ERA TÃO APAIXONADO POR MÚSICA QUE APRENDEU A NADAR DE TANTO OUVIR "SOBRE AS ONDAS".


GRANDE MÚSICO! TOCAVA A MARCHA FÚNEBRE TÃO BEM QUE QUANDO ACABAVA TODO MUNDO LHE DAVA PÊSAMES.


PODE SER MENTIRA MAS DIZEM QUE O SUINGUE FOI INVENTADO NUM DIA DE VERÃO, QUANDO UM AMERICANO VINHA DESCALÇO DA PARIA E PISOU NUMA PONTA DE CIGARRO ACESSA.


MAS SEM DÚVIDA ALGUMA, A RUMBA É A ÚNICA FORMA CONHECIDA DE GASTAR AS CALÇAS PELO LADO DE DENTRO.


FLAUTISTA INFELIZ: CASOU-SE COM UMA MULHER CHEIA DE NÃO-ME-TOQUES.


TRISTE ERA A SITUAÇÃO DAQUELE POBRE MÚSICO; EMPENHARA TANTO O PISTÃO QUE O DONO DA CASA DE PENHORES JÁ TOCAVA MELHOR QUE ELE.


O TROMBONE JÁ TENHO. O QUE ME FALTA É O SOPRO.






O texto acima é de EMMANUEL VÃO GÔGO.
Vão Gôgo foi um personagem encarnado por Millôr Fernandes por quase duas décadas nas páginas da revista semanal O Cruzeiro.
No período (1945 e 1962), a publicação passou de onze mil exemplares para tiragens de até setecentos mil. Só então Millôr assumiu em definitivo seu nome.
O primeiro livro de Vão Gôgo foi publicado em 1949, "Tempo e Contratempo", numa compilação dos primeiros anos que revelava a busca por um estilo de humor mesclado, que depois ficaria peculiar e inconfundível.

"Sete Notas Musicas II - AQUI.

*********

Fonte: Coleção Revista da Música Popular. Edição nº 2 - NOVEMBRO - 1954.

Exibições: 2578

Comentário de Helô em 11 março 2009 às 17:39
Adorei, Laura
Uma das minhas relíquias é "A Bíblia do Caos", com desenho e autógrafo do Millôr.
É um mestre!

Ah, tive em um caderno a seguinte frase: "Agora eu me assumi. Chega de fugas!" (Bach) :))
Desconheço a autoria.

Beijos.
Comentário de Laura Macedo em 11 março 2009 às 20:19
Que chique Helô!! Desenho e autógrafo do grande mestre Millôr!
Eu também adoro guardar essas relíquias...
Beijos carinhosos.
Comentário de Gilberto Cruvinel em 8 maio 2010 às 2:11
Não sabia desse personagem do Millor, Laura.
Incrível o Millor. Um talento instigante. Uma vez vi uma entrevista em que ele
dizia que seu nome deveria ter sido Milton, mas aí o oficial do cartório.... aquelas coisas
do Brasil, né?

Beijo Laura
Adorei
Comentário de Gregório Macedo em 10 maio 2012 às 22:38

Voltei ao post, e desta vez o selecionei em favoritos, para uso no Domacedo.

Puxa, março de 2009! 3 anos! O tempo voa.

Beijos.

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço