Segunda Guerra Mundial

A Batalha de Moscou

 

Artilharia alemã fazendo fogo contra posições russas

Artilharia alemã fazendo fogo contra posições russas

 

Reproduzo hoje texto da enciclopédia Grolier sobre uma das mais importantes e emblemáticas batalhas da Segunda Guerra Mundial. As tropas da Alemanha nazista chegam até o coração da Rússia, mas não resistem à bravura e a espírito de luta do povo soviético.

Outubro de 1941. A Wehrmacht penetrou profundamente no Rússia, vencendo a encarniçada resistência dos exércitos soviéticos. Na sangrenta batalha de Kiev, mais de 600 000 soldados russos caíram prisioneiros. Porém, apesar das repetidas vitórias, os alemães não conseguiram alcançar seu objetivo. O exército russo permanece de pé e continua lutando obstinadamente.

É necessário, portanto, realizar uma última e demolidora investida. Hitler acaba compreendendo isso e permite finalmente a seus generais que lancem o ataque decisivo contra Moscou. A operação, batizada com o nome chave de ”Tufão”, deverá ter início a 2 de outubro e seu objetivo será o aniquilamento das 100 divisões soviéticas que se acham entrincheiradas diante da capital.

Sem dar descanso às extenuadas tropas, as diferentes unidades do Grupo de Exércitos Centro, do Marechal von Bock, completam aceleradamente sua concentração nas posições de assalto. O Grupamento Panzer II, do General Guderian, deve percorrer, a marchas forçadas, mais de 300 km, depois de terminar com os sangrentos combates de Kiev a fim de incorporar-se ao resto da força de ataque. Guderian perdeu, desde o início da invasão da Rússia, mais de 50 % de seus tanques. No entanto, para iniciar a nova ofensiva, recebe como reforço somente 50 blindados.


Continue lendo no link:

http://www.comunistas.spruz.com/pt/Segunda-Guerra-Mundial--A-Batalh...

Exibições: 136

Responder esta

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço