Dias atrás, Dona Cabocla andou espalhando por aí uma foto sua de "topless". Calma, meninos :)) Era uma foto da infância, doce recordação de uma fase da vida que de vez em quando retorna dentro de cada um de nós. Lembrei-me do "Gurizada", antigo blog criado por uma amiga e que fez enorme sucesso. No blog, cada visitante deixava uma foto da infância e acabamos nos divertindo bastante. Que tal a gente fazer o mesmo e postar aqui uma ou mais fotos da infância?

Aqui, a versão bailarina no colo de papai em um baile de carnaval e a versão caipira dançando quadrilha.


**********

Bola de Meia, Bola de Gude

Milton Nascimento

Há um menino
Há um moleque
Morando sempre no meu coração
Toda vez que o adulto balança
Ele vem pra me dar a mão

Há um passado no meu presente
Um sol bem quente lá no meu quintal
Toda vez que a bruxa me assombra
O menino me dá a mão

E me fala de coisas bonitas
Que eu acredito
Que não deixarão de existir
Amizade, palavra, respeito
Caráter, bondade alegria e amor
Pois não posso
Não devo
Não quero
Viver como toda essa gente
Insiste em viver
E não posso aceitar sossegado
Qualquer sacanagem ser coisa normal

Bola de meia, bola de gude
O solidário não quer solidão
Toda vez que a tristeza me alcança
O menino me dá a mão
Há um menino
Há um moleque
Morando sempre no meu coração
Toda vez que o adulto fraqueja
Ele vem pra me dar a mão


*******

Exibições: 3268

Responder esta

Respostas a este tópico

Psé. Era. Particípio passado... risos...
Marião, admissão?????
seisei...
e eu que não posso mais ser chamada de dente de leite...
na época dessa sua foto, eu nem dentes tinha hehehe
:)
Mário querido,

:) Em que colégio estudou, o curso primário, em Salvador ?

Muito que fui ao Clube Português, em Salvador. Tinha o BAILE DE IEMANJÁ...perto do carnaval. Acredita que o Clube não existe mais? Advinha porque ?? O "fisco" mandou a conta e descobriram que NUNCA TINHAM PAGO OS IMPOSTOS.

Aliás...como é comum..."gente fina não pagar impostos" ahahahahahah

Coitados de nós que não somos finos" ;)

Não sei porque...sempre lhe imaginei paulistano.

Beijos da amiga,

Dulce.
Dulce, eu tb achava que o Mario era paulista.. que coisa heim!!!!!
Dulce,
Sou paulista, paulistano, nasci na Bela Vista, no antigo hospital Matarazzo. Mas sou soteropaulistano. Fui pra São Salvador com oito anos, e foi lá q aprendi a ser gente. Simples assim.
Bjs
Mário, desde garotinho correu os quatro cantos,não?

Que bom ouví-lo falar com carinho da minha cidade. Sou soteropolitana!

Beijos,

Dulce.
Muito boa essa também, Mario! Ainda se lembra do nome da peça?
Helô,
Não lembro direito, mas acho que a peça foi escrita pela orientadora pedagógica da escolinha montessoriana... baseada em algumas conversas com a gente, e a vontade de "crescer rápido" (daí a "barba" que o diabo me fornece e a bruxinha boa depois tira).
A casa da diretora, Dna Ada, ainda é um dos poucas "casas de veraneio" que ainda restam na Pituba, primeiro quarteirão da praia na Rua Piauí, a escolinha era na Minas Gerais, onde hoje tem um restaurante mexicano, Tijuana Bar. Estive lá em 2004... ô saudade. dá pra ver no Google Earth.
O prédio q eu morava tb existe ainda, Edifício Dna Ivete, na Rio Grande do Sul, na confluência da Manoel Dias da Silva e Minas Gerais. Hoje é um "Centro Empresarial", más línguas dizem que chegou a ser treme-treme (ia escrever lumpanar, mas achei meio pedante... ;-) . Em frente era o Mercadinho Popular, que era uma vendinha/mercearia/padaria de espanhóis no tempo q eu morava lá, depois virou até point, mas parece q também degringolou depois do advento dos botecos mais chiques (o bar do Limão tb foi famoso, na Sergipe).
A casa de Caetano e Gil antes de irem pra Inglaterra ainda dá pra ver no Google... aquela espremida entre o edifício e os bares da avenida beira-mar.
O Clube Sírio-Libanes, que fazia divisa tanto com o edifício como com a casa de Caetano e Gil, esse não existe mais...
Oi, Mario
Que ótima recordação a sua. Fiquei curiosa e fui lá no Google Earth conferir. Imagino como devia ser diferente na época da sua infância, mas me pareceu muito bonito o local. Beijos.


Aqui eu estava com 12 anos.
Achava que podia subir aos céus e pegar todas as Estrelas iluminar o mundo e transforma-lo, depois achei que podia ir buscar as Estrelas do mar...
Mas o bom foi que nunca abondonei os meus sonhos.
Vera ,
eu não tenho muitas fotos antigas,
mas cada foto é uma história
depois posto outra.
e parabéns por todos teus tópicos
vc, mexe com a gente.
agora quantos aos meus sonhos é verdade
sempre quis MUDAR O MUNDO
sempre fui de uma LIBERDADE INTRINSECA, que assustava a quem comigo convivia.
e ainda hoje luto com esta liberdade.
Fiu fiiiuuuuuuu! Ceará é? Já estive aí, e não tinha tanta mulher bonita desse jeito, rsrsrs. Que coisa mais lindinha!!! Putz, disfarça que Dna. Leoa tá chegando e ela vai... Aiii, câmbio desligo, kkkkkkkkkkkk.

RSS

Publicidade

© 2022   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço