Eurípedes Waldick Soriano, de Caitité-BA, maio 1933-setembro 2008, lavrador, garimpeiro, peão, motorista de caminhão, cantor. Influências: Durango Kid (o mocinho de roupa e chapéu pretos do cinema e dos quadrinhos), Anísio Silva, Nelson Gonçalves, Vicente Celestino e, mui especialmente, o cubano Bienvenido Granda. 83 discos. O 1°: 'Quem és tu', 1960. Entre os inúmeros sucessos, 'Paixão de um homem', 'Eu não sou cachorro não' e a fenomenal 'Tortura de amor', composta em 1961, gravada no ano seguinte e censurada em 1974 pelo regime militar, que cismou com o termo inicial. Menosprezado desde o início (inclusive em Caitité, por um bom tempo), encarnava, não obstante, o verdadeiro artista popular. Nos anos setenta, visitando Luzilândia-PI (ou era Piracuruca a cidade?), 'derrubou' duas garrafas de cana, bebendo direto no gargalo - mas acho que os caras exageraram ao contar a história. Outro folclore dá conta de que passou três dias num quarto com uma dama de vermelho... Lenda é lenda. Vamos tirar o chapéu pro grande Waldick, que nos brinda com 'Tortura de amor'.

Exibições: 151

Comentário de Laura Macedo em 29 agosto 2009 às 22:41
Estreou sexta-feira (28/08/09) em São Paulo e Rio de Janeiro, “Waldick, Sempre no Meu Coração” a primeira experiência de Patrícia Pillar como diretora. Como Selton Mello e Matheus Nachtergaele, a atriz conta que sentia há tempos o desejo de se aventurar atrás das câmaras.
Em apenas 58 minutos, “Waldick, Sempre no Meu Coração” não se propõe a relatar, de forma cronológica ou jornalística, a trajetória do cantor. Patrícia Pillar optou por um registro de tonalidade mais emotivo, no qual Waldick aparece refletindo sobre a vida, seus amores e suas canções.

Mesmo para quem não se interessa pelo repertório musical de Waldick Soriano, o filme de Patrícia Pillar oferece uma reflexão humanista, bonita, sobre um artista que dedicou a carreira a cantar os sentimentos mais básicos. E que conclui a sua trajetória afirmando, na última cena: “Eu ainda estou procurando essa tal de felicidade”.
Fonte: Maurício Stycer, repórter especial do IG.

Na foto abaixo: Patrícia Pillar e Waldik Soriano, no camarim do cantor.

Um super beijo.

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço