Pessoal, falar em indignação não reflete mais o sentimento que nós estamos passando com a via crucis que o delegado Protógenes vem sofrendo, pelo simples fato de cumprir o seu dever como funcionário público. A única diferença é que ele ousou investigar e prender um banqueiro bandido poderoso, gestado na era FHC. Ele foi o rei dos arremates das privatizações. Tornou-se a fonte provedora do financiamento da campanha de muitos políticos, na época, todos ligados a base aliada do governo FHC.

Foi também o caixa do mensalão cujo administrador era o senador Eduardo Azeredo, presidente do PSDB. Pelo o que a gente percebe tudo se encaixa. O "grande" idealizador da proposta de perpetuação do PSDB no poder - falava-se na época em vinte anos - foi do Serjão Motta, conhecido também como trator, que por coincidência era ministro das Comunicações, justamente o setor em que aconteceram as maiores bandalheiras.

Como o governo FHC foi um desastre, Lula veio a sucedê-lo, e estranhamente houve a transição do poder de maneira "civilizada" tendo o novo governo Lula todo o acesso as informações do governo que se encerrava.

Esse fato na mídia foi comemorado como fato inédito, "exemplo" para o mundo civilizado. Pura enganação de trouxas. Dava-se ali o "El grande acuerdo".

O esquema do mensalão continuava funcionando a todo vapor e o senhor Daniel Dantas tinha que se aproximar de Lula a todo custo. Não sei se conseguiu. Fala-se que Lulinha tem negócios com ele. Não vi nenhuma prova. Se considerarmos a doentia campanha da mídia contra o governo Lula, acho muito estranho que ela não tenha produzido mais um factóide.

O mesmo não podemos dizer do governador Serra. A mídia alternativa divulgou documentos, nunca contestados, da sociedade da sua filha em uma empresa em Miami, com a irmã do banqueiro bandido. E lógico, com dinheiro deste.

Quero acreditar na boa fé de Lula, que ele não esteja envolvido nesse lamaçal de corrupção. Sempre vejo ele num jogo estratégico mexendo as peças do xadrez para poder driblar o cerco covarde da mídia.

Acabo de assistir um vídeo (blog cidadania. com) o presidente em Telêmaco Borba PR comentando a difusão de pessimismo pela grande mídia, Existem jornalistas escalados nos grandes meios de comunicações exclusivamente com essa tarefa. Cito alguns exemplos mais notórios: Mirian Leitão e Ricardo Noblat do Globo, o patético Reinaldo Azevedo e Diogo Mainardi do esgoto chamado Veja, Eliane Cantânhede e Clóvis Rossi da Folha e outros.

O fato é que no noticiário hoje informa que o delegado Protógenes foi afastado da PF, embora não de forma definitiva, mas que se pressupõe que o será. O delegado escalado a dedo para conduzir o processo nada mais é do que o sr. Amaro, um desafeto de Protógenes. Já vi essa história. Quando dentro de uma instituição o chefe quer pegar o seu subordinado, é só escalar o seu pior inimigo. Foi o que aconteceu.

Quem perde é o país. Desta forma conclamo que todos aqueles que se mostram indignado com essa situação se levantem numa corrente para que possamos expressar a nossa insatisfação com essa patifaria. Punir funcionário público honesto, via de regra não deixa de ser exceção, principalmente quando mexe com interesses muito escusos. Enquanto isso o banqueiro bandido condenado continua solto.
Vamos aceitar isso bovinamente?

Exibições: 282

Anexos

Responder esta

Respostas a este tópico

O ideal é que todo o material seja analisado antes, mas posso oferecer denúncia em relação a alguns crimes e deixar outros, que eventualmente aparecerem, para uma segunda acusação - disse Grandis, referindo-se aos livros contábeis apreendidos na sede do Opportunity, no Rio, na semana passada (quarta-feira).

- No material apreendido em 8 de julho [2008] já existem indícios fortes. Os livros contábeis recolhidos na quarta-feira da semana passada ajudarão a aprofundar estes indícios - disse Grandis.
Quem está protegendo justamente o que tem de menos a proteger no governo Lula é quem faz o jogo midiático de invalidação da Satiagraha, como se fosse obra apenas de Protógenes.

É inegável que a operação surgiu nesse governo, quando a PF foi munida de condições para exercer sua função.

Uma coisa ou outra... o governo permitiu a realização da operação ou está querendo desmontá-la?

Não é preciso ser lulista (Lula, meu álibi, arkx?), e não sou, para ver de que lado estão os que fingindo defender Protógenes estão procurando usá-lo para seus interesses de desmoralização da PF e dos membros do Judiciário envolvidos não só na Satiagraha, mas em várias outras operações, como a Castelo de Areia, menos cotadas...
Quem realmente está interessado em pressionar o governo no sentido de um avanço, não finge desconhecer as manifestações e ações contra a tentativa de retirada de direitos trabalhistas por parte do empresariado, porque a mídia não dá destaque.
Não faz cara de paisagem para a criminalização da mídia e de Gilmar Mendes contra o MST.
A ênfase midiática sobre a Satiagraha em detrimento de assuntos muito mais afetos à maioria da sociedade, à melhoria das condições de vida, faz parte do cardápio a ser servido com vistas mesmo de manter não apenas Lula, mas toda ação no sentido de uma sociedade mais justa, sob controle.
Discutir a conferência nacional de comunicação? Imagine...
Discutir quem vai pagar o pato da crise? Nem pensar...

Tudo será resolvido pela Satiagraha... nem precisa explicar...

Querem mesmo um aprofundamento das conquistas sociais e democráticas? Tá bom... eu nasci ontem...
"A ênfase midiática sobre a Satiagraha em detrimento de assuntos muito mais afetos à maioria da sociedade, à melhoria das condições de vida,[...] "
Discutir a conferência nacional de comunicação? Imagine...
Discutir quem vai pagar o pato da crise? Nem pensar..."


Luiza, poucos assuntos dizem tanto respeito à melhoria das condições de vida da sociedade quanto a Satiagraha; nao só a operação específica da Satiagraha, mas a luta contra o conluio entre o crime organizado e os financiamentos de campanhas políticas, que leva ao roubo sistemático dos recursos do Estado que poderiam ser usados em benefício da população. A luta contra o desmonte dos instrumentos que o Estado tem para se defender do crime organizado (tentativas de dificultar as interceptações telefônicas; mudanças no processo criminal para impossibilitar a prisao de criminosos de colarinho branco; fim da CPMf, para dificultar o rastreamento dos crimes financeiros). E, mais importante que tudo: a luta contra o aprisionamento dos políticos, mesmo dos melhores, pelos lobistas, porque sem os recursos dos lobistas os políticos até podem continuar de maos limpas, mas tb nao serao eleitos... (quem anda falando bem sobre isso no Blog-mãe é o Joao Vergílio). Esse é sim o principal problema no Brasil de hoje, e a principal luta a ser travada.

E está cada vez mais difícil de lutar contra tudo isso, porque qualquer mudança tem que ser aprovada pelo Congresso, que está cada vez mais "infestado" pelos beneficiários dessa situação, sendo que até os melhores estao ficando de rabo preso, se nao querem cometer suicídio político...

Nao pode haver aprofundamento das conquistas sociais e democráticas sem o desmonte desse câncer.

Agora, quanto à Conferência de Comunicação, estamos de pleno acordo. A questao é se o Governo vai mesmo bancar uma luta contra os interesses dos baroes da Mídia...
Anarquista Lúcida

Não precisa me ensinar da importância da Satiagraha em todos os aspectos que ela apresenta.
Foi no governo que elegi que ela teve condições de ocorrer.
Apenas entendo que mobilizações populares em defesa da Satiagraha não mobilizam a sociedade no sentido das melhorias desejadas e, portanto, não ensejam conscientização social.
Essa discussão necessária tem sido feita à exaustão e qual o resultado quanto à mobilização?
A desejada prisão de Dantas terá o efeito de conscientização social idêntico ao impeachment de Collor... apenas mudarão as moscas...
Jamais me posicionei contra a Satiagraha, muito pelo contrário, e muito menos contra a prisão de Dantas.
Acredito que o trabalho executado pela PF ao longo de 4 anos, durante esse governo, sob a coordenção do delegado Protógenes e com a participação de centenas de outros policiais, procuradores, juízes, obteve elementos suficientes para que o bandido condenado, venha a ser condenado também por outros crimes cometidos.
A CPI e o carnaval feito em torno da operação é que tem por objetivo invalidar o trabalho realizado, como já ficou evidente.
Não que o acompanhamento e a cobrança por resultados de nossa parte não deva permanecer.
Apenas questiono a ênfase dada a tal episódio como a panacéia que solucionará todos os problemas, tal qual os juros.
Simplesmente essa ênfase tem por objetivo desviar a atenção de
questões que realmente mobilizem a sociedade e pressionem o governo no sentido de aprofundar as conquistas já obtidas.

Para mim, essa ênfase é em tudo semelheante ao que Hitler fez ao colocar os judeus como bodes expiatórios da situação da Alemanha, para manter as bases do irracionalismo de seus projetos, evitando a conscientização por uma sociedade mais justa que caminhava aceleradamente por lá.
Por aqui, a destituição de Collor seguiu o mesmo caminho. Em lugar de aprofundar a questão de como o sistema permite e cohonesta práticas como as de PC e Dantas, fizeram crer que bastaria substituir o presidente e tudo estaria resolvido.
O mesmo foi tentado com Lula em 2005... para esconder a sujeira sob o tapete, justamente porque a caixa de pandora foi aberta... e a intenção era de fazer o mesmo: escolher um bode expiatório para o sistema continuar operando como sempre.
Vou muito mais fundo que isso... e é isso que incomoda quem, conscientemente ou não, fica na superfície de todos os males que nos afetam e dos quais Dantas é um grande protagonista, mas não é o único, quiçá nem o principal.
Afinal, operando desde Collor, passando por Itamar, alcançando a glória em FHC, não devem ser poucos os envolvidos na tramóia.
Mas ele é o único? A prisão dele, cuja necessidade é inquestionável, solucionará as condições que permitiram sua sobrevivência e de vários outros do mesmo quilate, impunes até hoje?
A reflexão sobre o sistema político e econômico vigentes no país realmente tem um ganho de qualidade centrada apenas nisso?
O resto é apenas fugir do assunto principal e evitar a mobilização para o que realmente interessa, do ponto de vista de quem pretende mudanças efetivas, com e para a maioria.
É fazer o jogo de quem finge que quer mudar para permanecer tudo igual.
É continuar mídia-guiado... e a isso eu me recuso, de graça e sem bater ponto, porque meu ganho vem do suor de meu trabalho, horas a fio todos os dias, e não da exploração alheia.
Com relação à José Dirceu, além da leviandade de procurar associar a ele todos os filiados e simpatizantes do PT, demonstra claramente a espécie de reflexão a que se tenta induzir.
No mais, é muito conveniente evitar de dizer ao que se é a favor políticamente, dentro das condições concretas e muito menos quanto às aspirações futuras.
Não basta ser contra e não ter rumo.
Como já disse inúmeras outra vezes, boto fé muito mais em mim do que em Lula ou em qualquer outro presidente... ele apenas está lá nesse momento, eu estive por aqui por vários anos e vou continuar por muitos.
Simplesmente, as alternativas não são melhores...
E não venham tentar me fazer engolir um novo Collor... porque é disso que se trata hoje: PT/PCdoB, PSDB/DEM ou novo Collor... gostemos ou não.
Há que trabalhar muito para gestar uma real alternativa a isso que está colocado e não é, certamente, a Satiagraha que vai fazer...
A Satiagraha, operação levada a efeito nesse governo, modificou alguns conceitos muito importantes, mas não tem estofo para o que leva às mudanças que eu gostaria de ver... nem mesmo as encaminha.
Mas, naturalmente, essa é minha opinião.
Quem tem opinião diversa que demonstre no que realmente todo esse carnaval vai levar a mudanças substanciais ou pressionar Lula a alguma coisa...mera justificação ideológica...

Quem quer faz, quem não quer manda.
Luiza,
o problema do arkx é que ele é monocórdico.
ela já tem a tese pronta faz tempo.
e, aí, escolhe à dedo, os fatos que cabem na tese, como bom positivista que, às vezes, ele gosta de ser.

vc veja que do post do Nassif que cabia perfeitamente na tese, ele não fez qualquer reparo. e omitiu este outro que vc traz, e mais outros onde o Nassif reconsiderou aquele hipótese do acordo.

e, agora, ele seleciona, de um e de outro, os pontos confirmadores da tese.

a questão é a seguinte: é muito difícil, para quem está fora do jogo, dizer exatamente e com responsabilidade, o que está acontecendo.
irresponsavelmente, qualquer um pode dizer qualquer coisa. da minha parte, já admirei mais protógenes mas acho que agora o tenho no devido lugar.tem muita coisa nebulosa.

por isto, leio tudo com cautela. esta operação está em andamento. não vi o depoimento do DD agora à pouco. sobre ele não tenho dúvidas. aguardo, como todo brasileiro que isto chegue a um fim e que a verdade prevaleça.

mas o Brasil não é só isto. O Brasil não é só a queda do meireles e a mitificação do delegado protógenes. o Brasil e o governo Lula tem muito mais coisas do que isto. se estes são fatos importantes, eles não são o Brasil. e usar estes dois fatos para derrubar um governo é realmente, como vc diz, falta do que dizer.


O Brasil é:
"O nível de emprego na indústria de transformação paulista cresceu 0,31% em março, o que representa a criação de 7,5 mil vagas, informou há pouco a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). Este é o primeiro resultado positivo desde o agravamento da crise mundial. Segundo Paulo Francini, diretor do departamento de economia da Fiesp, a última vez que o dado ficou em patamar positivo foi em setembro de 2008, quando houve expansão de 0,41% no quadro de trabalhadores."


e mais isto:
"A imprensa consegue disseminar pânico até nos mínimos detalhes. Fui apresentado numa entrevista de televisão como um dos "poucos otimistas com relação a esta crise". O telespectador fica com a impressão de que 99,9% são pessimistas, com exceção de alguns poucos malucos.

Pior: ninguém é otimista com relação a uma crise. Eu já havia alertado em fevereiro, na mesma rede de TV, que a crise propriamente dita havia terminado, e que estávamos em franca repercussão. Eu queria era discutir a Retomada do Crescimento, e não o agravamento da crise...

Infelizmente, a entrevista terminou aí, justamente quando eu ia dizer que a Bolsa subiria 30% em 30 dias, o que de fato aconteceu.

Se considerarmos que 1 milhão de brasileiros compraram ações neste ultimo mês, fica óbvio que não temos poucos otimistas, mas sim 1 milhão de otimistas."


Mais isto
"Então, por lógica, a dita crise acabou.
Infelizmente, no entanto, o termo continua sendo utilizado todo santo dia.

Em vez de discutirmos a Retomada do Crescimento, jornalistas continuam dizendo que é ainda cedo falar que a Crise acabou.

Por isso todo mundo está trancado em casa com as janelas fechadas, sem saber que a tormenta já passou em fevereiro, e que é hora de se falar em trabalhar novamente, limpando os cacos, ao invés de temer uma crise que já passou.

Melhor ainda: ESTA RETOMADA NO SETOR AUTOMOBILÍSTICO A NÍVEIS NORMAIS É CALCADA NOS 70% DOS BRASILEIROS QUE NÃO FORAM LEVADOS AO PÂNICO.

Os 30% dos brasileiros que ainda acreditam em crise NÃO ESTÃO COMPRANDO. Quando se acalmarem (digamos que por volta de julho), poderíamos ter um crescimento de 42% (ou seja, 100% dividido por 70%), se for mantida a isenção do IPI.

Nem temos atualmente capacidade para produzir mais 42%, porque só ficamos discutindo crise por 6 meses, e não crescimento.

Mas parece que, de todos os prognósticos sombrios sobre o futuro do setor automobilístico, a nossa previsão de que iriam faltar carros em 2009, de fevereiro de 2009, foi a única acertada.

Compare-a com aquelas feitas por Nakano, Pastore, Maílson etc., etc. e etc. Maílson chegou a publicar na Veja que o setor iria amargar uma queda de -16% em 2009. Quem iria comprar carros com uma previsão dessas? "


E isto:
"A decisão de Henrique Meirelles concorrer ao governo de Goiás obviamente deflagrou uma corrida de postulantes ao seu cargo.

Essa é a explicação do enorme número de entrevistas de economistas criticando o BC, afirmando que a "Crise" irá aumentar ainda mais, sempre com a mensagem subliminar: "se o entrevistado não for o escolhido".


E tem mais. em diversos sites, inclusive nos do PT que mostra a mobilização contra as demissões da Embraer, entre outras centenas de manifestações. Só que o Arkx só lê a folha e aveja e pensa que ali está a verdade. ainda que ele não goste desta imprensa porque ela ama meireles. só por isto...

São análises que tirei do site de Kanitz
http://brasil.melhores.com.br/
Realmente vc enxerga o mundo assim mesmo? Lulistas e anti-lulistas?
Tem que estar pessimista mesmo...
Dê uma espiada nos posts e veja quem descamba para o lado pessoal, na falta de argumentos...

No mais, meu ibope para vc acabou... vc não está aqui para refletir, mas para provocar e causar...
Vc quer defender Dantas, fingindo que quer discutir a Satiagraha...
Nossa, arkx, sua fala me recorda a de um certo comentarista muito conhecido no esgoto.
Ele também costuma acusar os opositores de militância paga.

É naquilo que vc quer transformar esse espaço, não é?
É isso ai Luzete. Matou a pau. A discussão é essa. Medidas e projetos para continuar a alavancar a economia. Que já superou o pessimismo e isso voce comprova com dados.

Abraços
"Se o PT e o governo Lula estão dispostos a enfrentar a estratégia tucano-pefelista, devem ter em conta que estão diante de uma guerra sem fim. Uma guerra em que o lado de lá não dará trégua, não levará em conta qualquer interesse superior do país, não terá a verdade como meta, nem a inocência como pressuposto. Uma guerra em que, a única coisa que realmente conta é a destruição do PT e a derrubada mais rápida do governo, ou seu contínuo sangramento até outubro de 2006.
O pior, em tudo isso, não é a ilusão de que o tucanato-pefelista possa chegar a algum tipo de compromisso pelos interesses do país. O pior é que o PT parece não haver se dado conta de que, estando em guerra, não pode contemporizar com "generais e oficiais" do antigo estado-maior que cometeram erros crassos, abriram flancos para os ataques inimigos e deixaram que suas forças sofressem perdas imensas. Qualquer exército que se preze sabe que, para reorganizar suas forças e criar as condições para retomar a iniciativa no combate e passar à ofensiva, tem que punir exemplarmente os que cometeram faltas, mesmo que sejam generais engalanados.
Não por acaso, as recentes tentativas petistas de passar à ofensiva têm caído no vazio. Pesa-lhes o fardo de continuarem carregando impunes as lideranças que cometeram irregularidades e delinqüências. Sem resolver essa pendência, a nova direção do PT corre o risco de afundar na mesma impotência que marcou a interinidade de Tarso Genro. Com a agravante de ser responsabilizada por haver perdido a guerra contra a direita. Guerra é guerra, e os perdedores sempre são os responsáveis por sua derrota
".

Companheiro Wladimir em 2005 (não é 1905), ao arkx companheiro que tem tudo a dizer a respeito, finalmente uma plataforma! Onde está a política além da retórica? Finalmente um bezerro de ouro oriundo da esquerda saco-de-gatos e cheia de interesses contrariados (tem mais de onde veio, muitos mais). Significa que quem acha Dantas, Gilmar, Protógenes e Di Sanctis uns merdas, todos eles, protocintilantes starets montando ópera bufa que nada diz a ninguém com um mínimo de decência de ir atrás do pão de cada dia, quem caga pra essa corja é lulista? O que é ser lulista? O que é ser lulo-petista, essa qualificação inventada pela mídia mais direitista e reacionária que dizes que não lês? Como tomaste conhecimento da expressão? Quem é lulo-petista? Quem gosta da barba do Lula? A turba? Diga-me o que és, companheiro? Revolucionário puro, às feições de Wladimir Pomar? Um MIR ou Tupa avesso à política? Feito um tal buffalo bill histrião metido a músico aqui mesmo neste portal contando historinhas machistas e canalhas dignas de programas canalhas de TV?
Eras menos estressado, o que houve? O que significa "um ensaio magistral", bicho? O cara ainda escreve "petismo". Sabes o que quer dizer "racha", cumpadre? Elio Gaspari não é confiável. Ninguém é confiável a ser sua própria cabeça. Mesmo que erre, cague, se estrepe: é a sua cabeça, irmão!
Queres saber, companheiro? Zé não quer Dantas preso, não. Não quer e assume que não quer. Ia ser bão, né? Resolvia tudo, né?
Deixa um pouco de hidrofobia verbal e pensa.
O principal e óbvio, mas nada de porquês.
"Os meus companheiros..."?
Zé é companheirão de todos, inclusive de Arkx. Sem polarizações, mano, o tempo de Wladimir é outro. Não é porque Zé faz leves reparos nada-prolixos à cruzada cívica que deixou de ser hermano, o lado de lá.
Quer saber? Zé teve tempos de considerar Lula um pelego. Como Pomar.
Hoje não tem nada a favor de Lula, mas não se perde em considerações personalistas. Só não adere a jargão direitista: lulo-petismo. Sugestão: use reformismo, ou personalismo, ou pusilanimidade, ou revisionismo (essa é boa!).
Despolitiza, bicho. Mas tu sabe tudo e é a-prolixo (o texto de Pomar não é prolixo? OK). Vai em frente. Só que por parte do Zé, nada de explicações, tamos combinados? Considere, rapaz, a possibilidade de ir pro Japão, num cargueiro do lóide lavando o convés...

RSS

Publicidade

© 2021   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço