Em 1966, o Brasil perdeu a Copa do Mundo na Inglaterra. Pelé jogara apenas algumas partidas.
O País vivia sob o regime militar e o horizonte para artistas e intelectuais de esquerda aparecia com negras nuvens. Mas nem tudo foi sombrio naquele ano. Algumas alegrias chegariam antes que ele terminasse. E viria pela música.

Foi em 1966 que Tom Jobim recebeu o convite de Frank Sinatra para gravar um disco.




Na época, Sinatra era um dos mais importantes artistas do show bizz internacional. Apesar de já vivermos uma era em que os jovens estavam dominados pelo rock, The Voice, como Sinatra era chamado, ainda ocupava um enorme espaço na mídia e no mundo da produção cultural.

Assim, a notícia da gravação feita em parceria com Tom Jobim tinha uma grande importância: era a bossa nova entrando a rigor na terra do Tio Sam. E mais: era o passaporte para que a nossa música se tornasse conhecida mundialmente, o que de fato aconteceu.

"Garota de Ipanema", de Tom Jobim e Vinicius de Moraes, tornou-se a vice-campeã mundial em número de execuções, ficando atrás, apenas, de "Yesterday", dos Bestles.

Fonte: Coleção MPB Compositores, Ed Globo, nº 13, 1997.


Para matar as saudades: a dupla Tom e Sinatra interpretando "Garota de Ipanema".


Exibições: 196

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço