Lembro bem da sensação de felicidade que experimentei em 2002... Lula lá!... Finalmente.
As expectativas eram muitas. A decepção com o primeiro governo "de esquerda" no Brasil, o deplorável FHC, era total. A sensação generalizada era de mais miséria, mais desemprego, a classe média arrochada, a economia um caos... Talvez o pior presidente do país, levando-se em consideração o apoio que teve, a popularidade inicial nas alturas. Foi fraco! Foi covarde! Foi vaidoso! Só deixou saudades numa minoria preconceituosa, que não aceitava o operário-analfabeto-nordestino como o novo presidente.

Massacrado pela mídia, pela oposição, com um ódio repleto de preconceitos e desprezo a um político, sem precedentes, Lula logo se viu no olho de vários furacões. Parecia fadado a um fracasso retumbante, à desmoralização total, à morte política. "Deixem o porco sangrar até as eleições" - teria dito um despeitado ex-presidente, feliz com a desgraça de seu sucessor.

E apesar das lambanças de seus ministros principais e outros petistas ilustres, Lula fez muita coisa, na minha opinião. Manteve um sangue-frio, uma postura democrática, conciliadora, nos piores momentos. Concordo com quem diz que se há o tal do "animal político", Lula se insere nesse contexto. E aplaudo sim, o operário-nordestino, sem cultura sim, mas com uma intuição política que para mim é simplesmente imbatível. Não vejo no Brasil ninguém como ele.

Ah!... - dirão muitos... - "mas ele usou esse talento natural primeiramente para não cair, em defesa própria, não do país!..."
E daí? E daí?!? Hipocrisia! Que político não coloca sua sobrevivência nessa selva que eles fazem parte, em primeiro lugar? A questão, é que Lula conseguiu governar o país, manter um programa mínimo pelo qual lutou sim, com unhas e dentes, melhorou a gestão pública, "achou" a Dilma e deu a ela praticamente carta branca, e o fato é que a mulherzinha é danada de boa nessa coisa de fazer a administração pública andar.
E fez o PAC, o bolsa-família, o pró-une, na minha opinião suas três maiores obras. Tudo isso, debaixo da chuva de esgoto que a mídia lhe jogava todos os dias sobre a cabeça. Veja, Globo, Estadão, Folha, todos o tratando com um desrespeito que nunca assistimos contra um presidente do Brasil, antes.

Lula manteve os juros altos? Manteve. Deu lucro bilionários aos bancos e especuladores? Sim. E creio que errou em ambas as decisões. Às vezes se aliou a bandidos, a canalhas? Sim! Mas não creio que tivesse outra saída política, após o evento mensalão... E tinha que garantir a governabilidade em seu segundo mandato, o primeiro tinha acabado de forma lamentável, o cheiro do "mensalão" ainda no ar...

Porque todo esse discurso? Apenas para dizer que discordo radicalmente dos que chamam Lula de farsante! Porque seu governo não foi "de esquerda". Sim, concordo com essa parte. Mas ele foi mais governo do que FHC, fez mais pelo país do que seu antecessor, liberou a Polícia Federal para investigar poderosos e ricos, gente que nunca havia tido uma batida policial em sua casa... Segundo o jornalista Bob Fernandes, ele garantiu a operação Satiagraha. E só isso, já é muito para o combate às várias máfias brasileiras, a do DD, talvez a pior delas...

Não sou petista, aliás, tenho um certo enjôo contra o pt e contra os petistas... - me perdoem, mas é verdade... - mas votei em Lula em 2002 (segundo turno, sempre que Ciro Gomes for candidato meu voto é dele) e 2006, e não me arrependo disso.
Lula errou a mão em alguns setores, como câmbio e juros. Mas criou empregos, lutou para o desenvolvimento do país, nos representou lá fora com dignidade, melhorou a imagem do Brasil, estimulou a luta contra a miséria e o preconceito. Está longe de ser um farsante.

Foi fraco às vezes? Sim. Mas não o vejo como covarde, mas excessivamente conciliador, pouco disposto a rixas, como eu mesmo defendi que mantivesse com o insano do Gilmar Mendes, quando "o chamou às falas". Hoje creio que trata-se mais dessa intuição do "animal-político" Lula, talvez ciente de que tudo o que essa oposição odiosa, e essa mídia de esgoto desejavam, era uma "briga-de-rua" entre o presidente e um obscuro sem futuro algum, como esse abjeto presidente do STF.

Escrevi isso algumas vezes, no Blog do Nassif. Talvez o que muitos de nós que "nos decepcionamos com ele" não aceitamos, é que LULA FEZ O MÁXIMO QUE PODIA, NAS CIRCUNSTÂNCIAS POLÍTICAS QUE ENVOLVERAM SEU GOVERNO, E DENTRO DE SUAS CARACTERÍSTICAS E LIMITES PESSOAIS. E se foi isso mesmo, podemos ser tão críticos, tão exigentes?

Será que Lula não foi apenas, humano...?-

Exibições: 399

Responder esta

Respostas a este tópico

Oi, Pedro
Acho que nao chega a ser necessário que se proiba a manifestação partidária, afinal nao é verdade que sejamos todos cidadãos apartidários. A questao é o grau de civilidade e de racionalidade que deveria imperar nas discussoes, e que alguns desconhecem.
Um abraço
AnaLú
Oi, Analú, é verdade que não somos todos apartidários e isto não é ruim, ao contrário, porém a discussão pró ou contra políticos ou partidos é infrutífera tanto quanto discutir religião ou futebol, portanto, quando eu argumento que campanhas defendendo ou atacando políticos não cabem nesta comuna, é minha opinião, que poderá ou não ser levada em consideração, baseada na premissa de que civilidade e racionalidade que você cobra nas discussões jamais poderão existir quando interesses que não o coletivo estiverem em discussão. E isto me preocupa, o risco deste lugar ser tomado por críticos e defensores de pessoas, e não de idéias.
Como já disseram alhures (aprendi aqui) seguidores não precisam de líderes, líderes precisam de seguidores.

Valeu!
Pedro, desculpe a insistência, se você nao se interessar pela discussao eu paro aqui, mas acho que as pessoas têm o direito de propor os tópicos que interessam a elas, e os outros participam ou nao da discussao conforme bem entendam. Podem participar concordando ou discordando, mas em princípio respeitando o espírito da discussao proposta no tópico. Este tópico mesmo pode servir de exemplo. Ele propôs uma discussao a que várias pessoas aderiram civilizadamente, no início, quer concordando, quer discordando. Várias pessoas manifestaram apoio a um candidato (o Eduardo ao Ciro Gomes; a Maria Dirce e o Lacyr ao Lula) de uma forma completamente razoável. Nao é o fato em si de se ter uma posição partidária que leva as pessoas ao irracionalismo e ao ataque; é a falta de civilidade e de educação!
O que acho absurdo é que pessoas que nao gostem do tópico entrem nele para tentar impedir a discussao, atacando pessoas, criando um clima péssimo. Agindo como "abelhas assassinas", no sentido em que o Nassif usa esse termo. É isso que nao deveria existir aqui nesta Comunidade, mas infelizmente está existindo. Já saíram pessoas por causa disso, e é uma perda para todos.
Um abraço
AnaLú
Oi, Pedro! Sua opinião é bem-vinda, é claro! Mas não creio que o partidarismo, desde que não levado a extremos, iniba ou mesmo prejudique uma boa discussão. Nesse meu post sobre o Lula, falei uma linha sobre o Ciro Gomes, apenas para deixar claro que ele é o meu candidato, nada mais. Justamente porque o post é defendendo o Lula, e não quis passar a idéia de que o Lula fosse a minha primeira opção, só isso. O Nassif insinuou várias vezes sua preferência sobre o Serra, e nem por isso perdeu a isenção ou a visão crítica, tanto que é o "jeito dele" que aglutina tanta gente ao blog, não? Gosto do costume americano, onde os grandes jornais manifestam seu candidato, assim ninguém precisa ficar naquele jogo de insinua-não-insinua. Citar Ciro Gomes aqui, foi um gesto de honestidade, nada mais. O post, insisto, é sobre o direito que o Lula tem de ser visto sob um prisma de sua humanidade, seus limites, e não como um super-homem da esquerda que deveria ter realizado tudo, peitado todos e dado conta de tudo. Como eu disse, diante de tanto massacre da mídia, ele teve que lutar demais para sobreviver politicamente. E essa é só uma de suas facetas, além de política, como disse alguém aqui mesmo, demasiadamente humana... Abção !!!
"todo governo tende a se tornar conservador, tendo a se auto-preservar. a única força capaz de manter um governo comprometido com os interesses populares é a própria pressão popular! sem ela, o governo sucumbe, nem que seja a si próprio."

Sem menosprezar o restante de suas palavras, aqui encontrei o essencial!! Sim, temos que nos organizar melhor, lutar melhor, pressionar de um modo melhor... Fiquei satisfeito, aquele dia que a Dilma e o Tarso se manifestaram, sobre aquele post do Nassif, o do acordão entre Veja e a Presidência. Às vezes, a simples multiplicação das críticas pelos blogs, já é uma forma de pressão, uma sinalização para os governos, do que estamos achando deles. Mas é pouco, né? Sinto uma angústia em muitos participantes desse blog, com essa questão. Aliás, foi assim que "nos conhecemos", né? - rs. Quando eu caí em deprê, com o comentário do João Vergílio, e sugeri que também me trancaria num quarto, rezando mantras... - rs. Todos sabemos o quanto pode ser desalentador ser brasileiro... - rs. - Mas ... mas... desanimar e desistir é continuar entregando o ouro a esses bandidos, às nossas conhecidas máfias, a pior delas, nossas máfias políticas, os detentores do poder, dos cargos e cofres públicos, os PMDBs da vida com suas funasas, sudenes, etc. etc. FHC curvou-se a essa gente, Lula acabou curvando-se também, o modo de se fazer política nesse país precisa mudar... E vc está certo: criticá-los, sem agir, sem lutar, é comodismo e covardia.
Oi, Arkx
Você identificou a Washoe nessa "macaca" tao vilipendiada, ou foi só intuição? Acertou na mosca! Essa foto que uso como emblema (e com muito orgulho!) é a foto dela, a chimpanzé que nao só foi capaz de aprender uma língua humana, como ensinou essa língua ao filhote! E que dava mostra de uma humanidade que faz muita falta a muitos humanos pretensiosos. Você deveria ler o livro "O Parente Mais Próximo", do R. Fouts (foi editado em Português pela Mercado de Letras, acho). É um dos livros mais comoventes que já li.
Um episódio precioso é um diálogo entre a Washoe e uma assistente do Fouts, que tinha se afastado porque teve uma gravidez interrompida. A própria Washoe tinha perdido 2 filhotes, o filhote que ela educou foi "adotado", ela tinha ficado tao desesperada com a perda do segundo, que o Fouts comprou um bebê de chimpanzé para ela, que no início nao quis, disse que nao era o bebê dela (mas que, contrariamente a muitos humanos, foi capaz de aceitar argumentos: o Fouts disse a ela que ela era uma mae sem bebê, e o bebê era um bebê sem mae; ela aceitou...). Aí, voltando ao episódio, que ocorreu muitos anos depois, quando essa assistente do Fouts voltou ao trabalho, a Washoe, que gostava muito dela, reclamou por que ela tinha ficado tanto tempo longe. A moça contou. A Washoe fez o sinal de chorar, e abraçou a moça. Nao é lindo?
Um abraço
AnaLú, a Anarquista Lúcida
Analú e Eduardo, o partidarismo não inibe uma boa discussão, desde que não levado a extremos.

Valeu!
Oi, Maria Dirce
Eu entendi seu ponto de vista. Só acho que nao é bom que o PT se resuma ao Lula. Porque nao podemos depender para sempre de uma só pessoa, por melhor que ela seja, e precisamos de organização da sociedade.
Um abraço
AnaLú
Olá, Maria Dirce! 1 - Não sou psdb, aliás, não tenho partido preferido no Brasil, gosto de três: PT (mantida a restrição contra os membros fanáticos...), PSB e PV. Voto em pessoas, como votei no Lula em 89, e depois, sempre que ele foi para o segundo turno. Provavelmente minha admiração pelo Lula é mais verdadeira - porque crítica e não "religiosa" - do que a de muitos petistas. Fiquei profundamente comovido qdo ele ganhou em 2002, a famosa frase: "A esperança venceu o medo!" - e agora, em 2006, depois do odioso massacre da mídia do esgoto. Aliás, o psdb é um dos partidos de que não gosto, deve ter lido o que escrevi do seu líder maior... Me impressiono as pessoas não perceberem que esse post coloca em debate algo que vi no blog do Nassif: gente que, no episódio Satiagraha, qdo o Lula parecia ter se apequenado e cedido às chantagens, qdo o Paulo Lacerda caiu, se disse decepcionada e então vieram os emocionalismos (compreensíveis, ficamos todos sem saber no que acreditar...) "Nunca mais voto no Lula, ele é um farsante" "Ele é covarde" - etc. etc. etc. - O que deixo claro é que ele, na minha opinião não foi farsante, nem covarde, mas tomou decisões de cunho "preciso fazer isso e mais isso para sobreviver politicamente", o que é totalmente humano, no caso dele, com a sua história peculiar, mais ainda. É ao FHC que chamo - como fiz no blog do Nassif - de farsante, narcisista, egocêntrico e fraco. E, se quer saber, também acho que Lula foi ou o melhor, ou um dos três melhores presidentes do Brasil (coloco o Itamar entre esses três, ele é o verdadeiro "pai do real" que nos tirou da ciranda doida...). Só acredito que, justamente por seus limites humanos, pessoais, ele deixou de fazer coisas boas, como ter um melhor presidente do Banco Central, por exemplo. No mais, nunca quis propor aqui, o debate se homens são mais importantes que partidos, ou ignorar os milhões de brasileiros que lutaram pela democracia. Nunca comentei isso antes aqui, mas lutei contra a ditadura como pude, lá pelos meus 18 anos, fui delegado oficial da UNE na Bahia, em 1979, corri da polícia, panfletei, debati, qdo estudava Direito na UFRJ - curso que não terminei, saí no quarto ano, em 1981. Quem preparou o panfleto de revolta dos universitários no Rio, ou ao menos o da UFRJ-Direito, na ocasião da morte da secretária da OAB, dona Lídia, fui eu, junto com um grupo de estudantes, na sala do reitor da Faculdade. Quem o rodou, nas dependências do Exército, junto a um oficial comunista (que hoje, rio muito, percebo que era um "espião" dentro do movimento estudantil), "às escondidas", fui eu! E torno públicas afirmações que podem ser desmentidas, embora na verdade não, porque todos estavam lá, meus colegas, por isso posso falar assim abertamente. Não fiz nada demais, nunca liderei nada, nunca fui famoso no meio estudantil, porque só participava como mais um, e nada mais, e no finalzinho da Ditadura, qdo nosso risco maior - dos simpatizantes participativos - era no máximo ganhar uns cascudos dos PMs. Logo depois a vida me levou para uma cidadezinha muito pequena do Paraná, onde participava apenas da política local, sempre como simpatizante. É só. E só para constar que qdo o momento exigiu, e dentro do que eu acreditava e quis participar, participei e contribuí com minha pequeníssima contribuição. Como faço hj, através desse blog e na minha participação como cidadão, no meu trabalho de funcionário público. Tudo isso para dizer que ninguém precisa "ter um passado glorioso", ser de partido político, fazer mil coisas, para ser brasileiro, e participar da luta de todos nós. Mais ou menos atuantes, mais ou menos capazes de fazer as coisas acontecerem, em blogs como esse, o que somos? Brasileiros indignados, que querem juntos refletir, debater, mostrar revolta com o que nos embrulha o estômago, e propor soluções para o país que amamos. Não me incomodo nem um pouco, de mais uma vez, ser apenas "mais um deles". Um bj.
Vocês malucos radicais que nem aprenderam a ler, são muito divertidos... - risos e risos - o engraçado, é que têm o mesmo jeito, a mesma escrita, a mesma virulência, o mesmo fanatismo. Não aceitam que pensem diferente de suas sagradas e sábias verdades, pensam que podem intimidar os outros com a repetição dos ataques, e ficam se jogando confetes mutuamente. Parecem o quarteto da Veja Mais o RA, é hilário...
Não dá para levar vcs a sério.... Não é a tôa que o Brasil é o que é até hj! Com essa esquerda... - rs e rs - voltem para a escola, e aprendam o bê-a-bá da educação, do debate civilizado, e que adultos não tentam intimidar adultos livres com textos agressivos. Agora quem é que vem? Volta o Jair, o Caliban, o JG ou mandarão um outro pistoleiro do Blog - rs e rs? Sou melhor do que imaginava, para mandarem tanta gente! - rs - Vocês me inflaram o ego, e o riso! Obrigado, gente!
O texto defende Lula, meu anjinho... Vc é muito engraçada!!!!!!!!!!!!!
Jair, vou ver se entra um pouco de juízo na sua cabeça dura - rs e não é provocação, quem baixou o nível aqui foi vc... - em relação ao propósito desse post. Mas leia com a mente aberta:
1 - Sim, eu colocaria o nome da minha mãe num post assim, como vc duvidou, porque o objetivo da pergunta-título era despertar as pessoas, com uma espécie de "choque", para o absurdo que muitos petistas ou simpatizantes de Lula estavam fazendo, e às vezes eu fiz, exagerando nas críticas por causa da aparente omissão e covardia dele, em situações geradas pela Satiagraha. No blog do Nassif, que eu li, nos comentários - e não vinham de psdbistas, aliás, não seja tolo: esse post não foi escrito para quem não gosta do Lula, e sim específica e especialmente para quem gosta dele. Bem, mas esses comentários de lulistas ferrenhos, talvez por isso passionais, é que atacaram agressivamente o Lula em algumas dessas ocasiões. Meu intuito foi apenas um: perguntar a esses petistas ou simpatizantes: "Acordem! Vejam o que vocês estão escrevendo sobre quem admiravam "ontem"...!
Agora, para haver equilíbrio e coerência, eu tinha que colocar que o Lula cometeu erros sim, vacilou sim, MAS JAMAIS POR SER COVARDE OU FARSANTE, OU MESMO FRACO. Você e seus amigos tiveram que fazer elocubrações totalmente distorcidas para pensar justamente o oposto, inclusive afastando daqui, pela grosseria, a virulência, a falta de respeito e até da civilidade mais básica em uma troca de opiniões, aquelas pessoas que não suportam ver esse tipo de comportamento vulgar! TIRANDO SUA PATOTA, TODOS OS OUTROS COMPREENDERAM QUE O POST DEFENDIA O LULA !!!

2 - Chamar a Dilma de "mulherzinha danada de boa", gerente competente do PAC, não é exatamente denegri-la, sabia ?!!?? Se fosse mais atento ao blog do Nassif, teria lido que defendo a Dilma como a segunda opção melhor para o Brasil, isso que eu saiba, não é diminuir ninguém... nem atacar!! Se Ciro não sair, ou se perder no primeiro turno, provavelmente vou defender Dilma com mais capacidade que você, até pela minha ausência de fanatismo...

3 - Falei do Ciro, duas linhas no meio de quase cem, apenas por um detalhe, fanático-grosseiro-destorcedor de palavras, Jair, seja vc lá quem for: Para provar a honestidade do intuito do post. Mas claro que desonestos intelectuais vão negar o enxergar isso, até a morte. Mas vou tentar explicar: Ao me dizer "cirista", e com um certo enjôo do PT, as pessoas deveriam pensar: "Pô, se um cara que não tinha Lula como sua primeira opção em 2002, não é petista, é capaz de vir aqui e tenta demonstrar que Lula não é covarde, não é farsante, mas sim conciliador, e humano, porque em muitos momentos colocou seu mandato e sua sobrevivência política acima de outros objetivos, então eu, lulista que critiquei tão pesado ao presidente, posso compreendê-lo melhor, se enxergar sua humanidade, seus limites..."

Chega... Se vc não entender esses argumentos, nem ver honestidade aqui, desisto!
Cabe uma pergunta, se houver um pingo de humildade e honestidade intelectual e emocional em você: Acha mesmo que intimida alguém com essa virulência? Seja qual for a "sua luta", ou seus objetivos, se é que os tem, atacar e agredir como um trem louco e desgovernado o ajuda em algo?
PS - Minha satisfação com a aprovação de Lula é mais honesta que a sua!!

RSS

Publicidade

© 2021   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço