Lembro bem da sensação de felicidade que experimentei em 2002... Lula lá!... Finalmente.
As expectativas eram muitas. A decepção com o primeiro governo "de esquerda" no Brasil, o deplorável FHC, era total. A sensação generalizada era de mais miséria, mais desemprego, a classe média arrochada, a economia um caos... Talvez o pior presidente do país, levando-se em consideração o apoio que teve, a popularidade inicial nas alturas. Foi fraco! Foi covarde! Foi vaidoso! Só deixou saudades numa minoria preconceituosa, que não aceitava o operário-analfabeto-nordestino como o novo presidente.

Massacrado pela mídia, pela oposição, com um ódio repleto de preconceitos e desprezo a um político, sem precedentes, Lula logo se viu no olho de vários furacões. Parecia fadado a um fracasso retumbante, à desmoralização total, à morte política. "Deixem o porco sangrar até as eleições" - teria dito um despeitado ex-presidente, feliz com a desgraça de seu sucessor.

E apesar das lambanças de seus ministros principais e outros petistas ilustres, Lula fez muita coisa, na minha opinião. Manteve um sangue-frio, uma postura democrática, conciliadora, nos piores momentos. Concordo com quem diz que se há o tal do "animal político", Lula se insere nesse contexto. E aplaudo sim, o operário-nordestino, sem cultura sim, mas com uma intuição política que para mim é simplesmente imbatível. Não vejo no Brasil ninguém como ele.

Ah!... - dirão muitos... - "mas ele usou esse talento natural primeiramente para não cair, em defesa própria, não do país!..."
E daí? E daí?!? Hipocrisia! Que político não coloca sua sobrevivência nessa selva que eles fazem parte, em primeiro lugar? A questão, é que Lula conseguiu governar o país, manter um programa mínimo pelo qual lutou sim, com unhas e dentes, melhorou a gestão pública, "achou" a Dilma e deu a ela praticamente carta branca, e o fato é que a mulherzinha é danada de boa nessa coisa de fazer a administração pública andar.
E fez o PAC, o bolsa-família, o pró-une, na minha opinião suas três maiores obras. Tudo isso, debaixo da chuva de esgoto que a mídia lhe jogava todos os dias sobre a cabeça. Veja, Globo, Estadão, Folha, todos o tratando com um desrespeito que nunca assistimos contra um presidente do Brasil, antes.

Lula manteve os juros altos? Manteve. Deu lucro bilionários aos bancos e especuladores? Sim. E creio que errou em ambas as decisões. Às vezes se aliou a bandidos, a canalhas? Sim! Mas não creio que tivesse outra saída política, após o evento mensalão... E tinha que garantir a governabilidade em seu segundo mandato, o primeiro tinha acabado de forma lamentável, o cheiro do "mensalão" ainda no ar...

Porque todo esse discurso? Apenas para dizer que discordo radicalmente dos que chamam Lula de farsante! Porque seu governo não foi "de esquerda". Sim, concordo com essa parte. Mas ele foi mais governo do que FHC, fez mais pelo país do que seu antecessor, liberou a Polícia Federal para investigar poderosos e ricos, gente que nunca havia tido uma batida policial em sua casa... Segundo o jornalista Bob Fernandes, ele garantiu a operação Satiagraha. E só isso, já é muito para o combate às várias máfias brasileiras, a do DD, talvez a pior delas...

Não sou petista, aliás, tenho um certo enjôo contra o pt e contra os petistas... - me perdoem, mas é verdade... - mas votei em Lula em 2002 (segundo turno, sempre que Ciro Gomes for candidato meu voto é dele) e 2006, e não me arrependo disso.
Lula errou a mão em alguns setores, como câmbio e juros. Mas criou empregos, lutou para o desenvolvimento do país, nos representou lá fora com dignidade, melhorou a imagem do Brasil, estimulou a luta contra a miséria e o preconceito. Está longe de ser um farsante.

Foi fraco às vezes? Sim. Mas não o vejo como covarde, mas excessivamente conciliador, pouco disposto a rixas, como eu mesmo defendi que mantivesse com o insano do Gilmar Mendes, quando "o chamou às falas". Hoje creio que trata-se mais dessa intuição do "animal-político" Lula, talvez ciente de que tudo o que essa oposição odiosa, e essa mídia de esgoto desejavam, era uma "briga-de-rua" entre o presidente e um obscuro sem futuro algum, como esse abjeto presidente do STF.

Escrevi isso algumas vezes, no Blog do Nassif. Talvez o que muitos de nós que "nos decepcionamos com ele" não aceitamos, é que LULA FEZ O MÁXIMO QUE PODIA, NAS CIRCUNSTÂNCIAS POLÍTICAS QUE ENVOLVERAM SEU GOVERNO, E DENTRO DE SUAS CARACTERÍSTICAS E LIMITES PESSOAIS. E se foi isso mesmo, podemos ser tão críticos, tão exigentes?

Será que Lula não foi apenas, humano...?-

Exibições: 460

Responder esta

Respostas a este tópico

Olá, Lacyr! Sim, há muita hipocrisia e preconceitos nos ataques ao Lula. O mesmo esgoto que o Nassif tanto cita... E eu fico imaginando se o Lula "cai dentro", comprando briga com todo mundo que o critica pesadamente, como o Arthur Virgílio, ícone dessa oposição despreparada, que no programa do JÔ chamou o presidente de idiota. Num país sério, teria havido repulsa de toda a mídia honesta, de todos os cidadãos. Mas não era "o príncipe sociólogo"... Porque defender?
Meu post teve esse objetivo, de vermos o Lula humano, que tem limites, e está longe de ser fraco, covarde ou farsante. Abço.
Acho impressionante como os adeptos da "santificação" do Lula conseguem deturpar o dito por outros. Conseguem transformar um texto que defende o Lula num xingamento contra ele, pelo simples fato do autor do tópico, numa pergunta retórica, admitir a possibilidade de outras pessoas acharem o Lula farsante, e ir contra essa opiniao. E querem proibir qualquer um de pensar diferente deles. Crime de lesa-majestade! Votar em outro candidato, entao, deve merecer pena de morte. Democracia é um mero detalhe. Francamente, nao vêem o quanto a proibição do pensamento é danosa, e favorece no fundo a Direita. É a Direita que precisa de pensamento único. Ou o estalinismo, claro. Mas nao dá mais para ser estalinista hoje, nao é nao?
Anarquista Lúcida
Não foi pra mim não, né AnaLú?
Abçs
Imagina, Lacyr! Você é um doce. E nao fez o que eu critiquei!
Bjs
AnaLú
Pois é. Quem necessita santificar, quando se desilude fica bravo...
AnaLú
Analú, chega a ser engraçado, porque o texto apenas levanta um conceito, e somente um: que Lula é humano, e como tal erra, acerta, tenta sobreviver, e é conciliador, e não covarde ou farsante. Eu também fico impressionado com essa gente... - rs - mas eles são mesmo é engraçados, não podem e não devem ser levados a sério. São os RA daqui. Estão em todo o lugar...
Falou e disse.
Um abraço
Anarquista Lúcida
Outro prá vc, Analú! Tomei um susto, fui a Visconde de Mauá curtir umas cachoeiras - rs - e encontrei de tudo por aqui. Ainda bem qua a maioria das pessoas é normal, discorda ou concorda, mas com civilidade, educação e um mínimo de inteligência.
Anarquista Lúcida,

Meu coração tem um sereno jeito
E as mãos o golpe duro e presto
De tal maneira que depois de feito
Desencontrado eu mesmo me contesto

Se trago as mãos longe do peito
É porque há distância entre a intenção e gesto
E se meu coração nas mãos espreito
Me assombra a súbita impressão de incesto

Quanto me encontro no calor da luta
Ostento aguda empunhadora à prôa
Mas o meu peito se desabotôa

E se a sentença se diz bruta
Mais que depressa a mão cega executa
Pois que senão,
O coração perdôa.

Quantas vezes nesta nossa vida não nos deparamos com esta situação. A mim, como acima escrevi, Lula tem sempre tomado as decisões certas.
Bonito esse poema, Francisco.
Anarquista Lúcida
Para aqueles acostumados a rotular facilmente outros de “santificadores” ou ainda “deturpadores”, imagino que seja necessario ressaltar partes do texto original onde a gaiatice do autor ficou mais evidente:


“... "Deixem o porco sangrar até as eleições" - teria dito um despeitado ex-presidente, feliz com a desgraça de seu sucessor.

E apesar das lambanças de seus ministros principais e outros petistas ilustres, Lula fez...”


[O que e quais seriam essas “lambancas” ? Os dolares de Cuba para o PT ? Foram julgados e penalizados pelas “lambancas” os “ministros principais e os petistas ilustres” ? Ou houve impunidade ? ]



“... "achou" a Dilma e deu a ela praticamente carta branca, e o fato é que a mulherzinha é danada de boa nessa coisa de fazer a administração pública andar. ...”


[O “achismo” em acao. Note bem, nao se trata de escolha feita junto a um partido politico, ou militancia ou coisa parecida, entenderam ? A Dilma foi simplesmente “achada”, no meio de milhoes de brasileiros... Ah, que sorte a nossa, por dispormos da “mao santa” do Lula...]


“... Ah!... - dirão muitos... - "mas ele usou esse talento natural primeiramente para não cair, em defesa própria, não do país!..."

E daí? E daí?!? Hipocrisia! Que político não coloca sua sobrevivência nessa selva que eles fazem parte, em primeiro lugar? ...”


[ Precisa comentar ? ]





“... Lula manteve os juros altos? Manteve. Deu lucro bilionários aos bancos e especuladores? Sim. E creio que errou em ambas as decisões. Às vezes se aliou a bandidos, a canalhas? Sim! Mas não creio que tivesse outra saída política, após o evento mensalão... E tinha que garantir a governabilidade em seu segundo mandato, o primeiro tinha acabado de forma lamentável, o cheiro do "mensalão" ainda no ar... “


[ Quais sao os bandidos e canalhas que a que o Lula se aliou ? O que assegurou a impunidade deles ? Aponte quem sao ! Seria a “quadrilha dos petralhas” e aquelas coisas todas que a midia conservadora apregoa aos ventos diariamente ?

“Mensalao” ? Um certo ministro de propaganda, em meados do seculo passado, nao se cansou de repetir que “uma mentira repetida mil vezes se torna verdade” ?

Onde estao as provas ? Quem sao os envolvidos ? Jah foram julgados e receberam sentenca ? Outro caso Lubecca ?

O Gushiken desafiou os boquirrotos congressistas, acusadores da pratica do mensalao, a despirem o manto da imunidade parlamentar e apresentar as provas do que bradavam. Fizeram isto ?

Entao, qual eh o cheiro do “mensalao” no final do primeiro mandato mesmo ? ]




“... Não sou petista, aliás, tenho um certo enjôo contra o pt e contra os petistas... - me perdoem, mas é verdade... - mas votei em Lula em 2002 (segundo turno, sempre que Ciro Gomes for candidato meu voto é dele) e 2006, e não me arrependo disso. ...”


[ Como certo candidato (perdedor) aa Prefeitura de Sao Paulo: “Lula, tudo bem ! O problema eh o PT !” Eh impressionante...]




“... Foi fraco às vezes? Sim. Mas não o vejo como covarde, mas excessivamente conciliador, pouco disposto a rixas, como eu mesmo defendi que mantivesse com o insano do Gilmar Mendes...”


[ Fraco ? Sim ! Sim ! Pero no mucho... Pero que si, pero que no...]



Serah que o que destaquei no texto poderia ser mesmo considerado “xingamento” contra o Lula e (principalmente) o grupo que ele representa ?

Ou seria, mesmo, um bem intencionado e inocente texto que meramente defende o Lula (e, fazendo-o personalisticamente, por contraposicao, minimiza inteiramente o trabalho dos partidos politicos e do pensamento critico das bases) ?


Ou serah fruto de minha "deturpada" mente, que, ingenuamente, almeja a proclamada “santificacao” do Lula, jah que tambem obcecada pelos preceitos “estalinistas”, na concepcao de ilustres donos da verdade ?
"Críticas podem ser para o progresso do criticado (e por isso bem vindas) ou para o retrocesso dele (e por isso rechaçadas)".
Partindo do princípio de que todos somos cidadãos apartidários discutindo temas que dizem respeito à nossa vida em sociedade, creio que não cabe dentro deste princípio (não que não possa, entendam, quem sou eu para proibir) campanha pró ou contra candidatos políticos.
Por quê? Ora, o interesse envolvido, e nem precisa ser o mesquinho, sempre falará mais alto que os argumentos, tornando as discussões estéreis e sem sentido.
Digo isso porque tenho sentido um certo clima de BrasilxArgentina desnecessário, em se tratando de cidadãos que em tese buscam os mesmos objetivos, apenas com idéias diferentes.

Valeu!

RSS

Publicidade

© 2022   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço