As eleições municipais de 2008 têm grande relação com a sucessão de Lula. E as notícias que chegam, através de pesquisas eleitorais, mostram que o presidente terá uma grande base de apoio para fazer o seu sucessor.
Através do PT e do Bloco de Esquerda (PCdoB, PDT e PSB) e de partidos da base não tão alinhados com o projeto sucessório, Lula tem à sua frente a possibilidade de uma grande vitória sobre a oposição formada por PSDB, DEM e PPS.
Um resumo:
SÃO PAULO: A grande notícia para Lula. Marta tem grande vantagem sobre Alckmin e Kassab. Caso se confirme, será a grande vitória de Lula. Terá derrotado Serra em seu estado natal.
RIO DE JANEIRO: Os três primeiros colocados nas pesquisas (Jandira, Paes e Crivellla) em maior ou menor intensidade apóiam Lula e seu candidato à sucessão. O DEM perderá uma das duas capitais que governa.
RECIFE - O desconhecido João Costa, apoiado por Lula, Eduardo Campos e pelo prefeito Joã Paulo) deu um salto enorme, saindo do terceiro para o primeiro lugar. Pode ganhar no primeiro turno.
VITÓRIA - João Coser, do PT, montou uma grande frente de apoio e deve conquistar a reeleição ainda no primeiro turno.
SALVADOR - Walter Pinheiro, do PT, passu de seis para 13% nas pesquisas. Ainda está em quarto lugar, mas pode chegar ao segundo turno e vencer, com apoio de Lula e Jacques Wagner. O adversário pode ser ACN Neto, que empacou nos 26%.
RIO BRANCO, PORTO VELHO, JOÃO PESSOA E ARACAJU - Lula domina com Raimundo Angelim (PT), Roberto Sobrinho (PT), Ricardo Coutinho (PSB) e Edvaldo Nogueira (PCdoB)
PORTO ALEGRE - Manuela Dávila (PCdoB) e Maria do Rosário (PT) disputam um lugar no segundo turno contra Fogaça (PMDB). A favor de Lula há a "maldição" gaúcha contra os que tentam a reeleição. Ninguém consegue.

Em cidades da Grande São Paulo, como Diadema, Santo André, Mauá e Osasco, o PT tem a liderança. Em São Bernardo, o PT montou uja grande aliança e, com o apoio de Lula, que participará de eventos na cidade, espera, com o ex-ministro Luis Marinho, recuperar o poder na cidade em que se iniciaram as grandes greves de 1978.
O perigo da inflação foi afastado, pelo menos a curto prazo. O País vive uma onda de otimismo inclusive com descoberta de grandes jazidas de petróleio.
Tudo caminha para que o PSDB enfrente, em 2010, um candidato apoiado por um presidente fortíssimo e por uma grande base aliada em capitais e cidades importantes.
O caminho para Lula lá em 2014 está sendo construído com muita facilidade.

Exibições: 68

Responder esta

Publicidade

© 2022   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço