Minha paixão artística por Chico Buarque é antiga. Ela se deu quando debrucei na janela para ver a “Banda” passar, nos anos 60.

 

Hoje, em 2011, continuo receptiva aos seus lançamentos, como é o caso do seu novo álbum “Chico”, seu primeiro disco de inéditas desde “Carioca” (2006) – e do romance ”Leite Derramado” (2009), que chega às lojas no próximo dia 22 de julho.

Neste novo trabalho Chico Buarque narra suas crônicas em canções delicadas traduzidas em blues, valsa, baião, toadas, samba...



Selecionei algumas faixas: “Querido Diário”, “Se eu soubesse”, “Sou eu” e “Barafunda”.

 

“Querido Diário” abre o álbum com relatos de Chico sobre as pessoas que o cercam, as disfunções sociais, as aflições, as relações e as pessoas que teme. “É um novo ‘Cotidiano’, compara o próprio compositor com sua música de 1971.

 

 

 

 

 

 

 

"Se Eu Soubesse", uma espécie de chanson française, traz Chico dividindo versos com a cantora curitibana Thais Gulin, de 30 anos. "Ah, se eu pudesse não caía na tua/ conversa mole, outra vez/ não dava mole à tua pessoa", ele canta, até encontrar com a voz dela: "Mas acontece que eu sorri para ti/ e aí larari, lairiri, por aí".

A parceria não é exatamente original: Chico já havia cedido a canção - até então inédita - e sua participação para Thais lançar em seu segundo disco, "ôÔÔôôÔôÔ", que saiu em abril.

 

 

 

 

 

 

 

"Sou Eu", canção que Chico escreveu com Ivan Lins e deu a Diogo Nogueira para o disco do novato "Tô Fazendo a Minha Parte" (2009), e que agora ganha a voz do compositor. Aqui, Chico convida Wilson Neves para se gabar de que "sou eu/ só quem sabe dela sou eu/ quem joga o baralho sou eu/ quem brinca na área sou eu".  

 

 

 

 

 

 

As confusões de memória do narrador de "Leite Derramado" recaem na graciosa "Barafunda". "Era Aurora/ Não, era Aurélia/ ou era Ariela/ não me lembro agora/ é a saia amarela daquele verão/ que roda até hoje na recordação", ele canta, lembrando que é carioca ("Foi na Penha/ não, foi na Glória"), evocando futebol ("Era Zizinho, era Pelé") e terminando na companhia de "É Garrincha, é Cartola e é Mandela".

 

 

 

 

 

 

Para os admiradores de Chico Buarque cinco anos de jejum são uma eternidade. Por isso mesmo uma legião aderiu a pré-venda, pela gravadora Biscoito Fino, do álbum “Chico”. Eu já garanti o meu, e você?


A unanimidade praticamente não existe, Mas, para os fãs, Chico será sempre o grande Chico.

 

Exibições: 253

Comentário de Ivone Prates em 17 julho 2011 às 22:35

Laura,

  Que presentão você me deu. Eu sou apaixonada por Chico desde que me entendo por "gente". Vou adquirir este material. Foi um longo jejum. Legal você ter colocado algumas letras e músicas. Um deleite .

              Boa semana para você

                           Bjo

Comentário de Laura Macedo em 17 julho 2011 às 22:41

Ivone,

Somos do mesmo time; o time do Chico Buarque :))

Grata pela visita e comentário.

Beijos.

Comentário de Ivan Bulhões em 17 julho 2011 às 23:40

Ha! Ha! Ha! "Eu sou apaixonada por Chico"... "Somos do mesmo time... o time do Chico"...

Por acaso existe alguma mulher que não o seja?

http://carcara-ivab.blogspot.com/2011/07/duas-criticas-ao-chico-do-chico.html

Comentário de Ivone Prates em 18 julho 2011 às 0:38

Não conheço nenhuma mulher que não seja apaixonada pelo Chico.

Ah, sempre visito o Carcará. Muito rico em variadas informações. 

       Boa semana! 

                 Abs

Comentário de Laura Macedo em 18 julho 2011 às 0:55

Ivan,

Adorei o link. Condesso que não conhecia o "Carcará". Gosto muito dos textos do João Máximo.

Grata, Ivan. É sempre bom quando você aparece por aqui.

Boa semana aos dois.

Beijos.

Comentário de Ivone Prates em 18 julho 2011 às 1:05

Mas Chico é algo especial...    Não poderia deixar de registrar que eu tinha aos 16 anos  um retrato dele que tirei de uma revista e levei muitos anos com o tal retrato, rsrs.Pronto: confessei!

Li  no Carcará sobre a relação ódio/amor em relação a internet "descoberta" por ele. Que nunca aconteça o que está  com grifo no último parágrafo.

                        Abs

Comentário de Laura Macedo em 18 julho 2011 às 1:32

Ivone,

A internet, infelizmente, é uma faca de dois gumes. É triste constatar que existem pessoas que utilizam essa ferramenta para, deliberadamente, prejudicar os outros :((

Também torço pela PAZ em todos sentidos :))

Beijos.

Comentário de Cafu em 18 julho 2011 às 2:34

Já estava me preparando para dormir e agora fiquei acesona com esta notícia. Vou ter que ouvir as músicas muitas vezes. Se amanhã eu acordar uma zumbi e assustar meu companheiro de estudos a culpa será sua, Dona Laurinha. Hahaha. Como você conseguiu esse furo? Eu estou quietinha, na maior paciência, esperando chegar a minha vez na fila... Hahaha.

 

Valeu, cara amiga. E parabéns pelo furo. Adorei a pré-estreia. As canções estão lindas e o Chico não perde a manha, nem a qualidade, nem a poesia, nem a musicalidade, nem o encanto, nem sua legião de fãs. :))))

Beijos.

Comentário de Ivan Bulhões em 18 julho 2011 às 3:17
Essas mininas! Não tem uma que não seja tiete!
Comentário de Laura Macedo em 18 julho 2011 às 22:14

Cafuzinha,

Adoro seus comentários bem humorados. Estou colecionando, viu?

Comprei o CD na pré-estreia e estava acompanho passo a passo as gravações no site "Chico Bastidores" (foto abaixo).

 

 

Cada dia era disponibilizado um vídeo. Começou dia 13/06. Amanhã, 19/07 abrirei o último cadeado. Foi uma brincadeira gostosa por todo esse período.

 

Ivan, você está coberto de razão. Somos tietes mesmo! Mas desconfio que você, também, é do nosso time :))

 

Mininas e Mininos, aí vai mais um pouquinho de Chico pra vocês.

 

"Sinhá" (Chico Buarque / João Bosco)

 

 

 

 

Chico: Bastidores - Chico comenta "Sinhá" from Chico Buarque: Bastidores on Vimeo.

 

(OBS: Talvez o vídeo funcione só hoje. Aproveitem).

Beijos a todos.

 

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço