Comentários de Gersier de Lima

Caixa de Recados (21 comentários)

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Às 6:31 em 20 março 2017, Augustin Aziankou disse...

Dia bom,

Eu peguei o interesse em você depois de passar por seu perfil curto e exigir que seja necessário escrevê-lo imediatamente. Eu tenho algo muito importante para revelar a você, mas eu achei difícil de me expressar aqui, uma vez que é um site público. Você poderia por favor voltar para mim em (augustinaziankou@vp.pl) para os detalhes completos.

Tenha um bom dia.
Sr. Augustin.

Às 12:23 em 1 novembro 2010, Paulo Truglio disse...
Geisier, boa segunda-feira! Que bom que escreveu. Eu tive a mesma sensação entre fotógrafos na Europa. Muita gente usa máquinas analógicas (na Escócia tive dificuldade de encontrar filmes - segundo a dona da lojinha, 'raparam tudo, os alemães'. Bom, uso a minha Minolta alfa-7 e acho-a ótima. Muito obrigado pelas orientações e um grande abraço.
Às 14:26 em 31 outubro 2010, Paulo Truglio disse...
Geisier, bom dia! Muito obrigado pela informação. Vou procurar o link e buscar material. Eu soube por um amigo que é professor da Universidade Brás Cubas, que a UNESCO tente, com alguma dificuldade, aprovar uma moção que coloca a fotografia analógica e, principalmente os filmes p&b como 'patrimônios culturais da Humanidade', justamente com o objetivo de não permitir que as midias digitais tomem conta totalmente do universo da fotografia. Um grande abraço e, novamente, obrigado. Paulo Truglio
Às 0:28 em 27 julho 2010, romério rômulo disse...
um grande abraço, gersier.
romério
Às 18:25 em 21 fevereiro 2010, Levi Ramos disse...
Olá, Gersier. Desculpe-me pela demora em lhe retornar o comentário sobre os bons tempos da fotografia em branco e preto. Por estar no meio de uma história p/ um novo livro, estou desligado do mundo à minha volta: é como ficar por horas dentro de um minúsculo quarto escuro, aguardando o aparecimento de uma imagem em uma folha de papel. Hoje, fico por horas dentro de meu próprio cérebro, tentando dar vida aos meus personagens e, da mesma forma que no quarto escuro, longe do mundo que está do outro lado da porta. Assim, não perdemos a imagem que construimos lá dentro.

Um grande abraço!

Até breve!

Levi Ramos
Às 17:36 em 17 janeiro 2010, priscila maria presotto disse...
Oi,mil perdões ,andei meio afastada daqui ,ois meu tempo estava limitado.
Verei sim as suas obras e depois te respondo.

Beijão
Às 3:18 em 12 janeiro 2009, Delcio Marinho disse...
Descubra o RIO

Aumente o SOM
RIO DE JANEIRO

SAMBA DO AVIÃO
Às 20:07 em 27 novembro 2008, Gloria Lafetá disse...
Estou aguardando aprovaçao das fotos do pequi.Adorei.
Muito obrigada. E ja enviei pros saudosos a arvore e a flor.
Às 20:23 em 19 novembro 2008, Gloria Lafetá disse...
a bonequinha viu e gostou muito:Vicky Cristina Barcelona
Às 20:00 em 18 novembro 2008, Gloria Lafetá disse...
que legal!
Às 16:40 em 18 novembro 2008, Gloria Lafetá disse...
tire a foto de um pequiseiro e mande pra mim!
Às 16:01 em 18 novembro 2008, Gloria Lafetá disse...
q. bom q, respondeu! e deu saudade do pequi.rs Vou ver as fotos agora de Moc, ver se ainda a reconheço..
um abraço grande,
glorinha lafetá.
Às 23:31 em 15 novembro 2008, Gloria Lafetá disse...
Q. bom ver um de Moc aqui! Não nasci em Moc, mas meu pai era de la. Amo pequi, ai que saudade dos pequis.., carne de sol , esta farinha maravilhosa daí..e quando qdo pequenina( e lá se vão anossssssssssssssssss) a Exposiçao.Só nao gostava da terra vermelha. rs.
um abraço grande!
Às 3:53 em 21 outubro 2008, priscila maria presotto disse...
Oi Ge,estou em falta com todos que me mandaram mensagens,só agora respondo.
Terei imenso prazer em ver suas obras.

Um grande abraço da Priscila
Às 3:16 em 5 outubro 2008, Gersier de Lima disse...
É,hoje quatro de outubro estou ficando mais velho.Tenho o privilegio de comemorar a minha vinda ao mundo no mesmo dia que há 501 anos atrás,os portugueses viram pela primeira vez as águas de um rio que por ser dia de São Francisco,batizaram com o nome do santo.
É,hoje estamos ficando mais velhos,eu e o Velho Chico como é chamado carinhosamente pelos ribeirinhos.
Apesar dos percalços da vida tenho muito a comemorar,gozo de boa saúde,filhos crescidos,encaminhados,formados.Uma filha que ensina na mesma faculdade onde um dia foi aluna.Um filho que a labuta pela sobrevivência o afastou fisicamente de mim,mas que está bem,trabalhando em uma grande empresa,um engenheiro nota dez.Desculpem a pieguice de um pai coruja.
Já a saúde do Velho Chico essa não vai tão bem assim.
Judiado, já não vê outro velho amigo a percorrer as suas águas,o Benjamim Guimarães,o que trouxe do nordeste um casal que, recém casados,veio cheio de vontade de vencer na vida. Venceram,mesmo enfrentando a dura luta numa terra desconhecida, conseguiram dar aos filhos a educação e a formação que a vida lhes negou.Não reclamam dela,ao contrário,agradecem a Deus todos os dias.
Apiaram no fim da linha,em Pirapora que segundo os entendidos, na linguagem indígena significa “onde os peixes pulam” ou o ”pulo do peixe”.
Ah,esses também já andam escassos no Velho Chico.Os Pintados pra uns,Surubins pra outros,já não nadam tão frequentemente nas águas poluídas do chamado Rio da Integração Nacional.
É Velho Chico,mas é bom vc saber que existem aqueles que estão preocupados com vc,com a sua sobrevivência,aqueles que lutam para vc ter de volta suas margens, sua mata ciliar,seu leito recuperado, suas águas livres da poluição,ter seus peixes de volta.
Quanto ao velho Benjamin já não garantem.O peso dos anos o fez aquietar.E para matar a saudade,vez por outra ele se atreve a dar uma voltinha ali por perto mesmo,onde sai todo garboso a se exibir.
Pois é Velho Chico,no meu aniversário brindo a vc que bravamente resiste ,resiste e teima em resistir.
Às 3:06 em 16 setembro 2008, Gersier de Lima disse...
Baixei e instalei(ja tinha instalado esse programa antes ,depois tirei)e segundo o mesmo,tudo está normal.Vou refazer os testes.
Às 22:51 em 10 julho 2008, wilson cunha junior disse...
Puxa Gersier, olha só, minha mãe era de Lavras da Mangabeira no Ceará e meu pai de Alagoa Grande, pertinho de Campina. Há dois anos fui ao Nordeste de carro. Acredite, é uma bela viagem. São mais de 8 horas só cortando a Chapada Diamantina. Não deixe de ir. Abração.
Às 13:36 em 8 julho 2008, Gersier de Lima disse...
“Eu me lembrei de que mais brasileiros foram à Disney do que à Amazônia. Lembrei-me que o nome de um dos programas favoritos da elite brasileira é Manhattan Connection. Que a emissora de vender bugigangas no Brasil se chama Shoptime. Que o Fashion Mall é o shopping chique do Rio de Janeiro. Que em São Paulo se festeja o haloween. Que o caderno da Folha para adolescentes é o Folhateen.

E lembrei que também temos uma elite preconceituosa e reacionária, que se comporta no Leblon e nos Jardins como se estivesse em Paris ou Nova York. Seria um elogio chamar essa elite de africana. A África não merece ser associada a algo tão vulgar e ignorante. Nossa elite é americana.”
Azenha falando sobre a nossa “elite”.Acrescento, .usam o personal trainer para ficar em forma e acompanhar o seu footing quando vão ao centro de compras ou shopping Center ou a uma lojinha que fica aberta vinte e quatro horas as tais all time.Levam seus cachorros aos dog centers. E que tal na happy hour um relax tomando uma que ninguém é de ferro?
É bom ressaltar que a elite que cito não é a que constrói o Brasil, não é a elite cultural ou a elite empresarial,essa última geralmente avessa a badalações inúteis.
Estamos falando de mauricinhos e dondocas deslumbrados,que preferem menosprezar quem ama e sente orgulho desse País.
Às 21:01 em 6 julho 2008, Clério Koyro disse...
Gersier,
fiquei contente e surpreso em saber que você vem de Montes Claros. Nasci em Governador Valadares, os maldosos dizem simplesmente: Valadólares, mas enfim, saí cedo por este mundo. Morei muitos anos em Sampa, onde fui metalúrgico ali pelos 70 até meados dos 80.
Saí do país, morei outros anos fora, por todos os lugares onde andei, encontrei mineiros, nas mais variadas atividades, principalmente artistas, pois não,mas sempre ficava um batuquinho ali, num cantinho da cabeça, pedindo pra voltar pras Geraes.
Acabei voltando e me escondendo na Serra da Mantiqueira, lá onde Minas se encontra com o Rio de Janeiro e São Paulo. Há cinco anos moro em Juiz de Fora. Foi muito bom voltar pra terrinha.
Abração
Clério
Às 15:10 em 6 julho 2008, wilson cunha junior disse...
Oi Gersier, não amigo, Esse Cunha é da paraíba. Mas perdi meus pais ainda jovem e me soltei pelo mundo. Confesso que não tenho informações seguras sobre minha árvore genealógica. Forte abraço.

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço