- Do jeito que vai a pretensão dos eruditos, dentro em breve eles estarão ensinando música folclórica ao povo.


- CERTOS amantes de concerto que não podem controlar a tosse deviam, pelo menos, tentar afina-las.


- SHERLOCK HOLMES criou a fama de rei do disfarce porque naquela época ainda não se transformava bolero em samba.


- DEPOIS de seis meses de consulta com um psicanalista aquele violinista curou-se completamente. E passou a tocar bateria.


- E COMO dizia o garotinho nova geração para o professor de piano: “Mas, pra que me esforçar para aprender música? Quando eu crescer eu vou ser plagiário?!”


- FRATTINI me sugere um problema do qual eu jamais pensara: “Que foi afinal que impediu Schubert de acabar a Sinfonia Inacabada? Uma dor de dente? Uma visita de cerimônia? A chegada do carteiro com uma carta pedindo resposta urgente? A bela camareira que veio por trás de lhe tapou os olhos perguntando se não ia mandar lavar a roupa que tinha no corpo? Um conhecido chato? O telefone que ainda não tinha sido inventado? A cozinheira perguntando: “Mas, senhor Francesco, o senhor vai ou ou não vai querer camarão no jantar? Uma pulga na camisola? O tinteiro que virou em cima do papel? Falta de luz ? Nada disso? Tudo isso?”


- DIZEM os entendidos em instrumentos musicais que, com o passar dos anos, os pianos envelhecem e lhes caem os dentes. Os acordeons ficam cada vez mais enrugados. Os violinos crescem e se transformam em contrabaixos.



Sete Notas Musicais (I)


************

Texto de EMMANUEL VÃO GÔGO (Millôr Fernandes)
Revista da Música Popular, nº. 4, pág. 5, Janeiro de 1955.

************

Exibições: 176

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço