"Liderança e politização na USP: O que se pode fazer diante de tanta mediocridade?"

Caro Leitor,

Venho acompanhando de longe o debate (e a degradação) da USP faz algum tempo. O artigo de hoje, "Liderança e politização na USP", dos professores ELCIO ABDALLA e SILVIO SALINAS aumenta o tom:

"O que se pode fazer diante de tanta mediocridade?"

"Foram esquecidas as grandes questões nacionais, praticamente não se pensa o país, mas há muito interesse em cargos e favores"

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/fz0311200809.htm
(ou comunidade do blog abaixo)

Em 15 de agosto de 2008, escrevi:

A USP, a universidade que tem peso e referência no Brasil, não consegue se livrar de um certo incômodo, talvez um certo complexo de inferioridade “listônico”, estaria ela, nesse lance, partindo para o "não importa os meios e sim os fins", que venha a rendição?

Em 4 de Setembro de 2008:
A USP na ânsia e na busca da suposta melhor "classificação nas listas globais" e na linha "não importa os meios, mas os fins. Esse editorial da Folha SP é mais uma indicação da ponta do iceberg, mas tem-se elefante branco debaixo do tapete, como a MONSANTO. A mim intui claramente estar no caminho errado neste novo século.

O CONVÊNIO DA USP COM A MONSANTO (Blog do Azenha)
https://blogln.ning.com/forum/topics/2189391:Topic:13900?page=2&...

Sds,

Exibições: 121

Responder esta

Respostas a este tópico

O problema de São Paulo não é o seu povo, mas é um problema de gestão sério. São Paulo não tem governante e faz tempo. Tem apenas um futuro presidente que largou a prefeitura no meio do caminho e agora larga o estado a deus dará com olhos em 2010.

Mas a mídia aplaude. Torce. Distorce. Sempre à favor do seu candidato preferencial. A torcida é tamanha que a imprensa esqueceu de perguntar a ele por que a policia que ele comanda matou Eloá. E isto é fato. A bem da verdade, durante as 100 hs que antecederam a morte de Eloá e o confronto entre as duas polícias, São Paulo quando muito tinha um governador genérico, sem nome, segundo a imprensa.

A USP entra neste pacote. Se preocupa com listas, quando ela tem (ou tinha) tudo prá ser uma das primeiras da listas. Ela sequer consegue resolver briguinhas paroquiais que duram 14 meses.
Pois é...
É preciso olhar para o Brasil - inclusive São Paulo - em sentido amplo e (perdoem-me o acacianismo)...histórico.

RSS

Publicidade

© 2022   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço