Portal Luis Nassif

Venezuela quer ser polo industrial e tecnológico do Mercosul

Venezuela quer ser polo industrial e tecnológico do Mercosul

Publicado no Vermelho

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, destacou nesta terça (7) seu plano de, nos próximos anos, desenvolver importantes polos industriais em todas as regiões do país, os quais deverão figurar entre os mais fortes do continente americano.


Na inauguração da Fábrica de janelas para moradias Guacara III, da empresa Corporação Petroquímica de Venezuela (Petrocasa), no município de Guacara, estado Carabobo, o chefe de Estado explicou que a criação dos polos industriais permitirá desenvolver áreas produtivas específicas, de acordo com as potencialidades de cada região do país.

Esta empresa produzirá 860 mil janelas ao ano, que serão destinadas a obras da Grande Missão Vivenda Venezuela (GMVV), informou o vice-presidente de Petróleos de Venezuela (Pdvsa), Asdrúbal Chávez.

Asdrubal informou que atualmente a fábrica de Petrocasa de Guacara trabalha em um só turno, mas posteriormente novos trabalhadores serão incorporados para chegar a três turnos de produção.

O presidente Chávez felicitou aos novos trabalhadores da empresa estatal, cuja produção beneficiará o povo, impulsionando o desenvolvimento da Venezuela.

Ao assinalar no mapa da Venezuela os estados Lara, Yaracuy, Carabobo – como epicentro – Aragua, Miranda e parte de Vargas e do Distrito Capital, o presidente explicou que executaram planos para incrementar a produtividade nesta região e convertê-la em um grande polo industrial, científico e tecnológico a serviço do Mercosul.

"Temos grandes potenciais para explorar e estimular! Esta fábrica é do potencial que está despertando e segue despertando para transformar essa região no centro do país em um grande polo industrial, científico e tecnológico, entre os mais fortes da América do Sul, e não só, mas também no Centroamérica, Caribe e todo o conti9nente americano”, diz Chávez.

O presidente destacou que outro grande polo está localizado na Faja Petrolífera do Orinoco, que tem a característica de ser petroindustrial e se estenderá pelos estados Guárico, Monagas, Anzoátegui e parte do delta Amacuro.

Referiu-se também ao polo mineiro industrial, na zona Sul de Orinoco, onde se está trabalhando para agregar maior força produtiva às empresas básicas.

Chávez mencionou a criação de um polo agrícola nos estados de planície e parte da região andina, e também em Falcón e Zulia.

Para desenvolver esses polos produtivos, disse Chávez, o país tem tudo o que é necessário, só faltava a vontade política, um Estado que se colocasseà frente dessa missão e despertasse o povo. 

"Só nos faltava levantar dados sobre o nível de vida do povo, como estamos fazendo; e também um sistema educativo que inclua a todos e eleve o povo a um nível maior de instrução, de conhecimento e de domínio técnico. Estava faltando a independência nacional porque sem ela nada é possível”, garantiu.

No domingo (5), Chávez enfatizou que o desenvolvimento da indústria é um fator chave para consololidar os planos de transformar a Venezuela em uma potência regional, tal como proposto no Plano Socialista da Nação 2013-2019.

O presidente Chávez manifestou sua aspiração de estabelecer frentes de trabalho com o setor industrial privado do país para fortalecer as alianças e consolidar financiamentos para o setor.

Fonte: Prensa Latina

Exibições: 51

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço