Então eu resolvi escrever mais um conto erótico para adicionar à minha seleta de contos libidinosos e obscenos. Comecei assim:

Em uma mesa colocada na calçada de um bem frequentado e aconchegante barzinho de uma cidadezinha mineira, quatro lindas mocinhas se divertiam, bebericando coquetéis e mordiscando tira-gostos, enquanto conversavam alegremente. O som era bom e as músicas de bom gosto. As mocinhas faziam lembrar daquela linda normalista do Nelson. Aquela uma vestida de azul e branco, trazendo um sorriso franco num rostinho encantador.

Tudo ia bem, mas eis porém que de repente, um carro branco, conversível de luxo, parou na porta do bar. De dentro do carro, saltou um moreno alto, bonito e sedutor. Não abriu a porta do carro. Saltou por cima. Firmou-se, sacudiu a cabeça para assentar as longas madeixas que caiam em cascata sobre os ombros. Caminhou a passos firmes para dentro do bar. Seus olhos azuis não se fixaram em ninguém. Era como se ele fosse todo o universo. Usava um jeans desbotado que realçava seu concupiscente quadril. Seus ombros largos eram cobertos por uma camisa estampada, de cujas mangas se ressaltavam musculosos biceps. Com certeza, ele ouviu o suspirar das garotas, mas fez que não.

Foi aí então, neste ponto, quando descrevi o protagonista, que resolvi começar de novo, contando a mesma história, mas NA PRIMEIRA PESSOA DO SINGULAR

Exibições: 94

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço