Peço a todos que divulguem o excelente e oportuno texto de Dom Luis Carlos Eccel, bispo diocesano de Caçador, SC, a respeito da carta do Papa sobre as eleições no Brasil.

VAMOS DIVUKLGAR!

 

O Papa e a política.

 

Já havia lido o discurso do Papa Bento XVI, aos Bispos do Maranhão, em visita ad limina apostolorum. Muito interessante o discurso do Papa. Ele não pode deixar de cumprir sua missão de Pastor Universal, exortando o Povo de Deus, especialmente no que diz respeito à defesa da VIDA.

O Santo Padre foi muito oportuno e feliz nas suas colocações, porque o Estado Brasileiro é laico, mas seu povo é religioso, e isto precisa ser respeitado. Quando digo que o povo é religioso é porque está disposto a fazer a Vontade de Deus e não somente dizer: Senhor, Senhor..., como às vezes se pretende, de maneira especial dentro da própria Igreja. Existem facções sociais, políticas e religiosas especializadas em fazer lavagem cerebral, deixando as pessoas sem convicções, mas com obsessões, e com a consciência invencivelmente errônea. Ficam semelhantes aos grãos de pipoca que levados ao fogo não estouram, e com mais fogo, mais duros ficam. Tornam-se donas da “verdade”. Estão até manipulando o texto do Papa, para justificar a sede do poder. (cf. http://www.releituras.com/rubemalves_pipoca.asp)

É a Vontade de Deus que nos salva e não a nossa, e sobre isto precisamos sempre nos exortar mutuamente, como diz o Apóstolo São Paulo. Portanto, que nossa fé seja sempre vivificada pela mútua exortação. Pode ocorrer de nos esquecermos que somos todos peregrinos caminhando para a Casa do Pai, e quando lá chegarmos, poderemos ouvir de Jesus o seguinte: “Afastai-vos de mim, vos que praticastes a injustiça, a maldade” (Lc13,27). Creio que ninguém vai querer ouvir isto naquela hora. Seu passaporte está em dia?  Pode ter certeza de que a eternidade existe... Assim, busquemos alimentar nossa fé, sem esquecer, como diz o Papa, que ela deve implicar na política. A fé sem obras é morta, diz a Escritura Sagrada. E uma das obras que deve provir da fé, é o nosso voto consciente em pessoas que vão governar para o bem comum, respeitando a vida em todas as suas etapas e dimensões.

No mesmo dia em que li o discurso do Papa, assistindo ao telejornal, à noite, escutei o pronunciamento da candidata e do candidato à presidência do Brasil a respeito do discurso do Papa. Ambos concordaram com as Palavras do Papa, dizendo que é missão dele exortar para uma vida coerente com os valores da fé e da moral, e que as palavras do Papa valem para todas as pessoas de fé, no mundo inteiro.

O Papa falou, também, que o voto deve estar a serviço da construção de uma sociedade justa e fraterna, defensora vida.

Como Bispo da Igreja Católica, e como cidadão brasileiro, fico feliz por saber que nosso Presidente tem defendido a vida, e sempre se pronunciou contra o aborto. Nesses últimos anos o Brasil tem crescido e melhorado em todos os aspectos, de maneira especial no respeito à vida e a valorização da dignidade humana. Esta é a Vontade de Deus! E as pessoas, em plena posse de suas faculdades mentais, vão reconhecer esta verdade.

Nosso país está em pleno desenvolvimento e assim queremos continuar e, depois de 500 anos, nosso povo quer eleger, pela primeira vez, uma mulher que tem compromisso com a vida e provou isso com sua própria vida. Como? Ela não fugiu para o exterior durante a ditadura, mas a enfrentou com garra e, por isso, foi presa e torturada. Ela queria um país livre, e que todas as pessoas pudessem viver sem medo de serem felizes, vencendo a mentira e o ódio com a verdade e o amor, servindo aos ideais de liberdade e justiça, com sua própria vida. Disse Jesus: “Ninguém tem maior amor do aquele que dá a própria vida pelos irmãos” (Jo 15,13).

       Obrigado Santo Padre por suas sábias palavras! A Dilma é a resposta para as nossas inquietações a respeito da vida. Quem sofreu nos porões da ditadura, não mata. Mas teve gente que matou a vida no seu ventre para fugir da ditadura, e portanto não deveria se comportar como os  fariseus, que jogam pedras, sabendo-se pecadores. E Jesus disse: “Quem quiser salvar a sua vida vai perdê-la, e quem entregar sua vida por causa de mim, vai salvá-la”(Mt 10,39)

Vamos fazer o nosso Brasil avançar ainda mais, com Dilma, que já provou ser coerente, competente e comprometida com a VIDA. O dragão devastador não pode voltar ao poder.

Deus abençoe os leitores e eleitores, governos e governados. Saúde e paz a todos (as)!

Tudo o que você me desejar, eu lhe desejo cem vezes mais. Obrigado.

 

Caçador, 28 de outubro de 2010

 

Dom Luiz Carlos Eccel

Bispo Diocesano de Caçador

Exibições: 176

Responder esta

Respostas a este tópico

dom luiz sabe lidar com a verdade e com a sabedoria. serenamente.
paulo,
eu passei adiante a sua carta, prá mostrar esta outra face da igreja.
e, como resposta, recebi este email.
se a dona me autorizar, ponho o nome dela.
ela diz assim:


"...também a igreja não é um bloco monolítico... existem facções, bispos e bispos; freiras e freiras...
aqui em Pernambuco tem a irmã Ivone Gebara, que fez um pronunciamento tão contundente quanto a essa questão do aborto, principalmente no que se refere ao impacto sobre as mulheres do povo - com quem ela trabalhou durante anos - e por causa disso sofreu castigo do silêncio, durante dois anos, do papa João Paulo II.

E também tem o exemplo do Padre Enzo, que trabalhou anos e anos na diocese de Salvador, no meio do povo da Capelinha de São Caetano, que se dedicou também à Pastoral Carcerária e teve um papel fundamental na fuga de Teodomiro Romeiro dos Santos, que inclusive viajou pelo sertão da Bahia vestido de padre, se hospedou na casa do Bispo em Bom Jesus da Lapa, até conseguir viajar para o exterior...

isso tudo está contado no livro As asas invisíveis do Padre Enzo, escrito por outro ex-preso político - o Emiliano José."

ela conclui a mensagem dizendo assim:
"Essa semana foi extraordinária, do ponto de vista de tanta manifestação, tanta emoção, tanta radicalização de debate... não vejo a hora de chegar logo amanhã, pra gente poder respirar, comemorar e abrir esta nova página da história do Brasil."

e eu disse prá ela, minha amiga, cumadre das boas e cúmplice nas lutas, assim ó: AMÉM!
Luzete,
veja como são as coisas. Se não fosse Dom Cláudio Hume, então bispo de Santo André, na Grande São Paulo, certamente não haveria PT nem o Lula. Digo isso sem medo de exagerar. Durante a fase mais sombria da ditadura, quando o sindicato de metalúrgicos de São Bernardo resistia ao arrocho das montadoras e era acossado pelos militares, inclusive com helicópteros intimidando as assembléias, foi Dom Cláudio Humes quem abriu as portas da sua catedral para Lula e os metalúrgicos se organizarem e realizarem suas assembléias, muitas vezes cercados pela polícia.
Hoje Dom Cláudio Humes é cardeal, e exerce um cargo importante no Vaticano.
É preciso ter confiança, que um dia tudo isto muda. O mais importante é a força que vem de baixo, das bases, como Pe. Enzo, irmã Gebara e tantos leigos e leigas que militam em pról mda justiça e da cidadania nos mais distantes rincões de nosso país. É neles que a gente deve acreditar, e não nas autoridades maiores da(s) Igreja(s).
Luzete.
Só hoje vendo este tópico( risos)
sei quem é Ivone Gebara e a conheço pessoalmente, ano passado foi nossa palestrante no seminario organizado ( por mim, vixi!! e outras militantes da teologia feminista)
Realmente ainda existe uma luz num fim deste GRANDE tunel que é a Igreja.
mas a VItória foi nossa!!!
e vamo que vamo!!
Infelizmente
Os Papás são eleitos pelas junta de besta no Vaticano, e como a Igreja catolica e´muito grande, as correntes progressistas , não conseguem chegar ao Topo , porque estão a serviço dos cidadões necesstados, e os que lá estão (no vaticano) um bando de Intelectuais financiados por Grupos Economicos Poderosos, que controlam não só a igreja , mas muitos governos no MUNDO.

E essa é nossa luta, vencer os poderosos ocultos. e tambem tomarmos cuidados , porque o Poder é ´´ sedutor´´ , como uma magica , nem percebemos que eles dominaram nossa mente ao atingirmos certo cargos muito importante.
...
Você tem razão, Davi, o poder corrompe e seduz. Você sabia que na tentação que Jesus teve no deserto (Cê sabe dessa história, né?), o capeta tentou seduzi-lo com o poder sobre todos os reinos da terra, e acrescentou que esse poder pertence a ele e que ele o dá a quem ele quer. Isto está escrito no evangelho de Lucas. Imagina então que o poder que está aí é uma arma do "coisa ruim", para ser manipulado por poucos em detrimento de muitos. E isso acontece também nas religiões, onde não deveria existir!
David

Tem algumas vezes que da uma bobeira na cúria e a religiosidade leva os cardeais eleger um Papa católico, logo depois eles se dão conta da bobagem que fizeram e dão uma solução imediata para o assunto (vide João Paulo I).
Cláudia, os fatos demonstram que o que pesa mesmo é o trabalho de formiguinha nas bases da Igreja, e não os figurões que mandam lá de cima, do Vaticano. Veja o que houve nas eleições: adiantou alguma coisa o papa rter dado aquela forecinha pro Serra? Apenas mais desmoralização e mais desprestígio para ele, que perdeu uma boa oportunidade de fiicar calado.
Cláudia, o poder de fato corrompe. Jesus mesmo não era sacerdote, nem de família sacerdotal, era um leigo como nós. Ele foi torturado e morreu porque afetou os interesses do templo de Jerusalém e de seus sacerdotes e escribas, associados ao poder tirânico do imperador romano. Aqueles que de fato seguem os passos de Jesus tem as mesmas opções e também o mesmo destino que ele.
Cláudia sua resposta saiu no lugar errado, em baixo. Veja lá!
Abraço,
Paulo

RSS

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço