Portal Luis Nassif

Comentários de Flavio Tavares de Lyra

Caixa de Recados (31 comentários)

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Às 2:36 em 24 junho 2011, Stella Maris disse...
Às 22:17 em 25 maio 2011, Ernani Eykyn Barbosa disse...
Olá, gostaria de saber sua posição sobre a idéia de se criar um super polo de produção de bicicletas para o mercado mundial em Manuas conforme noticiado ontem no Valor Economico.  Veja: https://conteudoclippingmp.planejamento.gov.br/cadastros/noticias/2011/5/23/fabricantes-querem-criar-polo-produtivo-mundial-em-manaus Estou tentando desenvolver uma linha de montagem de bicicletas elétricas em sp com fornecedores estabelecidos em sp, rj, mg e paraná.  Mas essa tendencia de levar as coisas para Manaus vai nos matar.  Acho que a vocação para Manaus tinha que ser outra.  Já tem muito a fazer  na interação com o ecosistema de lá.  As industrias que andaram se estabelecendo a custa de incentivos fiscais facilitando importaçoes maciças só tem criado grandes distorções e inclusive estragos ao meio ambiente da região. Estou lhe fazendo esse contato em função do grandioso trabalho que você chegou a fazer no IPEA ref. os efeitos dos incentivos fiscais para Manaus em 1995.  Achei majestuoso. Atc., Ernani Eykyn Barbosa
Em 12:20am on maio 23, 2011, Stella Maris deu para Flavio Tavares de Lyra um presente...
Presente
simbolo da " AMISTAD" beijos.
Às 20:10 em 17 maio 2011, emilio disse...
Flávio, vc disse tudo. Queremos o melhor para o brasil e porque não, para todo mundo. Obrigado.
Às 14:36 em 29 abril 2011, Dalva de Oliveira disse...
Flávio, é um prazer e uma honra ser sua amiga. Um abraço!
Às 9:03 em 2 janeiro 2011, Ivanisa Teitelroit Martins disse...
Flavio, estou indo a Brasília dia 4. Estive ocupada os 2 últimos anos com o ensino da psicanálise. Como ainda não me aposentei, pretendo voltar a trabalhar no governo. Gostaria de encontrá-lo para conversar. Meu telefone e e-mail pessoal: 061 99093042 e nysa@unisys.com.br
Às 19:30 em 5 outubro 2010, Marise disse...


Beijos
Às 14:27 em 25 setembro 2010, Ulysses Freire da Paz Jr. disse...
Sou por natureza, de poucas palavras; talvez devido à boca pequena e aos duplos olhos e ouvidos e mãos - escuto, toco, escrevo e leio mais, não o suficiente para agradecer o quanto você merece; em suma só nos resta compartilhar e fazer o melhor pela nossa espécie, pela natureza, por Deus.
Às 19:48 em 30 abril 2010, Vera disse...
Flávio, passando pra deixar beijo e fazer algo que quero há tempos: vc aceita ser meu amigo?
Em 9:17pm on abril 19, 2010, Ivanisa Teitelroit Martins deu para Flavio Tavares de Lyra um presente...
Presente
Flavio, envio um laço, mas queria mandar o tabuleiro de xadrez. Essas eleições prometem muitas emoções. Continuo defendendo candidaturas do Nordeste e do Norte do país. bjs
Às 4:20 em 19 abril 2010, Ivanisa Teitelroit Martins disse...
Flavio, somente hoje descobri que somos companheiro de blog. Já estou por aqui desde setembro de 2009. Saudades dos nosso almoços coletivos. beijos
Às 5:35 em 2 abril 2010, Mareu dos Santos Soares disse...
(continuação)
A maior conhecedora de Espinosa, a Marilene Chauí falou certa vez: "Eu não creio em Deus, eu o conheço", fruto da sua paixão e conhecimento dos ensinamentos do filósofo. Porém, sempre, em razão da impossibilidade de se poder raciocinar fora da Ciência e da lógica, é preciso se ter fé. A fé não tem lógica. A fé escapa da razão. Dizer que a fé é irracional pode parecer ofensa aos teístas, mas, lastimavelmete é a realidade; por isto não concordo com Pascal, e acho que o custo de acreditar não é o mínimo, antes pelo contrário, nos rebaixa da condição de sermos os únicos seres conhecidos a ter consciência da nossa existência, e assim abdicando desta racionalidade. Porém, negar possibilidades desconhecidas também não me parece ser postura científica. Desta sorte, minha modesta opinião é de que deveríamos ser conscientes da nossa impossibilidade de conhecer o segredo da existência (de tudo: este Universo, todos os universos, da origem e razão da fenomenologia, da essência de tudo, das razões superiores, etc.) e optarmos pela única saída lógica, que é o Agnosticismo. Respeitando, é lógico, os ateus e os não ateus. Espero que me perdoes a intromissão neste belo debate, Flávio
(desculpas pelo fato de ir em 3 pedaços; não sabia do limite de caracteres)
Às 5:34 em 2 abril 2010, Mareu dos Santos Soares disse...
(continuação)
A questão colocada pelo Fábio é muito antiga: é uma enciclopédia enorme que Agostinho tinha que transportar em uma manada de mulas (sem ofensa ao filho da Santa Mônica, mas era assim que ele carregava a sua eterna dualidade). Filho de um devasso casado com uma devota (ele também devasso na juventude) criou dentro do seu inconsciente a filosofia na qual se afirmou a doutrina das religiões do ocidente: a dualidade entre corpo e alma, físico e espírito. Desde então as religiões cristãs insistem na incoerência de que Deus teria criado a matéria do nada, o que transforma Deus em um ser não-absoluto: ou seja, teríamos dois deuses O DEUS e este tal de NADA, de onde Deus teria buscado alguma coisa que chamou de criação ou matéria. Essa contradição é muito bem explorada nos livros de Rohden, apesar de ser teísta. O problema é que, se esse tal de Deus existe, só pode ser absoluto, o que implica em ser único; portanto, só poderia criar alguma coisa tirando dele mesmo, porque fora dele nada poderia existir. Ou seja, criaria a relatividade se relativizando, criaria o tempo da sua intemporalidade, e o espaço da sua infinitude (muita gente acha que eterno e infinito são aquilo que não tem começo nem fim, fruto do ensino religioso; na realidade eterno é o que não tem tempo nenhum e infinito é o que não tem espaço, ou seja, noções de não relatividade). Mas tudo é teoria.
(continua)
Às 5:32 em 2 abril 2010, Mareu dos Santos Soares disse...
Flávio,
Estou começando a engatinhar no "processo Nassif", por obra e graça da minha irmã Marise, que me parece ser uma espécie de decana do portal. Não sou muito discursivo, optando pela síntese. Achei muito interessante e instigante o tema do debate que provocaste. Fui olhar o teu perfil e lá está a informação de que és economista; fiquei à princípio um pouco temeroso, porque todo o economista pode chegar a ser Ministro da Fazenda, e ai... bem, é um horror! Mas, depois de percorrer todo o debate, e vendo - além da tua paciência também uma grande coerência lógica (existe lógica incoerente, sim, principalmente depois de Hegel) - que na realidade a tua formação principal deve ser filosófica, talvez adquirida em seminário. Assim como tens toda a razão em afirmar que o amigo Paulo é a cara do Gramsci (mesmo que ele não queira admitir, não sei porque, já que é um elogio) eu também garanto que és um sósia do filósofo Huberto Rohden, muito conhecido aí em Brasília e também em Princeton, onde ensinou Religiões Comparadas, sendo colega de Einstein no corpo docente daquela Universidade. Tua didática é exemplar, e a tua primeira resposta ao Almeida, em 29/03 talvez tenha sido melhor do que o próprio artigo inicial.
Realmente, a Ciência não pode explicar Deus; aliás, nem quer fazê-lo, porque isto foge do alcance da Ciência, e os cientistas autênticos sabem disto. Às vezes aparece um Físico querendo vender livros ou um Chardin designado pelo Vaticano para tentarem misturar água com azeite, o que é impossível. Nós estamos presos e limitados por apenas quatro dimensões (ler o livro do Stephen Hawking, "Uma breve história do tempo", é uma exigência contemporânea e um bálsamo para nossa cabeça); logo, para ter a ousadia de tentar pensar ou conhecer algo fora dessas quatro dimensões, implicaria em extrapolá-las e, consequentemente, deixar nossa condição de seres relativos para nos transformarmos em seres absolutos (em relação a essas dimensões). (segue adiante )
Às 19:38 em 25 março 2010, Simone-Rosa Tupinambá disse...
Flávio,

fiquei muito feliz.

um grande abraço.
Em 11:53pm on março 21, 2010, Marise deu para Flavio Tavares de Lyra um presente...
Presente
Com minha dmiração para uma pessoa inteligente e educada Bjs
Às 12:51 em 14 março 2010, Marise disse...
Flavio vi teu pedido para aprender a colocar videos nos comentários. Aqui vai: No Youtube do lado direito do video tem "incorporar". Tu clica e copia. Depois vem aqui nos comentários e cola no terceiro icone da direita para a esquerda.Aquele que parece uns óculos. Aí é so clicar em adicionar comentários que o vídeo parece.
Beijo
Às 21:15 em 25 fevereiro 2010, luzete disse...
ah, é: não desiste nunca?!
então prova!
Às 20:54 em 25 fevereiro 2010, elizabeth disse...
favor enviar novamente, computador pifando.
Às 20:08 em 25 fevereiro 2010, luzete disse...
Flávioooooooooooooooooooooo,
o pessoal tá te chamando prá continuar.
por favor, né!
não desista, não. vamos caminhar mais um cadinho...
ainda tem caldo prá tirar. vamos?

Publicidade

© 2017   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço