TEATRO SÃO PEDRO/SP O MELHOR CUSTO-BENEFÍCIO DO BRASIL. ARTIGO DE ALI HASSAN AYACHE NO BLOG DE ÓPERA E BALLET.

No último dia 28 de Janeiro o Theatro São Pedro/SP apresentou à imprensa sua temporada 2014. A ópera será contemplada com 5 títulos com enfoque na música brasileira . O Menino e a Liberdade de Ronaldo Miranda será reapresentada esse ano, primeiro passo para transformar as obras do teatro em um repertório a ser apresentado ao longo dos anos. O primeiro título inédito é uma raridade de Gluck, Iphigénie en Tauride que será apresentado em Junho e o monólogo Las Horas Vacias de Ricardo Llorca em Agosto.
Ártemis de Alberto Nepomuceno é mais uma obra de um compositor brasileiro que comemora os 150 anos do nascimento do compositor. Fechando o ano Le Nozze de Figaro de Mozart em Novembro. Os concertos possuem 13 títulos, variação e diversidade é sua característica e esse ano contam solistas da própria orquestra. O projeto Música ao Meio-Dia continua em pleno vapor em 2014.
Dois ciclos começam a ganhar forma nessa temporada.Tendo como tema a Revolução Francesa teremos a trilogia, Liberdade, Igualdade e Fraternidade. O Menino e a Liberdade abre o ciclo, Roberto Miranda e o libretista Jorge Coli farão uma ópera com tema da Fraternidade baseada no conto de Machado de Assis a ser apresentada em 2015 e o tema Igualdade será baseado em uma crônica de Monteiro Lobato título previsto para 2017.
Outra Trilogia a ser apresentada nos próximos anos é a parceria Mozart e o libretista Lorenzo da Ponte. Esta se inicia com Le Nozze de Figaro na presente temporada e tem sequência com Cosi fan Tutte e Don Giovanni. A ideia é apresentar os três títulos em 2017 , ano que comemora o centenário do Teatro.
O programa de Assinaturas segue em pleno vapor e a direção espera que aumente o número de assinantes esse ano. A Academia de Ópera do Theatro São Pedro terá orçamento próprio e escolherá mais 12 membros esse ano. O programa Grandes Vozes trará o famoso soprano Mariella Devia.
Ufa! Quanta coisa a ser apresentada esse ano. Tudo isso feito com um orçamento de R$ 2.600.000,00 (dois milhões de seiscentos mil reais) para a produção das óperas. Lembro aos amigos que o Theatro Municipal de São Paulo gastou com 11 estrangeiros contratados apenas para a ópera Aida de Verdi R$ 1.700.000,00 (um milhão e setecentos mil reais) e para esse ano teremos artistas de fora em papéis minúsculos como na Carmen de Bizet.
Um teatro heterogêneo que busca diversos estilos musicais para atender e formar novos públicos com um custo baixo para o Estado. Essa é a filosofia do Theatro São Pedro, essa sim é a verdadeira usina de cultura. Pena que o pessoal da Praça Ramos, com um orçamento dez vezes maior, priviliegie os estrangeiros, artistas e produções medianas a preços estratosféricos.
P.S. : Solicito a direção do Theatro Municipal de São Paulo que me convide para as coletivas de imprensa, tenho um monte de perguntas legais para fazer. Principalmente para você John.

Ali Hassan Ayache

Exibições: 72

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço