Thiago Arancam, único brasileiro na "Operalia"



O tenor brasileiro foi um dos vencedores da Operalia, maior competição de canto lírico do mundo, e se prepara para cantar a ópera ''Carmen'', a convite de Plácido Domingo.




O paulista Thiago Arancam, 26 anos, desponta como um dos grandes nomes no cenário do canto lírico. Ele participou recentemente, 19 a 24 de setembro de 2008, da Operalia, a maior competição mundial da área, criada em 1993 pelo tenor espanhol Plácido Domingo.

"Neste ano, a 16ª edição da Operalia, que aconteceu em Quebec, no Canadá, recebeu 787 inscrições. Um seleto júri de três profissionais de ópera avaliou cada gravação dos candidatos e atribuiu uma nota — os mesmos que decidiram o local da competição, que a cada ano ocorre num país diferente. Juntos, eles escolheram os finalistas. Thiago era o único brasileiro entre os 43 selecionados de 19 países. Foi o grande vencedor da disputa com três prêmios: primeiro lugar nas categorias zarzuela (espécie de ópera espanhola que incorpora elementos folclóricos) e escolha do público e segundo na categoria ópera.

O jovem tenor se prepara agora para enfrentar o principal desafio de sua curta carreira: interpretar Don José, principal papel masculino da ópera Carmen, do francês Georges Bizet (1803-1870). Dividida em três atos, a ópera conta a história do amor trágico entre uma cigana da Andaluzia e um cabo do exército ­— o qual, por amor a ela, vai se deixando arrastar para o caminho do crime. Numa época em que, para o cantor de ópera, o talento dramático é tão importante quanto a habilidade vocal, Thiago terá o desafio de mimetizar, no palco, a decadência do soldado — um dos amantes traídos mais trágicos da monumental galeria de amantes traídos do mundo da ópera.

Em fevereiro, ele participou de um teste para o papel, na presença de Plácido Domingo. 'Thiago tem um belíssimo timbre e musicalidade. A presença de palco dele também é incrível', diz o cantor espanhol.

Agora no papel de Don José, um dos personagens mais marcantes interpretados por seu ídolo Plácido, Thiago tem a chance de ingressar no primeiro time dos cantores internacionais". (Márcio Orsolini).

Parabéns ao jovem Thiago Arancam e, por tabela, a todos nós brasileiros que nos orgulhamos da sua performance, na área do canto lírico.

Fonte: Revista BRAVO - novembro de 2008.

Thiago Arancam - "Granada".

Exibições: 160

Comentário de Cafu em 25 novembro 2008 às 21:36
Êta vozeirão! Prazer em conhecê-lo!
Comentário de Oscar Peixoto em 1 dezembro 2008 às 13:43
Laura, bela contribuição para motivar a turma a se interessar mais pelo canto lírico. Felizmente, há muitos jovens estudando canto no país, o que demonstra que a arte não está abandonada e sempre surgem novos valores a cada geração. Infelizmente, o que nos falta é divulgação. As emissoras de rádio ou tv não têm interesse algum em programar espetáculos nesse campo. Alegam que não há audiência e, portanto, não há interesse comercial. O resultado disso é que o jovem ou sai do país (como é o caso também do nosso barítono Paulo Szot, vencedor do Tony Awards nos States, por seu sucesso na Broadway, estrelando o papel principal no musical South Pacific), ou faz concurso para algum coro estatal (como o do nosso Theatro Municipal), onde passa a ter poucas oportunidades como solista. Com isso, passamos a conhecer nossos artistas somente quando ganham alguma coisa no exterior. Uma pena.
Pessoalmente, torço para que Arancam continue crescendo e projetando nossa arte para o mundo. Abraços, Oscar
Comentário de Laura Macedo em 1 dezembro 2008 às 20:42
Oscar, no nosso país a Cultura de uma maneira geral, não é prioridade; como disse o ex ministro, Gil, "é a cereja do bolo".
Você foi na mosca, quando diz que falta divulgação. Como podemos gostar do que não conhecemos ?
Recentemente, aqui em Teresina, o pianista Arthur Moreira Lima realizou um concerto, em praça pública, e o povão compareceu em massa.
Você precisava ver a expressão no rosto das pessoas de todas as faixas etárias e condições sociais. "Meninos de rua", mendigos, vendedores ambulantes, idosos, jovens, enfim, todos compartilhando do mesmo momento mágico proporcionado por um estilo de música que comumente não é ouvida no rádio/televisão.
A Cultura (sinônimo de civilização) deve ser um bem de todos. Que civilização teremos, num futuro próximo, se não avançarmos nesse sentido?
Um grande abraço.

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço