CÃES
Pedro Du Bois
 

(aos que lutaram e morreram por isso,

mesmo que continuem vivos)

 

Tantos se arriscaram por nós;

saíram de suas casas, de suas vidas,

jogaram pela janela o que tinham,

seus futuros, suas mordomias,

suas vidas burguesas e pequenas.

 

Não participaram do falso milagre,

não tiveram tempo para aplaudir a seleção,

não viveram para saudar a reconstrução nacional.

 

Caminhos infames, flores sem estames,

luta, ódio, morte, fuga. O que possível foi.

 

Nós que ficamos assistindo televisão,

cuidando das nossas carreiras,

mentindo a luta que não fizemos

em mesas de bares da vida,

agora, vemos surgir a pior das classes,

a dos que mentirosamente

tentam reescrever a história

como não a vivenciamos,

na esteira dos interesses espúrios,

nos míseros trinta dinheiros de nova traição.

 

Perdedores eternos, imorais, sem ética,

almas penadas do inferno, cães malditos!

Exibições: 53

Responder esta

Publicidade

© 2021   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço