EN LA ARGENTINA HUBO UNA DIVISIÓN QUANDO SURGIO ASTOR PIAZZOLLA.
PICHUCO FUE EL MAYOR BANDONIONISTA ARGENTINO, HASTA CHEGAR ASTOR, QUE SEPARO LAS EPOCAS: EN TANGO TRADICIONAL Y TANGO NUEVO.

QUIEM VCS PIENSAM QUE ERA EL MEJOR? EL MAESTRO O EL ALUMNO?

Exibições: 347

Responder esta

Respostas a este tópico

Eterno Tango
">
isto Marise, dá-lhe (ao Z, zezinho, ou como ele anda apreciando, cecito do tango) uma congestão de tango...
e gordo daquele jeito, com aquela casaca, deverá morrer de inveja.
enquanto isto... enquanto isto... nós ficamos com os chocolates...
Em homenagem ao retorno da pedagoga +barraquera del Brasil (hoje não é dor de cotovelo, é de barriga mesmo, por excesso de chocolat):


Torpedo, professora!
o vídeo é a cara da música... o final? melancólico...
cafona, óbvio. sim, sim, um torpedo...
mas eu já dancei muito... mas aí é bolero, ou não?!
mas, desculpa vai, não tens una cozita mejor?
Tá, fazendo pouco do Bienvenido, o bigodão cantante! Cubano de boa cepa. Vale o fio do bigode, como diz Lacyr.
Quero ver falar assim (cafona?) de Clark Gable, ou Magnum.
Professora depois que trocou bolerão por esporte radical não gosta mais das velharias do Zé.

... y vete ya de acá
ya no te quiero más
mujer ingrata
mujer fatal!


Snif snif.
esse cecito é sensível que só!
gosto das velharias do cecito. mas aquelas de bom gosto.
ser, assim, dos antigamente, não é passaporte de qualidade, né
ah, e eu aqui ensinando pai nosso prô vigário...
melhor me calar, senão, daqui à pouco o lacyr vem aqui me puxar as orelhitas também...
LES ESTOY PREPARANDO ALGO MUY BUENO, ES UNA SORPRESA!!!!

BESOSSSSSSSSSSSSSSS A TODOS MIA QUERIDOS!
Agora olhar e ouvir, enquanto isso, com emoção, um grande cara: Chano Lobato. Esteve passeando por aqui (sem divulgação, quem se interessaria?), ouvia tudo, ria de tudo, tomava todas, sabia tudo..


Se murió pensando en cambiar un remate de los tangos, pidiendo un tinto de verano y sin dejarse ver. Coqueto y flaco, alegre y enamorado de la vida y del flamenco. "Hasta el final fue él", dice su hijo Chanito, que lo dejó acostado, viendo en televisión el principio de la Semana Santa. En la mesilla estaban sus libros de cine, su segunda gran pasión, alguno de flamenco, y la insulina que siempre le acompañó. Linda, su perrita, que según decía él bailaba a compás, dejó de comer y de beber tres días antes de su muerte, y el domingo anunció el desenlace llorando durante todo el día. Ahora está deshidratada y huérfana. (Obituário de Miguel Mora - El País 12/4/2009).

Snif snif pra valer (não que os outros não valessem).
pelas imagens e pelo canto, parecia um homem tocado pela ânsia de viver. e já se foi. comovente a história de "su perrita"... devia também ser um homem bom.
Snif snif...

nossa! recaída?
é por causa do jogo de amanhã?
Zé, eu duvido que tenha alguém aqui neste blog que tenha vivido mais a história do brasil do que vc. esta mulher, esta música...

vc sabe cada cantinho desta história. e a seu favor uma memória admirável. tiro o chapéu.

RSS

Publicidade

© 2021   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço