Poesia
é brincar com palavras
como se brinca com bola,
papagaio
pião ...

Já vi que no portal existe interesse pelo debate sobre a Educação Pública. Vi a discussão em torno da polêmica que envolve o fracasso escolar e a tendência a responsabilizar os professores... alguém também pontuou a questão dos métodos, as pedagogias... Tem muito pano para as mangas essa discussão, mas para não espalhar muito, convido especialmente professores e professoras que trabalham com alfabetização (de crianças e adultos), que gostam de poesia e que têm experiência em tomar a poesia como fio condutor do processo de alfabetização e formação de leitores... será que é um bom tópico esse?
 

Exibições: 683

Responder esta

Respostas a este tópico

brincar com palavras,
este foi o convite que vc formulou nas palavras do josé paulo paes, não foi?
por que carminha, é tão difícil brincar com as palavras?
nos faltam emoções ou nos faltam palavras?
ou nos falta o quê mesmo?

são atribuídas a Kafka estas palavras:
Toda a educação assenta nestes dois princípios: primeiro repelir o assalto fogoso das crianças ignorantes à verdade e depois iniciar as crianças humilhadas na mentira, de modo insensível e progressivo.
sem palavras...
Gostei, Luzete...Movimento forte, apesar de todos os percalços, segue na luta. E o método de alfabetização deles aqui no ceará é nota 10.
e vc viu stella,
como eles aprendem o "soletramento"?
com a palavra L I B E R D A D E.

vamos aproveitar e chamar a Carminha?
Carminhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!

brincadeira, viu, stella, pq a carminha não para. só isto.não para...
a cabecinha? desse jeito lindo que vc tá conhecendo: um poço de encantamentos.
Luzete, relendo Rubem Alves(que amo!) encontrei isto dele- " Eu sou um educador. Um educador ama as crianças,mas não basta amar ,ele tem de ter vontade de ensinar o mundo às crianças. Primeiro, porque o mundo é divertido e as crianças ficarão alegres de aprender o mundo. segundo, porque é preciso aprender o mundo para a gente viver, para a gente fazer as coisas....O meu jeito de ensinar é contando historias. EU sou um contador de histórias"
sabe stella, o rubens alves... bom...não vou contar não, prá não bulir no teu encantamento... mas, é isto: um educador precisa saber conduzir os alunos aos encantamentos do saber... talvez, convencendo-se a si próprio primeiro...
Olha eu aquiiii, dona Luzete... na verdade eu fiz esse convite para brincar com as palavras instigada pela Solange, que consegue realizar, como poucas professoras que conheço, essa proeza de ensinar as crianças a tomarem gosto pela palavra, a aprenderem brincando com as palavras... ela tem acompanhado o nosso con-versar, como diz a Simone, mas está esperando o tempo dela de entrar na roda. E eu nem sempre consigo manter o ritmo, as vezes desacelero porque não consigo conciliar os tempos e as tarefas... ler e escrever nesse ritmo é maravilhoso mas também é dificil... mas mesmo quando não estou interagindo diretamente, eu estou pensando nessas trocas, elaborando, deixando as ideias amadurecerem até o tempo de voltarem a fluir.
um abraço
Carminha
entendo perfeitamente, carminha.
e como te conheço e sei do grande frevo que é a sua vida, venho aqui de vez em quando (eu e mais gente) sempre quando encontro algo que me inspira. enquanto isto mantemos a chama acesa.

a solange? aquela que, às vezes, ia me apanhar no ponto do ônibus prá me levar prá prefeitura? tinha um carro que quase falava...é esta? de voz de tom grave... é ela? se for, um beijo e será maravilhoso tê-la aqui, não?
É ela mesma, foi ela que inseriu o poema do José Paulo Paes e é ela que aparece la na minha lista com aquela cadelinha no colo. Vai ser muito bom quando ela resolver se soltar aqui, relatando a sua rica experiência de alfabetizar, ensinar a ler com poesia.
cheiro
Carminha
com a voz encantadora da Lecy, amo essa neguinha: é o samba de quem sonha bonito fazendo bonito.

RSS

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço