A iniciativa de abrir este tópico veio de uma conversa por email com várias pessoas. Estávamos discutindo o fato de certas postagens no blog-mãe favorecerem um clima não amigável às mulheres, por vezes até misógino, e como ele desanima as mulheres de postarem lá, por já saberem de antemão que terão de lidar com comentários desagradáveis, quando não ofensivos, como foi o caso do post Antidepressivo que acalma a mulher: o sêmen. Pensamos então em fazer uma espécie de "manifesto" a ser posto no Fora de Pautafalando em como aquele clima nos incomoda. Mas, para que isso não fique só atribuído a uma ou duas pessoas, combinamos que eu criaria primeiro um tópico aqui no Portal, onde várias pessoas pudessem se manifestar. A palavra está aberta.

Links para os dois topicos que provocaram nossa indignaçao: 

http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/antidepressivo-que-acalma-...

http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/o-semen-como-antidepressiv... 

   

Exibições: 7805

Responder esta

Respostas a este tópico

Mesmo sem a sua palavra, já se sabia da sua postura, Marise. Não surpreende.
A propósito, você viu as entrevistas do pai e da mãe da moça para o colunista da RBS?

Não vi nada, Alexandre. Passei 9 dias alienada de tudo. E ainda mais na RBS.rsrsrsrs

Então aí vai:

"Sobre a polêmica envolvendo a filha, Renê Roberto — que teria convivido com Monique até os dois anos e tornado a revê-las aos 16 — disse que "tem o maior orgulho".

— Eu sou jornalista, radialista. Com 23 anos eu tava na Globo fazendo teste do Jornal Nacional. Hoje a minha filha tá lá me representando. O BBB é uma oportunidade que as pessoas têm na vida de agarrar um segmento e ela quer esse lado do jornalismo, do entretenimento.

Expulsão do brother

Segundo ele, a família toda está "dando a maior força para ela nesse momento". Questionado se a expulsão do brother foi justa ou injusta, Renê Roberto falou:

— Nós vivemos num país que tem uma impunidade muito grande. Em Florianópolis colocaram não sei quantas mil câmeras por aí por que hoje estamos vivendo um reality show no dia a dia. Instalar câmera para não punir ninguém não adianta. Se vigiamos um casa 24h e um cara tem um procedimento inadequado depois de um ferro grande, numa madrugada, que eu acho que é normal dentro de uma casa fechada, onde está todo mundo confinado, com jovens, bonitos e sarados... Agora, se ele fez o que fez tem que pagar.

Para o pai de Monique, agora que a filha vai faturar.

— Porque ela não sabe o que está se passando aqui fora, não tem nem noção do que acontecendo. "

Fonte: DIÁRIO CATARINENSE

Sobre o depoimento da mãe, eu só tinha o áudio, que não consigo pôr aqui, mas elea está idgnanda e diz que vai até às últimas consequências para resgatar a dignidade da filha.

Não entendi este pai: ir no BBB para fazer carreira jornalista? Na  globo? Boa jornalista será.

E eu te pergunto: isso é pai? É outro que merecia cadeia.

Só para lembrar, no ano passado foi criada uma polêmica em relação ao transexual que participou do programa. Ou seja, toda essa celeuma é armada, este programa não é para ser lavado à serio. A única séria é se condenar a armação deste (suposto) estupro.
E vou seguir o Marco: é um osso muito duro de roer, não dá.

Analu, respeito sua decisão mas sua sensatez fará muita falta no LNO. Se você é a incendiária, eu também sou porque concordo totalmente com suas posições quando há questões onde prevalece a intolerância, o desrespeito e falta dignidade aos comentaristas, que se escondem sob o anonimato ou distância real na internet. Já faz algum tempo que tenho me afastado do blog porque também estou me cansando de malhar em ferro frio. Preconceitos arraigados são difíceis de serem removidos se não há um interesse legítimo em eliminá-los, este parece ser o caso. Mas continuaremos gritando e denunciando estas posições retrógradas que permeiam nossa sociedade.

Gostaria de citar um exemplo que me deixou muito mais frustrada e descrente de que haverá mudança de pensamento e comportamento com relação ao machismo que circunda as relações de gênero por aqui. Hoje, por volta de uma da manhã minha sobrinha me ligou e pediu pra eu pôr na Record pois estava falando do BBB. Era o tal de Fala que eu te escuto. Sete entre dez mulheres, entre elas adolescentes e de idade madura, falaram que não foi estupro porque a moça sabia o que estava acontecendo, que foi pra cama porque quis, que quem entra no BBB já sabe o que vai rolar. Diferente foi a postura dos homens cuja maioria se indignou com a atitude do rapaz. Se as mulheres, que são as mais atingidas por preconceitos de toda espécie, os aceitam como normal, fica difícil mudar alguma coisa.

É, na boca de mulheres é pior ainda. Mas até que isso nao acontece muito no Blog nao, os "machistas bocós" sao homens mesmo. 

Mas sabe, essa história do BBB veio se misturar com o clima do Blog, piorando-o muito. Nao acho justo avaliar pelos comentários relativos a esse tema, até porque acredito que serao parecidos com o que ocorre em outros blogs. O que eu acho típica do LNO é exatamente iesse tipo de "machismo bocó" que o Nassif, que é o dono do Blog, acha que nao tem gravidade. 

Exemplo: 1) deixa no título do tópico: acalmar as mulheres; 2) nao se passam nem 3 comentários antes que o primeiro bocó diga: ah, mas logo vao aparecer as nervosinhas... (essas mulheres nao trepam o suficiente, né, nao tomam do nosso maravilhoso antidepressivo... dá nisso); 3) esse mesmo participante, interpetado (super delicadamente) por um outro, que lhe pergunta porque está sendo tao agressivo, deixa uma insinuaçao no ar de que a sexualidade do outro nao é muito confiável (no primeiro comentário a respeito, a insinuaçao é muito leve, talvez você ache que eu estou exagerando; mas ele volta ao assunto, dizendo ao outro algo como (nao lembro as palavras exatas; já foi no tópico da farmacêutica) "fica frio, nao foi para você a referência às nervosinhas nao" (beleza, nao é? tao sutil...); 4) outro comentarista diz que vai abrir um "consultório", oferecer o produto...  Nao é tao "engraçado"? Argh! 

Bom, Marco, eu até estava tentando usar ironia, mas minha ironia nessas horas fica mais perto do sarcasmo que da ironia propriamente dita. Essa história de dizer que é coisa que pode ser administrada é mais fácil de dizer do que de fazer... 

O que é ainda mais irritante é que esse primeiro imbecil nao é um troll nao... Participante antigo, de esquerda, etc. Aliás ele fez pior no tópico da Arapongagem na USP, deixou no ar uma insinuaçao de que outro comentarista faria parte do processo da arapongagem, seria dedo-duro, informante. E sem nenhuma base, só de "gozaçao"... É tao engraçado, né, gozar da cara das pessoas levantando esse tipo de "possibilidade". 

Eu evito pensar nas pessoas tomando por base a opção de discurso político. Pra mim isso de esquerda e direita só existe em discussões sobre aumentar/reduzir a participação do Estado na economia e/ou interferir na distribuição de renda. E com direito a contradições diversas. Vejo impactos em educação, saúde e infraestrutura.

Se algum dia (anos 1960 a anos 1980?) houve alguma relação entre isso e outros assuntos, isso me parece que já ficou bem diluído.

Eu tendo a tomar cada assunto (machismo, aborto, LGBTs, ecologia, transgênicos, racismo, teísmo, drogas, imigração, segurança, direitos humanos) por si só, sem associações a ideologia.

Você pode pensar assim, claro. Agora, está errado... (rs, rs, rs, RS, RS). 

Gunter, pelo menos em princípio alguém de esquerda tem que ser progressista em geral (no nível do princípio...). Afinal, por que se é de esquerda? Na minha opiniao, porque se deseja uma sociedade melhor para todos. Claro que isso implica principalmente que todos tenham casa, comida, saúde, educaçao, emprego, etc; mas tb que tenham seus direitos assegurados, que nao sejam submetidos a violências e arbitrariedades, que tenham direitos políticos, etc., etc. e tal. É possível alguém de esquerda que nao se importe com o racismo? com os direitos dos homossexuais? com os direitos das mulheres? Nao me parece... 

Agora, entre o princípio e a realidade... Nao sou poliana, nao confundo as duas coisas... 

Em Niterói, há um bar na frente da Faculdade de Direito, frequentado pelos estudantes e professores. Na parede há uma foto da Faculdade de Direito com a seguinte legenda: ali é a faculdade de Direito; aqui é a faculdade de fato... 

"pelo menos em princípio alguém de esquerda tem que ser progressista em geral" Eu acho isso ilusório, AnaLú. Mas teríamos que definir também o que é progressista.

Eu acho que desejar uma sociedade melhor para todos, uma humanidade evoluída, é o começo. A partir daí tomamos escolhas.

Se pensamos em justiça social, somos a favor de igualdade de oportunidades e correções compensatórias que evitem privilégios.

Se pensamos em progresso material, somos a favor do sistema que melhor aproveite os recursos e melhor distribua os resultados.

Se pensamos em liberdade com responsabilidade para os indivíduos, pensamos em várias outras coisas.

"Esquerda" muitas vezes esteve, como nomenclatura, associada a esses motes. Mas às vezes não. Pode ser fato que é muito mais vezes associada que "direita", mas não me prendo a isso. 

Se é possível que alguém de "esquerda" não se preocupe com direitos de minorias étnicas, direitos das mulheres ou dos homossexuais? Depende de como a pessoa define esquerda e seu campo de interesses, não? Não há razão, também, para que alguém de "direita", se for definida como interesse econômico e não como conservadorismo religioso, não se preocupe por muitos temas. 

Eu vejo pessoas que se preocupam e pessoas que não se preocupam. Alguém se autointitular de esquerda (ou direita, ou norte ou sul) não me parece aval para todas as posições que uma pessoa tome. Há contradições demais circulando.

Gunter,

Aí me permita discordar...

Cada gesto nosso é um ato político. Não nesta camisa de força binária 0-1, direita-esquerda. Mas cada assunto ou tema que você colocou sofrerá uma diferença à partir da ótica com que será vista.

Não existe discurso que não seja ideológico. Não é um palavrão e nem mesmo tem somente o sinal negativo com que normalmente é utilizado.

No Brasil, o discurso ideológico é sempre o da esquerda (conforme a direita). Marx iria se divertir...

 

RSS

Publicidade

© 2022   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço