MALAGRIDA , um movimento anarquista contra a Malhação do
JUDAS, inconformados com tantas Paixões de Cristo, encenadas por atores globais
( aquelas figurinhas esquesitas, engamadinhas , metidas a pop stars, que vinham
aqui anualmente tirar os cachês de nossos atores e atrizes , suas interpretações
e falas enquanto dublavam sem o menor constrangimento o trabalho dos que fazem o
teatro parahybano).

Thiago Lacerda, Marcos Palmeira entre outros, pousavam na cruz destribuindo
sorrisos, beijinhos e adeuzinhos no exato momento da cruxificação, para uma
platéia histérica formada por adolescentes desvairados, muitos babacas, poucos
indignados.

Fizemos do sábado de aleluia a noite de Malagrida , o martir do Brasil,ele
queimou na fogueira e seu coração continuou a viver, para salvar pervertidos
nordestinos e prostitutas pecadoras , da Bahia ao Maranhão , no século XVIII ,
abolimos o Judas e queimamos na santa fogueira da inquisição simbolica, todo o
clero católico local, representado por bonecos , confeccionados pela ASSOCIARTE
- ASSOCIAÇÃO DOS ARTISTAS PLÁSTICOS.

¨Resgatamos a memória desse Santo Homen , Jesuita da Companhia de Jesus, Gabriel
Malagrida,que empresta seu nome ao beco da faculdade ( rua : Gabriel Malagrida
). MALAGRIDA no cinema é vencedor do Concurso de Documentários do MINc - 1999
,também premiado no III Concurso para América Latina e Caribe de Pós - Produção
Cinematográfica, dos cineastas pesquisadores Renato Barbiere e Victor Leonardi .

A CONFRARIA do BECO MALAGRIDA, foi para a Academia atravéz dos professores de
HISTÓRIA e DIREITO, ¨aqueles artistas globais¨ ficaram no passado , A PAIXÃO DE
CRISTO virou AUTO DO MENINO DEUS em 2009, volta a ser encenada na Praça das
Igrejas barrocas do Conjunto das Carmelitas e Palácio do Bispo, nossos artistas
dividem cena com a comunidade dos bairros, vestem a moda urbana de nossas ruas,
festejam o socio cultural, a arte comtemporânea, o mais autêntico teatro de rua
dos últimos anos, CRISTO, renasce na periferia, apóstolos são marginais cheira
cola, drogados, Madalena é aquela jovem prostituida, Maria mãe de Cristo a
cidadã pobre das pobres, o autor Tarcisio Pereira o genial .

Ednamay Cirilo
Comentário de Lira da Vila em 11 abril 2009 às 4:20
Agradeço os comentários.
Gostei da idéia do Judas virtual. Com a mudança do ponto de encontro, do espaço físico para o virtual, a malhação virtual é no mínimo engraçada.

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço