Moro em São Paulo uma cidade altamente miscigenada e plural. Aqui vemos pessoas de todas as origens desde chineses que invadiram a cidade para vender produtos contrabandeados até nordestinos que estão em busca de melhoria de vida.

Hoje, São Paulo abriga um pouco de cada canto do Brasil e do mundo. Isso faz da cidade um lugar único.

Apesar de toda a essa diversidade de cultura e raças estamos em uma cidade extremamente conservadora e preconceituosa. Sei que é difícil generalizar, mas essa é a realidade da cidade em que moro.

No passado, São Paulo foi um importante polo produtor e exportador de café. Aqui, em 1880 o café enriqueceu muita gente.

A cidade foi originada pelo agronegócio. As grandes fazendas e seus donos sempre comandaram a política local.

Os migrantes e imigrantes que vierem aqui ajudaram, não só a enriquecer os fazendeiros, mais também construir essa grande cidade.

Foi, e ainda é à custa dessas pessoas que São Paulo se tornou o que é para economia desse país.

Apesar disso, a cidade parece que não evoluiu. O povo é totalmente comandado pela elite e a mídia local preconceituosa e hipócrita.

É comum ouvir frases preconceituosas contra nordestinos da boca de filhos de nordestinos! Algo inadmissível e impressionante.

Com a ajuda da imprensa, corrupta, preconceituosa e hipócrita, que representa elite e políticos, nas emissoras de TV, rádio e jornais, a manipulação corre solta.

É só você perceber que não temos apresentadores de TV negros ou nordestinos. São raros os repórteres negros em nosso telejornal e bem mais raros os nordestinos. Ao contrário, os apresentadores e repórteres de nossa mídia são pessoas da própria elite que estão lá, disseminando em seus comentários o ódio e o preconceito.

A classe média dessa cidade é composta de pessoas que, não necessariamente, fazem parte dessa elite dominante, mas que precisam se afirmar para serem aceitas. São pessoas que com muito sacrifício conseguiram estudar e ter um cargo um pouco melhor, por exemplo, de gerente. Essas pessoas repetem que nem papagaio o pensamento cretino da elite paulista, disseminando esse pensamento para os mais pobres.

Outro dia, estava em um boteco e ouvi um senhor que estava visivelmente bêbado discutindo política com os amigos. Ele gritava e criticava o ex-presidente Lula, alegando que Lula era um vagabundo que nunca tinha trabalhado na vida. Esse senhor ainda exaltava o Fernando Henrique, que para ele é um verdadeiro lorde. De onde você acha que ele tirou essa ideia? Muito provavelmente do seu patrão.

Infelizmente, o povo paulista ainda está sob a dominação da elite do agronegócio. Que enriqueceu explorando a massa de migrantes e imigrantes. Ainda representamos um pensamento que não pertence a nós. Somos um povo que ainda não se libertou. Um povo conservador e medroso. Um povo que vota no cabresto, no cabresto que é o pior de todos, o da ignorância.

Fonte: http://dilmapresidente.wordpress.com/

Exibições: 30

Responder esta

Publicidade

© 2022   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço