Viomundo: Nicolelis e o pontapé inicial da Copa

31 de agosto de 2010 às 17:44

Nicolelis e o pontapé inicial da Copa

por Luiz Carlos Azenha

Além de ser um cientista brilhante, o potiguar Miguel Nicolelis é uma figura rara. Palmeirense doente, aparentemente ele vai trabalhar para um pontapé inicial muito especial na Copa de 2014.

Já o entrevistei algumas vezes, nos tempos da Globo. Outro dia, ouvia a rádio CBN quando o Nicolelis foi entrevistado. A entrevistadora fez o diabo para ele falar mal das pesquisas científicas no governo Lula e ele… nada.

Mal sabia a entrevistadora que o cientista é fã de Lula e que, talvez por ter morado tantos anos nos Estados Unidos, o senso de patriotismo do Nicolelis é extraordinário.

Deu no blog do Planalto:

Terça-feira, 31 de agosto de 2010 às 17:24

Jogo de abertura da Copa 2014 poderá ter pontapé inicial de tetrapl...

O pontapé inicial do jogo de abertura da Copa de 2014 poderá ser dado por um cidadão brasileiro tetraplégico. O ‘milagre’, afirma o neurocientista Miguel Nicolelis, diretor do Instituto Internacional de Neurociências de Natal (IINN) no Rio Grande do Norte, será concretizado com a chegada ao Brasil do supercomputador Blue Gene, doado pelo governo da Suíça, que permitirá o desenvolvimento de uma roupa especial pelo consórcio Andar de Novo, formado por Brasil, Suíça, Estados Unidos e Alemanha. Nicolelis esteve com o presidente Lula nesta terça-feira (31/8) em São Paulo para anunciar a novidade e aproveitou para convidá-lo para ser patrono do projeto. “É um momento histórico para a ciência brasileira”, afirmou o cientista.

Segundo Nicolelis, existem hoje cerca de 200 computadores com a capacidade de cálculo do Blue Gene. O Brasil terá, assim, o computador mais veloz do Hemisfério Sul. O equipamento, adiantou, será utilizado não apenas para pacientes potiguares, mas de todo o País.

O computador pesa duas toneladas e chegará ao aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, seguindo então para Recife e, depois, Natal.

Exibições: 48

Comentário de Francisco de A. P. da Silva em 31 agosto 2010 às 22:48
Realmente seria maravilhoso que o evento resultasse: a) na inclusão do deficiente físico; b) na expressão de um avanço científico nacional e c) num momento de reflexão sobre a situação das pessoas com deficiencias fisicas. Me revolta muito que as Paraolimpiadas sejam um evento tão pouco buscado por patrocinadores e governantes do mundo todo. fico me perguntando quantos presidentes de república já foram lá no campo colocar aquelas medalhinhas nos deficientes vencedores... O Brasil é o país mais qualificado do mundo para fazer um grande evento de massas. Estamos treinando isso desde a década de vinte. Salvador faz aquele "caos organizado" para dois milhões de pessoas todos os anos e o Rio faz aquela imensidão que é o carnaval carioca sem muita presepada. Lembro que quando Lula ficou irritado com o COI foi pouco compreendido. Mas temos que ficar irritados! Para o bem e para o mal, construir um estadio em quatro anos é pinto para quem construi uma capital federal em menos tempo.

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço