A Pedofilia do Hamas, Homens de 25 a 30 anos, casa se com meninas de 10 anos, Hamas foi o patrocinador de um casamento em massa para 450 casais

Um evento de gala ocorreu em Gaza. O Hamas foi o patrocinador de um casamento em massa para 450 casais. A maioria dos noivos estava na casa dos 25 aos 30 anos; a maioria das noivas tinha menos de dez
anos.

Enquanto a imprensa exalta os "lutadores da liberdade do Hamas", os "rebeldes"
dão apoio integral ao mesmo (conforme nota do secretário geral do partido,
Valter Pomar durante a época do conflito), o mundo desconhece uma das histórias
mais nojentas de abuso infantil, torturas e sodomização do mundo vinda do fundo
dos esgotos de Gaza: os casamentos pedófilos do Hamas que envolvem até crianças
de 4 anos. Tudo com a devida autorização da lei do islamismo radical.

A denúncia é do Phd Paul L. Williams e está publicada no blog
thelastcrusade.org e é traduzida com exclusividade no Brasil pelo De Olho Na
Mídia (ninguém mais na imprensa nacional pareceu se interessar pelo assunto).

Um evento de gala ocorreu em Gaza. O Hamas foi o patrocinador de um casamento
em massa para 450 casais. A maioria dos noivos estava na casa dos 25 aos 30
anos; a maioria das noivas tinham menos de dez anos.

Grandes dignatários muçulmanos, incluindo Mahmud Zahar, um líder do Hamas foram
pessoalmente cumprimentar os casais que fizeram parte desta cerimônia tão
cuidadosamente planejada.

"Nós estamos felizes em dizer a América que vocês não podem nos negar
alegria e felicidade", Zahar falou aos noivos, todos eles vestidos em
ternos pretos idênticos e pertencentes ao vizinho campo de refugiados de
Jabalia.

Cada noivo recebeu 500 dólares de presente do Hamas

As garotas na pré-puberdade, que estavam vestidas de branco e adornadas com
maquiagem excessiva, receberam bouquets de noiva.

"Nós estamos oferecendo este casamento como um presente para o nosso povo
que segue firme diante do cerco e da guerra", discursou o homem forte do
Hamas no local, Ibrahim Salaf.

As fotos do casamento relatam o resto desta história sórdida:

O Centro Internacional Para Pesquisas Sobre Mulheres estima agora que existam
51 milhões de noivas infantis vivendo no planeta Terra e quase todas em países
muçulmanos.

Quase 30% destas pequenas noivas apanham regularmente e são molestadas por seus
maridos no Egito; mais de 26% sofrem abuso similar na Jordânia.

Todo ano, três milhões de garotas muçulmanas são submetidas a mutilações
genitais, de acordo com a UNICEF. A prática ainda não foi proibida em muitos
lugares da América.

A prática da pedofilia teria base e apoio do islã, pelo menos a sua leitura
mais extrema e radical. O livro Sahih Bukhari (além do Corão, outra das fontes
de grupos como o Hamas) em seu quinto capítulo traz que Aisha, uma das esposas
de Maomé teria seis anos quando se casou com ele e as primeiras relações
íntimas aos nove. O período de espera não teria sido por conta da pouca idade
da menina, mas de uma doença que ela tinha na época. Em compensação, Maomé
teria sido generoso com a menina: permitiu que ela levasse todos os seus
brinquedos e bonecas para sua tenda.

Mais ainda: talvez o mais conhecido de todos os clérigos muçulmanos deste
século, o Aiatóla Komeini, defendeu em discursos horripilantes a prática da
pedofilia:

Um homem pode obter prazer sexual de uma criança tão jovem quanto um bebê.
Entretanto, ele não pode penetrar; sodomizar a criança não tem problema. Se um
homem penetrar e machucar a criança, então ele será responsável pelo seu
sustento o resto da vida. A garota entretanto, não fica sendo contada entre
suas quatro esposas permanentes. O homem não poderá também se casar com a irmã
da garota... É melhor para uma garota casar neste período, quando ela vai
começar a menstruar, para que isso ocorra na casa do seu marido e não na casa
do seu pai. Todo pai que casar sua filha tão jovem terá assegurado um lugar
permanente no céu.

Para finalizar, o vídeo abaixo traz
informações sobre espancamentos realizados contra meninos no mundo muçulmano
para
"estudarem melhor" - que incluem açoitamentos - escravidão de menores
e a venda de meninas de 8 anos ou até menos como noivas no Sudão e em outras
países da região. Tudo, com carimbo do islã radical:

https://www.youtube.com/watch?v=gdi2bdv4nwA

Esta é a história que a mídia não conta, que o mundo se cala e não quer ver, ou
que não querem que você saiba. Mas agora você está ciente, não tem mais jeito!
Vai ficar calado? Cobre os veículos de mídia, aja! Se você não fizer nada,
ninguém poderá salvar estas vítimas inocentes do inferno do Hamas e similares.

Publicado por De Olho na Mídia com o título A História Oculta do Mundo: a
pedofilia do Hamas - http://www.deolhonamidia.org.br/Comentarios/mostraComentario.asp?tI...

Exibições: 1128

Responder esta

Respostas a este tópico

Estou falando para os outros, não para o Sr. Ricardo Pereira, ele usa informações de um site que prega uma cruzada (cruzada mesmo) contra os muçulmanos. O site se chama http://thelastcrusade.org/ e se voces olharem na página 5 http://thelastcrusade.org/page/5/ verão o seginte texto sobre Lula e Obama.

Mr. Obama made no mention of the fact that Brazil, like Iran and North Korea, purchased its centrifuge technology from Dr. Abdul Qadeer Khan, the Dr. Strangelove of the nuclear age, and remains in the process of highly enriching uranium to produce a stockpile of nuclear weapons.

Mr. Obama further neglected to make mention of the fact that Brazil refuses to grant International Atomic Energy (IAEA) inspectors the right to conduct a full investigation of the Resende nuclear facility. The inspectors were merely permitted to view parts of the centrifuges while the Resende officials kept other parts under cover.

The secrecy surrounding the Resende facility has caused Constantine Menges, a senior fellow of the Hudson Institute, a think tank in Washington, DC, and a former national security advisor to President Ronald Reagan, to express fears that a nuclear-armed axis of evil between Brazil, Venezuela, and Cuba was taking place within the Americas.

“Lula’s a supporter of terrorism,” Mr. Menges said. “He will, I believe, permit covert support to be given to bring about anti-American regimes in Bolivia, Columbia, Ecuador, and Peru.”

A lifelong Marxist and ally of Fidel Castro of Cuba and Hugo Chavez of Venezuela, Lula is the cofounder of the Forum of Sao Paulo, a group that supports anti-American activities throughout the world.

He is also Latin America’s sharpest critic of the U.S.-led invasions of Afghanistan and Iraq.

While campaigning for Brazil’s highest office, he criticized his country’s compliance with the Nuclear Nonproliferation Treaty by saying: “It is not fair that developed countries, which have nuclear weapon technology, demand that others not have them or deactivate what they have. All of us developing countries are left holding a slingshot while they have atomic bombs.”


Não traduzi para não ser acusado de alguma coisa. Mas o importante é que ele acusa o Brasil de estar tentando produzir uma bomba atômica.

Peço se tiver alguém da Marinha Brasileira, que capitaneou o projeto das ultra-centrífugas, que fale para seu colega de farda (?!?!?!) da besteira que ele está divulgando chamando a atenção para este tal de Paul L. Williams.

Não se pode deixar alguém se passando por militar dizendo besteiras deste tipo. Isto é uma afronta as nossas Forças Armadas.
é que eu não sei como inserir o vídeo, então vai o link mesmo
marco fernandes, acho que vc concorda com isso amigo pedofilia, para fica tão irritada com isso, deve gosta dos vídeos
fakemarco fernandes, so não sou ideológica sem noçao igual a vc fake

Nojenta para os que não respeitam o Alcorão.

Temos que respeitar a cultura e tradição dos povos do islã.
esprica melhor isso que vc escreveu marcia, o próprio Maomé se casou com uma menina de seis anos e consumou o casamento quando ela tinha nove. é questão cultural, religiosa. .
Hamas promoveu um casamento em massa na noite de quarta-feira para casais '450 ".

Dignitários, incluindo o Hamas, Mahmoud Zahar, um dos principais líderes do grupo militante, na mão para felicita os noivos eram 450 que participaram no evento cuidadosamente encenada. "Estamos dizendo ao mundo e para a América que você não pode negar-nos a alegria e felicidade", Zahar disse aos homens, os quais eram idênticos vestidos com ternos pretos e granizo a partir da próxima Jabalia Refugee Camp. Cada noivo recebeu um presente de quinhentos dólares do Hamas, que disse que os trabalhadores tinha a sua também contribuíram cinco por cento de seus vencimentos mensais para adicionar o presente de casamento. As 450 noivas compartilhada nada o glamour, tomando lugares entre o público de cerca de 1,000 convidados do partido: a maioria dos casais já tinha tomado parte nas cerimónias religiosas da população, com mais casamentos previstos para os próximos dias. "Nós estamos apresentando esse código como um presente de casamento para nosso povo, que estava na empresa diante do cerco e da guerra" locais Hamas forte Ibrahim Salaf disse em um discurso.

RSS

Publicidade

© 2022   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço