O status quo vem ultimamente convocando uma nova categoria de profissionais que até bem pouco permanecia oculta, a dos filósofos. Saído diretamente do Governo Lula passou a circular pelas colunas de jornais, como uma espécie de um novo rico da inteligentzia paulista, o filósofo Renato Janine Ribeiro. Com um ego que não cabe em si, o homenzinho deu de defender o lançamento de candidaturas avulsas independentemente de partidos políticos para os próximos pleitos. Aponta a França como palco de uma experiência análoga de sucesso.

Desmascarar tal engodo tem sido meu esforço em 2 artigos que escrevi quase que para mim mesmo no "Blog Brasil que vai!", que mantenho para fazer gotejar algum questionamento no oceano de verdades oficiais. No primeiro deles intitulado "por que não eu?" mostro como o sistema defendido pelo filósofo não passa de um arremedo de oligarquismo que atende pelo nome de "sistema dos parraisin" e do qual o eleitorado francês tenta livrar-se. Num segundo artigo trato do modo como os ideólogos de ocasião laboram para criar mecanismos que sejam funcionais aos seus sobreanos no sentido de verem reforçada dos súditos de maior capital, no link Vivaldino da Silva

Exibições: 67

Comentário de Ariston Álvares Cardoso em 16 setembro 2011 às 23:46
Olha aí um meio de se fazer democracia sem hipocrisia e corrupção, o cidadão que for escolhido pelo povo, será eleito e só não tomará posse, se for mau elemento devidamente comprovado.

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço