"A 'PARTIDARIZAÇÃO' DE FATO EXISTE. E NÃO É SÓ NA MÍDIA".


(Fernando de Barros e Silva, em coluna da Folha de São Paulo, edição de 10.11.09, num rasgo de sinceridade, a propósito da alegação de 'partidarização da mídia', feita pela ministra Dilma Rousseff. Disse mais o jornalista: o governo federal cooptou fundos de pensão, estatais, ONGs, sindicatos, movimentos sociais - inclusive o estudantil - e até mesmo os pequenos jornais e emissoras Brasil afora - já que fez chegarem até eles verbas publicitárias que até alguns meses atrás eram abocanhadas quase in totum pela grande mídia -, formando um rolo compressor que impede a ação da "oposição, que, de resto não sabe mesmo o que fazer". Duas indagações: a cooptação não configura tática legítima, quando traduzida em ações que atendam aos anseios populares? O articulista afirmou que tudo lhe "parece bolchevismo com atraso", em vez de "subperonismo"; por que mudança tão repentina e indisciplinada?).

Exibições: 29

Comentário de BLOG DAS IGUARIAS - em 11 novembro 2009 às 15:19
Querido Gregorio:^
Fica difícil entender o porque da mudança. Alias, para mim, eleitora, fica mesmo é claro que a partidarização existe sim, porém o por que só Deus explica. Bjs à Vc e Laura.
Comentário de Gregório Macedo em 11 novembro 2009 às 18:40
Se o governo pratica ações que vão ao encontro dos interesses de movimentos sociais é lógico que os movimentos sociais vão ficar ao lado do governo. Se as ações são éticas e eficazes, por que não adotá-las? Isso é cooptação? Se for, ótimo. Idiotice seria se opor a uma política que atende aos interesses dos próprios movimentos. Quanto à grande imprensa, é notório o seu partidarismo oposicionista; o que não se via era a admissão pública de tal condição, como agora admite o articulista. É um avanço. Execrável mesmo é ser notoriamente do contra e posar de apartidário.

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço