Samba de raiz, da folha, do caule, do fruto, da árvore toda.

Postado originalmente no: http://klaxonsbc.wordpress.com/2009/06/28/samba-de-raiz-da-folha-do...

O samba nasceu nas misturas do danças e cantos de africanos e seus descendentes, não se sabe no Recôncavo Baiano ou no Rio de Janeiro. Se assim foi, teve vários pais, mães e origens. Sua beleza ritmica e os lamentos forjaram uma música robusta e que permaneceu. Mas samba é coisa de povo, e sendo coisa do povo, sofreu rejeição e preconceito. Os sambistas foram perseguidos pela polícia e ele era considerado nas boas casas de família como música fuleira. Mas isso era nos primórdios, agora na nossa democracia racial, as classes se uniram e todo mundo samba junto e contente? Não é bem assim.

"Os bem pensantes" para se diferenciar da "caterva popularesca", criaram o termo "samba de raiz", e assim consagrou-se o estilo do samba de gente fina. Vira e mexe a gente flagra alguém falando assim: "Eu gosto de samba, mas tem que ser samba de raiz!". Que raio de samba de raiz é esse? O termo em si é ate usado, em certos momentos, com boa fé. Mas as intenções nem sempre são claras.

Existem algumas "teorias" a respeito: para uns é o samba que tem uma poética diferente, um samba puro, sem misturas, que não foi "infectado" pelas promiscuidades comerciais da industria cultural. Para outros é o samba praticado nos anos 20, 30, 40, 50, 60, 70, 80, 90, 00 e que mantém "as características" de um samba feito sei lá em que década, mas é de raiz. E também tem aqueles que acham que samba de raiz são aqueles regravados por exemplo pela...Marisa Monte. Vai entender. Não pode ser só samba tem que ser samba de gente inteligente. A quem serve essa distinção?

Para mim samba é samba e tem a elegância dos impuros, os bambas sempre misturaram tudo ao samba, tudo que puderam, Geraldo Pereira (o avô musical de Jorge Ben) sincopou o samba e levou-o para um rumo diferente, Noel era branco e foi fazer samba, qual era a raiz de Noel? E se os instrumentistas dos trios de bossa nova não tivessem misturado o samba ao jazz e ficassem procurando a raiz, saíria alguma coisa?

O Jorge Ben é um exemplo, é sambista, mas não purista, swingou à sua maneira e reinventou o samba no início dos anos 60. Jorge Ben consagrou o samba balançado e esse deu origem às formas mais comerciais do samba pop contemporâneo. Você pode não gostar, mas é samba. Muitos desses sambistas que os consumidores puros e sofisticados do samba odeiam, são filhos dessa corrente chamada samba rock que gerou variações mais comerciais.

E o samba nunca deixou de ser samba.

Samba amaxixado, samba-canção, partido alto, pagode, samba rock, gafieira, samba de terreiro, samba-jazz, samba-rap, samba-reggae, separados ou misturados são os estilos do samba. E o samba segue impuro, se fosse depender de pureza o samba nem nascia, e essa é sua verdade. Mas muitos querem o samba de raiz. Para quê? Para mim o samba, é a raiz, o caule, a flor, o fruto, o samba é a árvore toda.

Exibições: 1781

Responder esta

Respostas a este tópico

colocando o dedo na raiz do problema...
mas... mas... mas... eu gosto mais do samba de raiz, ricardo. e agora?
mas compreendi perfeitamente seu raciocínio, mas é que tem tanta meleca pelaí que dá até desgosto... vc não acha, não?
Lu boa noite,

eu não entrei na questão de gosto e nem acho que a pessoa não possa gostar ou usar o termo "samba de raiz", eu só não entendo o que isso significa.

bjs
a mesma diferença entre o forró "pé de serra" (sanfona, triângulo e zabumba) com aquelas bandas tipo, cujo mal gosto já começa pelo nome: calcinha preta, calcinha azul, e por aí vai...

entre um zeca pagodinho que, afinal, não revoluiona nada, mas bota uma roupa nova, de bom gosto, no velho e as milhares de bandas que confundem música com aeromodelismo.

acho que não convenci você...
nao...rs
eu entendo o que você diz Lu, apenas penso que essas "distinções" são basedas, de um modo geral, em preconceitos.
e algumas em conceitos...
e aí? empatamos?
se não, a gente disputa no palitinho, certo?

mas, deixa eu reafirmar: achei teu texto ótimo e pense que, de um modo geral,
alguns quando falam em raíz, podem estar pensando na ... síntese, digamos...
hehehehehe,

você é a verdadeira síntese da cordialidade, de fato, mas eu quero a "sintese toda".
Ricardo, permita-me cantar agora um samba de raiz, caule, galho e árvore todaaaaaaa,

Conselho
Almir Guineto
Composição: Adilson Bispo / Zé Roberto

Deixe de lado esse baixo astral
Erga a cabeça enfrente o mal
Que agindo assim será vital para o seu coração
É que em cada experiência se aprende uma lição
Eu já sofri por amar assim
Me dediquei mas foi tudo em vão

Pra que se lamentar
Se em sua vida pode encontrar
Quem te ame com toda força e ardor
Assim sucumbirá a dor (tem que lutar)

Tem que lutar
Não se abater
Só se entregar
A quem te merecer
Não estou dando nem vendendo
Como o ditado diz
O meu conselho é pra te ver feliz
Oi Lena,

o samba esta dentro de uma tradição bem grande e bonita de lutas de afirmação e construção de nossos valores e autoestima, como diz o Guineto sem baixo astral algum, apenas pela diversidade.

abração
Agora vai viu. Brigadão Nina e sua "síntese toda". com retratinho e tudo. agora Ricardo, é só dançar...

" target="_blank">
outra síntese toda em dose dupla
" target="_blank">
e olha só o instrumental todo... aqui um olhar mais lá prá trás

RSS

Publicidade

© 2022   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço