Marina está numa sinuca de bico e o PT flerta com a derrota

O   day after  foi melancólico.


De um lado, os demotucanos estão sendo bem persuasivos nas tentativas para convencer Marina Silva a suicidar-se politicamente.


Tomara que ela não ouça o canto dessas sereias -- como as mitológicas, carnívoras.


Se fizer uma composição com os representantes da ganância capitalista exacerbada e sem limites, ajudará a devolver o poder à pior direita brasileira.


Em termos ambientais, será um desastre.


E, claro, isto lhe seria cobrado adiante: sua responsabilidade pessoal num grave retrocesso histórico.


Iria virar uma morta sem sepultura, como o ex-Gabeira.


Voltar à esfera de influência do PT para receber um Ministério mais importante desta vez? É pouco para a dimensão que ela atingiu. Só se lhe oferecerem bem mais.


O pior é que seu partido já não é mais verde: amadureceu e apodreceu. Está traindo o compromisso assumido de combater as práticas ambientais predatórias, ao aliar-se com quem as encarna.


Então, Marina está numa sinuca de bico.


Como a decisão de a quem apoiar no 2º turno é impostergável, a sabedoria política manda que fique neutra, liberando o voto do seu eleitorado.


Assim, conservará intacto o patrimônio político que acumulou como terceira via, preservando-se para passos mais ambiciosos no futuro.


Depois, com mais vagar, vai ter de escolher um partido para o  projeto 2014, já que o PV virou mera linha auxiliar da direitona.


Aliás, a única afirmação reveladora de Marina nesta 2ª feira, desconsiderado o blablablá convencional sobre as consultas que fará antes de anunciar sua decisão, foi esta:

"O resultado que tivemos de aprovação ao projeto meu e do [vice] Guilherme [Leal] é muito maior que o nosso partido".

Corretíssimo. Ela precisará de um partido mais adequado para suas pretensões vindouras, nem que tenha de criar um, como Fernando Collor fez (PRN).


Suas próximas decisões determinarão se ela é uma estrela que veio para ficar ou uma supernova que logo irá perdendo o brilho, como Heloísa Helena.


FASCINADOS PELO ABISMO


Já as avaliações que petistas fizeram do resultado frustrante foi mais frustrante ainda: aconselharam a campanha de Dilma a perseverar nos erros.


Uns falam em  esclarecer  melhor a questão do aborto, no sentido de tentar iludir o eleitorado, martelando sem parar que, desde criancinha, ela nega às mulheres o direito de opção.


Cogitam até a retirada da descriminalização do aborto do plano de governo de Dilma.


Então, estamos conversados: se filmes repulsivos como Tropa de Elite conseguirem convencer contingente expressivo do eleitorado de que a tortura é válida, o PT correrá a apoiar a tortura...


O recuo em questão só servirá para fazê-la parecer oportunista e falsa, pois o que disse no passado está publicado e será relembrado ad nauseam  pelos antagonistas.


Outros dirigentes petistas recomendam a insistência nas comparações entre os governos de Lula e de FHC, quando a comparação a ser feita é bem outra: entre um projeto político esquerdista, sintonizado com a justiça social, e um projeto político direitista, sintonizado com a desigualdade e a exclusão inerentes ao capitalismo.


Caso seja necessário, ilustrarei com desenhos: O PT NÃO VAI GANHAR ESTA ELEIÇÃO SEM SUA MILITÂNCIA IDEALISTA, AQUELA QUE SÓ SE MOBILIZARÁ POR MUDANÇAS EM PROFUNDIDADE E NÃO POR RETOQUES COSMÉTICOS NA FACE MONSTRUOSA DO CAPITALISMO.


Para esvaziar a ofensiva ideológica direitista, terá de guinar à esquerda.


Se continuar em cima do muro, ambíguo e cauteloso, alienará seus apoios naturais e nem sequer vai conquistar o eleitorado conservador de classe média, que sempre se colocará na trincheira contrária.


Trata-se da receita infalível para ser inapelavelmente batido, jogando no ralo uma eleição que estava 99% ganha.

Exibições: 269

Responder esta

Respostas a este tópico

Companheiro Celso Lungaretti sua análise é brilhante.

Permita-me tão somente pontuar alguns pequenos esclarecimentos:

1) Política não 'deve' ser feita com projetos pessoais. Se não tiver o envolvimento e participação coletiva em sua gênese tende a fracassar. Se o projeto for 'malígno' fará um estrago danado. Se for 'benígno', encorpado de boas intensões, será inócuo ou no máximo atenderá alguns poucos interessados;

2) Marina não será 'estrela' justamente pelo vício de origem e conduta. Entrou e saiu do Partido dos Trabalhadores, ao que parece, por um projeto dito ambientalista e de gestão sustentável do estado e sociedade. Plínio de Arruda Sampaio, em momento iluminado, definiu esse projeto de "eco-capitalista". Entrou no PV, Partido Verde, também personalisticamente, reproduzindo as velhas práticas da 1ª via, querendo se impôr ao país como a 'oligarca, autocrata, teocrata (já que ela é fundamentalista cristã protestante) ou na melhor definição tupiniquim, como 'sinhá-moça' da amazônia, guardiã de nosso ecossistema. Ora, com quem Ela combinou esse projeto? Será que só com parte da direita 'raytec' e artistas globais medrosos? Viu-se que seu meio ambiente foi favorável aos Tucanos;

3) O que é essa tal de 'terceira via'? Da mesma forma que ainda não compreendemos e definimos o que venha ser o 'comu-socialismo de (com) mercado' implantado na China. A filosofia, antropologia, sociologia, história, ciência política, ou o que valha, humana ainda não conseguiu identificar de fato e de direito algo para além de duas vias: O Capitalismo, e suas multifacetadas vertentes e O Comunismo, e suas também virtuosas degenerações, como o socialismo, a social-democracia. Não vou levar aqui em consideração, O Anarquismo (Bakunin, e outros viajaram nas galáxias quando o proporam, bem provável sob efeito de algum 'alucinógeno' que os deixou curtindo esse barato). Será então essa a 3ª Via? Não! Ninguém está propondo o fim ou ausência do Estado, em suas diversas dimensões, muito menos a extrema autonomia e autogestão do indivíduo, família e sociedade. Seria inimaginável alguém ou algum partido político concorrer as eleições democrático-burguesas propondo o fim do Estado que quer governar. Seria uma esquizofrenia. Uma maluquice. Então que 3ª via seria essa? A do Regime com dois Sistemas, como se diz da China contemporânea. Ou o Capitalismo Ambiental, dito pelo Plínio, de "Eco-capitalismo"?

4) Os PVs, pelo mundo afora são ou me parecem de direita, vide o original alemão, alguns de extrema-direita. Fundamentando a tese do Plínio. A terceira via então é a 'Nova Direita', como diria o velho Leonel Brizola? Marina se está configurando como a ícone 'eco-sustentável' dessa metamorfose das elites e de seu neo-capitalismo?

5) Aonde estão a "MILITÂNCIA IDEALISTA, AQUELA QUE SÓ SE MOBILIZARÁ POR MUDANÇAS EM PROFUNDIDADE E NÃO POR RETOQUES COSMÉTICOS NA FACE MONSTRUOSA DO CAPITALISMO", dentro do PT de hoje? Como um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores, aqui no RJ, sempre relativisei alguns arroubos 'revolucionários' de nossos companheiros. O tempo foi me dando razão. Os que compunham a 'Convergência Socialista' e outras correntes do PT, autodenominadas radicais revolucionárias, foram fundar o PSTU, PCO, PCR e depois o PSOL, partidos esses, que a exceção do PCR, que está na suposta clandestinidade pré-revolucionária, estão disputando no mesmo campo político-organizacional da democracia burguesa (inclusive concorrendo as suas eleições). O Companheiro Lula nunca se autodenominou, para além da liderança sindical brilhante, um revolucionário, mas um reformista, social-democrata do capital, e estão aí todos os programas e projetos de governo de coalisão do PT para comprovarem a opção 'keynesiana' do partido, ações afirmativas e compensatórias, para incluir pessoas e etnias, perversamente excluídas pelo capital, sem contudo propôr o rompimento com o modelo capitalista de produção. O que é o Bolsa Família, PROUNI, REUNI, Sistema de Cotas para negros e pobres, etc...? O PT e a militância se move, não vou entrar no mérito, forma e contextualizações, pelo UTILITARISMO e crença na HUMANIZAÇÃO do Capital. Somos Todos Reformistas. Isso sequer, embora para o Brasil represente um grande avanço, é uma 2ª VIA. Outra parte do PT se move pelo PRAGMATISMO, penso que eu esteja nessa parte, de pensar que reformando o Estado Brasileiro o efeito colateral 'virtuoso' será a reforma da própria sociedade. Todos na Classe Média! Sistema de Classes, mesmo que humanizada, sem miseráveis, com alguns pobres, é sistema metaforicamente capitalista.

6) O que seria "guinar à esquerda"? Com PMDB, PSB, PSC, PCdoB, e até mesmo que incorporasse os PSTUs, PCOs e PSOLs da vida nesse 2º turno.

Pragmáticamente falando, Celso Lungaretti, venceremos essas eleições no 2º turno se comprovarmos para a população brasileira, eleitora de todas as classes sócio-econômicas, que somos capazes de gerir o Estado Brasileiro e seu Sistema Capitalista melhor que Serra e os Tucanodemoníacos, além de desmascarar a farsa de Marina Silva com sua falsa dialética da 'Terceira Via'.

Eu estou convencido que Lula, o PT e todos nós juntos vamos vencer e fazer de Dilma presidente do Brasil, com a militância utilitária e com a militância pragmática. É isso que nos move. O resto é utopia e saudozismos. Após as eleições, quem sabe, podemos até volver com alguns de nossos sonhos.

Saudações Petistas Fraternas!

Marco Paulo Valeriano de Brito
Sanitarista
Perfeitas estas colocações, Marco. Aliás, o 3o. item é hilário. Estou me divertindo lendo isto e imaginando a cara dos sujeitos que propõem a tal 3a. via. FHC incluso.
Companheiro Marco Paulo,

não escrevo para iniciados, mas para o público em geral, na esperança de influir nos acontecimentos.

Então, sua "anulação" de Marina é brilhante mas, supondo que ela a leia, que efeito produzirá?

Já se ela chegar a ler meu texto (há quem leia, lá em Brasília), poderá se tocar de que seguir o rumo traçado pelo PV será uma decisão catastrófica para ela, para o povo e para o País.

Quanto a gerir o Estado capitalista, conforme o figurino capitalista, melhor do que os capitalistas, é uma meta para quem só aspira a ser gerente na vida.

Eu sou revolucionário, cada palavra e cada ato meu são voltados para acabar com a exploração do homem pelo homem.
Eu também companheiro...Mas não se fazem revoluções em meio a eleições democrático burguesas...Podemos fazê-lo antes ou depois delas...Durante o processo ou é utilitário ou é pragmático. Me perfilei no campo do pragmatismo justamente por ter ideais e princípios revolucionários, mesmo que acadêmicos, conceituais e retóricos, não peguei em armas e creio que minha formação humanista e cristã (sou teológo e franciscano) me impediriam de fazê-lo, tirar a vida de alguém, mesmo que na causa dramática e extrema, que objetivasse o enfrentamento belicoso ao capital, seria muito difícil para mim (só no limite da auto-defesa), e ainda sou um profissional da saúde (enfermeiro-sanitarista) e da educação (professor universitário), percebe. Como disse Lenin, "temos que ficar atentos a pequena-burguesia", que caso se faça a revolução comunista ou vão aderir a causa burguesa (por medo) ou vão querer ser 'A NOVA CLASSE DIRIGENTE' DO ESTADO. Lenin estava certíssimo! Assumiram mesmo a União Soviética, Cuba, China, Coréia do Sul...Só não previu que acabariam mais tarde por retroceder com a própria consolidação do comunismo na face da Terra. Então, reafirmo que fico no pragmatismo de TRABALHAR FIRMEMENTE PELA ELEIÇÃO DE DILMA PRESIDENTE, garantindo o seguimento do modelo 'reformista' que está levando avanços sociais e econômicos possívies e viáveis ao Brasil nesse cenário e conjuntura nacional e mundial que realmente vivemos. Nos princípios continuamos (eu e você) revolucionários...Eu, aos 52 anos de idade, nem sei se conseguirei desfrutar algum dia de um comunismo real, disse real, não a ditadura do proletariado, stalinismos, maoísmos, castrismos e outras degenerações que de fato foram a história real do que conhecemos do comunismo até então praticado, sob o comando de ex-pequenos-burgueses. No conceito e nas retóricas ficaram o legado de seus ideólogos, como Marx, e discípulos resistentes, como nós, que fazemos revolução em artigos ou discursos...Revolução dialética...Bem nesse 2º turno acho melhor ser pragmático para derrotar Serra e os demo-tucanos. Mas quero também o apoio dos utilitaristas que só fazem campanha política levando algum...Sei que você me entendeu. Saudações Petistas Franciscanas Fraternas. PAZ E BEM! Marco Paulo Valeriano de Brito
O problema do aborto, tal qual era equacionado por toda a esquerda no tempo em que a esquerda tinha coragem de ser esquerda, não passava disto:
* a mulher é que tem o direito de escolher se quer ou não assumir a gravidez, pois é ela quem arca com as dores e os transtornos;
* mulheres do povo que, por motivo de pobreza ou qualquer outro, decidem não ter a criança, correm riscos por não poderem abortar em hospitais da rede pública ou mesmo de seus convênios;
* já as de classe média e as burguesas sempre encontram quem faça uma cirurgia segura por baixo dos panos;
* então, sem juízo moral nenhum, o que se trata é de evitar mais uma forma de desigualdade social, garantindo às mulheres do povo também abortos seguros, se é esta a opção que elas fazem.

Quanto à imposição de valores religiosos sobre a sociedade, os revolucionários existimos exatamente para acabar com esses medievalismos. Que os siga quem quiser, mas que ninguém seja obrigado a obedecer a eles num estado laico.

É simples assim.
Marco Paulo, sobre o item 3 do seu texto, me permita, na minha humilde ignorância, perguntar se essa questionado "terceira via" teria alguma coisa com a seguinte frase utilizada por Mao-Tse-Tung, em 1960, durante um discurso, a qual, juro, nunca entendi ao longo dos anos, mas, hoje, tento associar ao que está acontecendo na China com o seu comunismo de mercado:
"CHEGAREMOS AO COMUNISMO ATRAVÉS DO CAPITALISMO"
Caro José Emílio, esse discurso do Mao foi dentro de um contexto histórico da implantação da Chamada "REVOLUÇÃO CULTURAL" na China feudal e aristocrática da época. Não se esqueça que a Nação chinesa mal saía de uma monarquia milenar. Sequer tinha vivido uma experiência burguesa de mercado capitalista ou o que vivera a Europa, notadamente a França, de uma burguesia "revolucionária", na segunda metade do século XVIII. O contexto da China de Mao, nos anos 1960, provavelmente (não estava na cabeça do Mao para fazer uma leitura precisa do que pensou ao soltar a frase) o levaram a dizer que para atingir o comunismo a China tinha que viver, mesmo que breve, uma experiência capitalista, até então não vivida, e através (através significa transpassar, perfurar, entrar por dentro de algo...no português utilizamos o 'através' erradamente como sinônimo de 'por meio de'...Mao não se referiu que a China chegaria ao comunismo 'por meio do capitalismo' (se utilizando desse como veículo - vetor), mas através dele (transpassando essa experiência vil de mercado, exploração e sofrimento do capital). Mao-Tse-Tung provavelmente, José, se referia que a revolução cultural levaria a China a uma revolução comunista subsequente que transpassaria (através de) o capitalismo, sem a necessidade do povo chinês sofrer primeiro, por muito tempo, ou algum tempo, suas agruras. Saudações Petistas Fraternas! Marco Paulo Valeriano de Brito
Caras
LUZETE,
SIMONE,
CABOCLA
e outros que
se manifestaram
sobre o ABORTO,

Amigos,

É tempo de Política,
mas eis que surge
em meio à campanha
um assunto tão polêmico:
O ABORTO.

Iniciamos há dois dias
uma discurssão sobre
o assunto, onde alguns
se pronunciaram CONTRA
e outros A FAVOR.

Assim, convido-os a
assistirem este filme
que pode ajudá-los
a pensar sobre
o assunto.

Meditem!

Abraços,

Marco Antônio Nogueira


E UM VIVA À VIDA!


marco antônio,
repetir a argumentação é desnecessário.
a pieguice não resolve a realidade de um evento que é um caso de saúde pública e que lida com o corpo da mulher e com aquilo que ela, só ela, pode definir para a sua vida.
filhos nascidos fora do desejo são tragédias anunciadas. por que forçar? por que?
as mulheres praticam o aborto e continuarão praticando. só isto.
não adianta comoção. é a luta do cotidiano.

RSS

Publicidade

© 2022   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço