Soledad, lhe respondo aqui do Fórum, pois não desejo participar dos debates do Mídia, pelas mesmíssimas razões, tão bem exemplificadas, por vc....


Mas, a sua magistral defesa da causa feminina, acalanta o post que havia feito sobre o machismo presente, também, no viés da “intelligenza”, ou pretensa a...

Não consigo acompanhar o Blog do Nassif, por causa dos meus horários, mas, também, porque não consigo abrir as páginas...

Hoje, com agenda + leve, até consegui... mas, foi um “parto” (perdoem a licença poética da ave), já que de MULHERES trato...

Então, quando vi o nível baixérrimo ao qual se refere, e tentei pronunciar-me... a página caia...

Agora, vejo seu pronunciamento & rogo-lhe que o traga para o Fórum...

Não que tenha a acrescentar algo, pois já tinha me manifestado a respeito, e na ocasião, e que percebi foi que não foi muito bem compreendido o que dizia...

Acredito que não o tenha feito com a contundência de sua falas...

Penso que agora, como tudo nesta vidinha-quase-boa, quando nos apertam os calos, conseguimos compreender melhor... somos, então, obrigados a olhar para o espelho, pra remover os calos dos pés & da alma...

Em hora boa; suas falas... pois, penso, conforme comentei em referido Fórum anterior, que estes temas são vistos de maneira folclórica, apenas, no dia 8 de março... (que por sinal está chegando)...

Até quando se irá tampar o sol com a peneira??

Entendo que este tema devesse estar em pauta 24h horas por dia em nossas vidas... inclusive dentro da própria lógica da hegemonia do falo, do MACHO... já que se carrega o próprio germe da destruição, em exercício de poder... ALGUÉM, disse algo, assim, por aí, não é não??? Colhemos o que plantamos...mais cedo, ou mais tarde... somos vítimas de nossa própria intolerância...

Então, que este debate se amplie para todas as muiés por vc. citadas por lá...e a todos que não queiram participar dos tópicos do Mídia...

Só pra ilustrar com mais uma matéria, que rapidamente saiu de pauta, e que pareceu abominável aos olhos desta ave...

Sobre o episódio das modelos italianas que posaram sendo “molestadas” por policiais brasileiros...


Do pouco que li a respeito, se deu foco ao fato de terem “maculado” a imagem da polícia brasileira (assunto que dá panos pra muitas mangas, mas não agora...)

Aliás, cabe mais um parêntese: a questão de que, mais uma vez, a Itália se revela polêmica com este ensaio fotográfico... e, isto dá pra mais mangas...

Mas, o que NÃO foi dito; foi o que esta mensagem de “prazer”, por estarem sendo bulinadas, pelos polícias queria transmitir ao público...

Essa é a idéia de prazer que se veicula ... estimulando o assédio... o estupro???

Digam que esta ave metida a gente entendeu errado... pelo amor às divindades da fertilidade, da terra, do feminino... por amor à Pachamama... não quero ser estuprada pra gozar...

Não importa qual seja a verdadeira face do caso: Paula de Oliveira, como vc. bem o disse, importa a MANEIRA como isto vem sendo tratado...

Os sintomas são claros: persiste o ranço machista, tanto no viés da direita, bem como da esquerda...

Quanto a este episódio: do que se pode comentar (apesar das plumas, também, com ascendência espanhola); que é preocupante o xenofobismo reinante em alguns países na Europa.

Quanto à Suíça, pouco esta ave pode palpitar... ela ainda não andou revoando por lá... mas, Espanha, França, Itália... estes, esta ave viu com os zôios que esta terra há comer...

Alguém, bem disse, por este Portal à fora, mas não lembro o autor... (perdoe-me): estaremos às voltas com mais um “Ovo da Serpente”??


Saudações feminis a todos \♥/

Exibições: 1827

Responder esta

Respostas a este tópico

Sabe, Marise, duro para as mulheres é terem quase sempre que optar por um desses 2 caminhos, quando os 2 poderiam ser perfeitamente conciliáveis. Nao lamento a falta da maternidade, nunca quis filhos. Mas envelhecer ao lado de um companheiro amigo... É como na propaganda do Master Card, nao tem preço.

Agora, tb nao desvalorizo o que tenho. Gosto do pensamento.

E sabe de uma coisa? Nao é algo que se aprende na escola. Se aprendi a pensar com alguém, foi com Monteiro Lobato, lendo sozinha, em criança. A Universidade de hoje está cheia de doutores que citam, citam, e nao têm um pensamento próprio. Cartola só tinha o primário, e é um gênio, nao só nas músicas, nas letras tb. Chico Mendes aprendeu alguma coisa com um colega comunista, foi um grande líder. Nao é preciso muita escola para pensar e se informar.

Um beijao. Adoro a sinceridade com que você se coloca
AnaLú
Machismo


A melhor definiçao de Machismo encontrei no The American Heritage Dictionary[bb]:

Machismo: n. An exaggerated sense of masculinity stressing such attributes as courage, virility and domination of women.

Traduzindo: um exagerado senso de masculinidade destacando atributos tais como coragem, virilidade e dominação de mulheres.

Ser machista[bb] não é apenas reclamar que a mulher trabalha fora. Ou há muito machista que não sabe que é machista pois socialmente é “politicamente correto”.

O machismo, como na definição do dicionário, trata de dominação, relação de poder. E o homem vê a mulher como “sua” para dominá-la, adestrá-la, consertá-la, deixá-la ao seu gosto. Ela não é um ser igual a ele. É um objeto de afeto. Um objeto para ele dominar numa relação de cima para baixo.

“Se você for boazinha, eu não vou ficar bravo.”

“Foi você que me fez agir assim.”

O machista costuma ter uma agressividade mal trabalhada contra as mulheres dentro dele. E pouco contato com seus próprios sentimentos.

E o passo inicial para deixar de ser machista, além de querer deixar de ser machista, é claro, é reconhecer sua condição e aceitar esses sentimentos de agressividade, raiva, mágoa e impotência. Aceitando esses sentimentos dentro de si, eles não ficarão livres para se manifestarem descontroladamente. As ações passarão a ser conscientes. O homem poderá então se relacionar de forma igualitária com a mulher. Sem medo.

http://poderosaafrodite.com/
Marise,

Espero que muitos homens consigam se ver realmente na descrição do texto. E, o melhor, queiram mudar. Pois só assim, de fato as relações serão de igualdade.
bjs
Sol
Esse é o Tadeu de quem eu gosto! (rs rs rs...)
Bjs
AnaLú
Tadeu,

Puxa! Ganhastes uma fã rsrsrsrsrs
Super legal o texto. Ele enfoca mesmo uma das piores coisas entre os casais hoje . A competição.Que nem sempre é saudável, pois a meu ver, na maioria das vêzes acaba se tornando um conflito, não tão fácil de se lidar, que dependendo do grau pode destruir uma relação.
Acredito que seja necessária uma relação bem estabilizada, com vínculos afetivos profundos para que o real êxito do outro sirva como impulso a novas conquistas e não um acontecimento que nos deixe infelizes/frustados.

um abraço
Sol
Outro caso parecido é o de Rodin e de Camile Claudel, grande escultora, que talvez tenha feito algumas das atribuídas a Rodin e acabou internada a maior parte da vida num sanatorio, irmã do poeta Paul Claudel. Anos atrás houve uma bela expo dela aqui na Pinacoteca de Sampa. E tem o filme,acho que se chama Camile, belissimo.
Já a Lou Andreas Salomé é igualmente demais.
Elisabeth,

Tocou num caso que adoro, Camille e Rodin.
Não nos esqueçamos que ela tinha 19 e êle 43 quando se conheceram.
Ela entrou em um mundo que não estava preparado para lidar com seu talento e sexo (o feminino). Ibsen, fez a peça "When The Dead Awaken", baseada nessa relação tempestuosa.
cont.

sempre aperto o botão antes argh...

Foram 15 de relacionamento. Após o término com Rodin, e em uma crise que quebrou muito dos objetos em seu apartamento, a família achou por bem interná-la.
Passou trinta anos em um sanatório sem nunca ter recebido a visita da mãe. Seu único amigo até o fim de seus dias foi o irmão caçula Paul Claudel.
Morreu nos anos 40. Sem o real reconhecimento de sua obra.
Tadeu ganhastes mais uma fã.
Bjs
Tadeuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu.
olha só este menino. vc, com seu "depoimento" de hoje, ganhou todas as mulheres do pedaço.
vai soltar fogos?
este moço vai longe...
mas, de fato, vc tem se revelado um sujeito muito especial.

você tem razão, a competição, quando penetra nas relações afetivas e, em especial, nas relações amorosas, não pode dar certo... no campo profissional tem um nível que até é saudável, até o momento em que se confunde com inveja e sabotagem e, aí, coloca tudo a perder.

AnaLú, a tua nova persona não é aquela personagem que aparece no livro Quando Nieztche Chorou? pergunto pq li o livro faz tempo, e não tenho ele aqui fácil para conferir.

Marise, depois desta rasgação de seda com o moço Tadeu, se prepare para receber muitos presentinhos na sua página...
Ela mesma. Musa de Freud tb... (no caso, parece que foi "platônico"; mas ele saía do consultório dele às 2hs da manhã para buscá-la no teatro...). E discutia com ela suas idéias, esse é meu ponto de "inveja" maior. Um pensador como ele, e era capaz de respeitá-la e ouvi-la.
Um abraço
AnaLú
Num dia de pouca inspiração pessoal,mas querendo contribuir,mando um pouco de inspiração alheia. O importante é participar. Sérgio.


MARIA A DOS PRAZERES


Cada vez que me possuem

cada vez fico mais pura

mais casta

mais virgem


Cada vez que fico nua

cada vez sou mais louvada

beijada

aleluia


Cada vez que eu me entrego

cada vez eu sou mais santa

mais salve

rainha


Cada vez que estou parindo

cada vez sou mais mater

mais ave

maria.


XÊNIA ANTUNES

RSS

Publicidade

© 2022   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço