Porque somente Amaury Ribeiro Júnior chegou a verdade (e com provas)!

O repórter investigativo Amaury Ribeiro Júnior chega a notoriedade e todos podem se perguntar por que este jornalista um pouco desconhecido ao grande público chega a publicar um livro tão impactante, A Privataria Tucana?

Talvez a chave de tudo esteja num só parágrafo de uma entrevista do jornalista em que ele diz:

.

"-Então eu trabalhava no Globo naquela época e comecei a investigar. Retomei as investigações quando eu estava na IstoÉ e surgiu o caso do Banestado (suspeita de evasão de divisas para o exterior pelo Banco do Estado do Paraná). Na ocasião eu publiquei uma matéria e ele me processou. Pedi o direito de exceção da verdade e o juiz deu. Aí, muitos documentos que estavam na CPI do Banestado escondidos foram obrigados a serem entregues à minha defesa, o que facilitou o trabalho. "


Primeiro há o profissionalismo e a perseverança, durante dez anos de sua vida ele se debruça numa especialidade, o crime financeiro e continua apesar de todas as adversidades, segundo algo que não está sendo dado importância, ele pelo seu trabalho profissional, que lhe levou a um processo teve acesso a documentos que o judiciário mantém sobre sigilo, os documentos do Banestado, que segundo o mesmo jornalista lavaram mais de 33 bilhões.


Agora duas perguntas, uma para os colegas do Amaury e outra para o público em geral.


Primeira: Por que não adotar posturas profissionais como ele?

Segunda: Por que o judiciário que está com todas estas informações há mais de dez anos não processa ninguém? Será que estão esperando a prescrição dos crimes?


Exibições: 1099

Responder esta

Respostas a este tópico

Corrigir Português dos outros é falta de educaçao. E pior ainda quando quem corrige manifesta incapacidade de compreensao do que está dito. Ou alguém está falando Latim aqui? O que se gasta é latim mesmo, forma consagrada de se referir a palavras, linguagem, exatamente nesse tipo de contextos (nao gastar latim à toa).

Caro
GABRIEL,

A meu ver, o conceito de PIRATA
não é absoluto. Vamos a um só
exemplo. É justo que um CD de
um cantor popular seja vendido
a R$ 40,00 quando se sabe que
o custo dele passa de R$ 5,00?
Onde está a desonestidade:
em copiá-lo na Internet e
transformá-lo em CD ao custo
de R$ 1,00, ou menos (preço do
CD virgem), ou dar uma de
IDIOTA e pagar numa discoteca
R$ 40,00?
Não questiono, ou contesto, aqui
o lucro das discotecas, mas, sim,
a ganância imortal das gravadoras,
pois sabemos que para o cantor
não vai quase nada.
Mais um exemplo:
Antes da invasão dos produtos
chineses, um DVD PLAYER custava
R$ 1.800,00. Com a invasão deles
hoje são encontrados até a R$ 70,00.
Mais um caso:
O Home Theater antes dos produtos
chineses custavam R$ 3.800,00.
Foi o que pagou o "amigo de meu amigo"
por um SONY. Com a invasão dos
produtos chineses, este "amigo de
meu amigo" tem hoje em casa
quatro Home Theater.
Então, amigo, não fosse a
ganância do mundo capitalista
a China teria abastecido o
mundo (os pobres) com tamanho
conforto. Veja só: na casa
do "amigo de meu amigo" antes
havia um só computador.
Hoje há seis.

O honesto seria comprar em
certos HIPERMERCADOS da vida,
sobre quem certo dia um Secretário
da Fazenda de Minas
- Alexandre Dupeyrat - Governador
Itamar Franco, disse que um certo
hipermercado de Belo Horizonte
(na época só existia um, o
Extra) de um total de 20
caixas, 18 sonegavam.
Em poucos dias DUPEYRAT
estava demitido.
E agora, Gabriel, me diga
o honesto é compra no
EXTRA ou num "shopping"
popular?

Veja um tópico que acabo
de abrir no Portal.

Abraço,

Marco Antônio
CORRIJO:

1)
a R$ 40,00 quando se sabe que
o custo dele não passa
de R$ 5,00?

2)
" ... mas, sim,
a ganância IMORAL das gravadoras, ..."

3)

O Home Theater antes dos produtos
chineses CUSTAVA R$ 3.800,00.

4)
Então, GABRIEL, foi com a
ganância do mundo capitalista
é que a China veio abastecer o
mundo (os pobres) com tamanho
conforto.

5)
O honesto, então, seria comprar em
certos HIPERMERCADOS da vida,
sobre os quais certo dia um Secretário
da Fazenda de Minas
- Alexandre Dupeyrat - Governador
Itamar Franco, disse que em
Belo Horizonte
(na época só existia um, o
Extra) de um total de 20
caixas, 18 sonegavam.
Em poucos dias DUPEYRAT
estava demitido.
E agora, Gabriel, me diga:
o honesto é comprar no
EXTRA ou num "shopping"
popular?

NOTA:
Acabo de abrir um tópico
sobre o assunto:
"BASTIDORES DA POLÍTICA DE MINAS",
Governo Itamar Franco.

Prezado Marco

Concordo plenamente com voce no que diz respeito a safadeza dos empresários em geral, principalmente os grandes supermercadistas.

Aqui no Brasil basta sairmos as ruas para sermos levados a desonestidade, a própria legislação do pais praticamente nos "obriga" a tal.

É praticamente impossível seguir tudo à risca, nem mesmo a legislação de trânsito.

 

 

Gabriel, enquanto você raciocinar com categorias como "safadeza" nao vai entender nada dos processos que levam a essas situaçoes. Nao é uma questao de "moral pessoal". 

CRISTOVAM,

Bravo!
Convenceu sem Retórica
e reduziu sem porfia.

Marco Nogueira

Varios Deputados Federais que tentaram derrubar o DR Protogenes na CPI DA SATIAGRAHA, assinaram a CPI DA PRIVATARIA....eles vao querer pizza nesta tambem, temos que nos organizar e fazer barulho, pois eles vao defender os TUCANOS e a si proprio, pois tem muita gente grauda no ninho???? Temos que apoiar a Ministra Eliana Calmon, ela levantou as togas dos juizes e juizas corruptos e bandidos e eles tinham muito dinheiro debaixo delas, mais muito mesmos(foram presentes do PAPAI NOEL TUCANO PRIVATIZADOR). Temos mandar email para ela, dizendo que estamos com ela para o que der e vier???? Já que os Juizes e Desembargadores que ainda nao foi contaminado pela corrupçao estao devagar? Não podemos esquecer um dia sequer....dos Tucanos privatizadores e dos Bandidos de Toga. A casa do Ricardo Teixeira e do Joao Havelange tá caindo na  na Justiça da Suiça/Inglaterra, como é privatizaçao a la tucana, vai envolver varias emissoras de TV, politicos tucanos e quem sabe mais alguns bandidos de toga brasileiro, e lá fora  os JUIZES sao de verdades,  nao dao HCs  que nem chuchu e nem pega pau!!! lá é CADEIA. Que diga o Maluf???    

Pleno acordo, Claudio!

Oi Franklin, vou dar uma sumidinha(viajar, quando possivel estarei nos bloks sujos.)....mas, creio que vi em alguns dos blogs, a copia do processo contra a Veronica Serra/Dantas, como tenho conta no Banco do Brasil, vou verificar com o  meu advogado se o meu sigilo foi quebrado, apesar de correr em segredo de justiça(o que nao concordo, pois fomos roubados em nossos direitos, e deveriamos ser avisados no minimo pelo Banco do Brasil, o qual tambem deve ser processado),  se foi, vou processa-la tambem, assim como os 60 milhoes de brasileiros devem fazer, pois eles estao com os bolsos cheios de dinheiro roubado dos cofres publicos. Temos que integrar de corpo e alma esta guerra que já começou, pelos guerreiros AMAURY e a ELIANA CALMON!!! Vamos camaradas, nao somos ovelhas e nem carneiro, lutar sempre e sempre!!!

Ah! Claudio, também recebo meus proventos no Banco do Brasil que todo mes me rouba 14,00 por um tal pacote que não recebo, mas, quisera eu ter o meu sigilo quebrado pelos bandidos togados do Brasil, só assim, tenho certeza absolutíssima que eles iriam sentir tanta dó de mim, que, quem sabe, depositariam em minha conta uns trocados como caridade. Aleluia!

Ariston,

Não quero desmerece-lo, pois sei que fostes um servidor impoluto e que tratou com probidade os bens público - queiramos que todos o tivesse como modelo. Mas o banco do brasil não é uma empresa estatal? Uma empresa "pública"? Ou apenas uma empresa administrada pelo governo? Será que é correto estas afirmações? Pense nisto.

Aproveito o ensejo para lhe desejar felicidades, paz e prosperidade em 2012.

Falou...

Mas Rogério,

No meu entender e pelo histórico do rapaz (escritor) as estorias contadas não passam de "calendas gregas" até porque "empresa pública" é piada né não?

E, falando sério, a transferência administrativa do governo para iniciativa privada foi ótimo para o país, Lula que o diga.

Falou...

RSS

Publicidade

© 2021   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço