Japão distribuirá 22 bilhões de dolares para população

Segundo esta matéria da BBC:

http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2009/03/090304_japaobonus....

Pelo que vi este assunto não foi comentado pela mídia no Brasil.

O que acham das medidas?

São Contra, porque?ou,

São a favor, porque?

Em principio sou a favor, por dois motivos:

1- Sabendo que o setor financeiro é o principal responsável por esta crise porque "dar dinheiro" aos bancos, financeiras e similares.
2- Este dinheiro mesmo girando em torno de 120 dolares na mão da população não fará o dinheiro circular sem intermediários, e sem juros de empréstimos bancários e burocracia, de maneira democrática contempando todos da população?

Aguardo comentários

Exibições: 63

Responder esta

Respostas a este tópico

Cara Ana,imagine se uma atitude como esta do governo japonês,de "dar" literalmente 22 bilhões de dólares,aos seus habitantes,para estimular o consumo,fosse feito aqui no Brasil,qual seria o tamanho das críticas daqueles que só vêem o que é bom para sí,e não pensam num contêxto maior,como o social.
O projeto do Executivo brasileiro de tirar do Tesouro a insignificante quantia(se comparada à do Japão)de 30 bilhões de reais,para investir no setor habitacional,carente como o nosso,atendendo a pelo menos um décimo dos sem teto brasileiros,dando-lhes condições de morarem em lares dignos e próprios,já está tendo dificuldades de aprovação no Congresso,e isso não seria uma doação,e sim um financiamento a longo prazoporem com a garantia de recebimento,até pelos valores que serão cobrados.
Acho que comparadas as duas realidades financeiras,o que o governo do Japão vai fazer,cria isto sim uma dependencia e abre um precedente perigoso,para o futuro,enquanto o plano brasileiro,que tem até quem chame de esmola,é uma injeção de recursos do Tesouro,num mercado que gera emprego,cidadania e não deixa a roda da economia parar.
Rai, não tinha chegado nesta conclusão da medida ser adotada pelo Brasil, embora pelos motivos que apoio a medida seria interessante que ela fosse acompanhadanão só pelo Brasil como por outros paises.

Quanto a criar precedente, acho que a estatização de bancos e financeiras também é um precedente que se esta criando, e que acho perigoso, pois não podemos deixar de pensar que os bancos e financeiras ao ficarem "saudáveis" serão "desestatizados" e quem pagará por isto é o povo, assim vejo com bom olhos que se dê o dinheiro ao povo, ao invés de se estatizar quem é responsável pela atual crise.
Quanto ao que chamam o bolsa familia de esmola, eu me pergunto, s eo governo brasileiro realmente aderisse ao governo Japonês e anunciasse um bonus, tipo de RS 50,00 para cada cidadão, quem iria recusar, talves eu, vc, algumas pessoas que além de não precisar tem noção de que há quem precise muito mais, mas seriam poucos.
Fabio, creio que vc fala do Bolsa família, mas a medida do governo japones é como um bonus, visando um aquecimento de consumo.
O que quero discutir aqui é que é a primeira medida desta crise que vejo em direção a população e não as empresas, no caso, os bancos e demais intituições financeiras , que agora querem a estatização, será que vale a pena esta estatização? já que este setor ao se sentir "saudável" provavelmente irá querer a "privatização", e quem paga o custo disto é a população.
O problema com esta medida é a elevada propensão a poupar da população japonesa, ainda mais em um momento de crise, onde as incertezas quanto ao futuro da economia, e por consequência dos empregos, podem acentuar um comportamento conservador por parte dos consumidores. Então, esta medida não garante que os valores dispendidos pelo governo japonês façam a roda da economia girar. Conforme a própria matéria, existem grupos dentro do Japão entendendo que seria mais efetivo um programa de obras públicas, na medida que assim o aumento na demanda agregada estaria mais garantido. Quanto a acusação que economista “sempre sera o criador de problema em se tratando de produção já que sua função é cortar custos” revela no mínimo um desconhecimento sobre as atividades profissionais dos economistas, e peca pela generalização. Eu mesmo sou bastante crítico da postura da maioria dos profissionais ligados ao sistema financeiro, mas daí chegar a esta conclusão, denota falta de conhecimento mínimo sobre os termos destas discussões. Primeiro economistas não tratam de custos, na verdade o problema é que nós em geral não chegamos a este nível de análise, já que normalmente ficamos na escolha dos investimentos, e neste caso, não precisa estudar muito para saber que custos maiores que receitas são insustentáveis. Então, se queremos manter os empregos, o problema é como viabilizar que os empregadores entendam ser rentável manter os empregados produzindo. Isto não se faz com apelos morais, mas com medidas que visem “destravar” os negócios e sustentar o nível de atividade para que as expectativas não desabem ainda mais. Segundo, se muitos economistas não tivessem estudado a experiência histórica das crises, certamente elas seriam mais freqüentes e severas. O fato de uma parte de a profissão ter sido conivente com os erros cometidos nós últimos anos não faz com que toda a profissão deva ser condenada. Por exemplo, o fato de existir “erros médicos” não justifica que deixemos de respeitar a medicina. Terceiro, quanto as previsões, obviamente que em épocas anormais ocorrem quebras estruturais,que fazem com que as estatísticas percam grande parte de sua efetividade, e é exatamente nestes momentos que as análises exigem muito mais sensibilidade por parte dos estudiosos, visando desvendar a existência, ou não, da emergência de novas tendências e padrões no funcionamento da economia.
Roberto, vc toca num ponto que é um fato, o povo Japonês é poupador, acho que neste sentido a medida pode não funcionar, mas convém observar os resultados.
É a mentira repetida mil vezes que não vai virar verdade.

Distribuir dinheiro é o mesmo que baixar a taxa de juros básica, a selic no Brasil, como lá o juros já é zero, distribui-se dim dim.

Por que não se distribui dinheiro no Brasil (o mesmo que baixar os juros)?

Uma história, era uma vez um sistema financeiro que foi dominado por um bando de ....

RSS

Publicidade

© 2021   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço