Hoje, em conversa com meu opulento e direitista amigo Norberto, tive que citar dois brilhantes sábios, um russo e um indiano: o grande médico, detentor do Nobel, fisiologista emérito, Ivan Petrovich Pavlov e o indiano Jiddu Krishnamurti, grande filósofo. Interessante! Todo russo que

se chama Ivan, é também Petrovich e todo Pieter ou Piotr, é também Ivanovich. Epa! Pera aí! Estou divagando... não é disso que quero falar não. Virge! Hoje eu estou disperso mesmo. Acabei colocando duas negativas na mesma frase.

           Voltando ao assunto: estávamos eu e meu amigo Norberto (rico e tremendo direitaço) conversando sobre a atual briga dos bispos neo-pentecostais. Comentávamos principalmente os nomes das igrejas: Universal, Mundial, Continental, Internacional. Nenhuma delas pretende ser regional. O negócio é para todo o planeta. Falávamos também do uso constantes de altissonantes aforismos, mas que ninguém sabe o que significa. Mundial do poder de Deus. Fogueira santa de Israel. Labaredas do fogo eterno. Vitória em Cristo. (eu nem sabia que o Jesus disputava algo).

           O papo ia bem, sem discussões e desentedimentos, parecendo até que finalmente estávamos do mesmo lado, mas eis porém, senão, quando, a coisa engrossou. O Norberto resolveu, (outra vez)

questionar o meu ateísmo. Eu canso de dizer que não converso tais assuntos, que minhas ações, meus pensamentos e crenças são de minha única e exclusiva responsabilidade, mas não adianta, ele sempre tem que questionar. Foi aí, devido ao enjoamento dele, que tive que citar os sábios, Pavlov e Krishnamurti, os dois papas do condicionamento humano, para fazê-lo entender que a frase que proferi,  durante a conversa, era fruto de condicionamentos gerados pelo meio em que vivi desde a infância. Não houve um raciocínio prévio em minha mente, durante a construção instantânea da locução: “graças a Deus eu sou ateu e se Deus quizer, ninguém vai me convencer do contrário!”

Exibições: 1544

Responder esta

Respostas a este tópico

Boa, Gilberto! 

Mas você vai usar o chapéu da doutrina? Aí prefiro o Menino Maluquinho...

Gunter,

É só para aplacar as mentes...

PS: Você nem ligou p'ro carro que eu arranjei? Deu o maior trabalho, está fora de linha!

Claro que eu gostei, muito obrigado. Respondi antes desse PS! (7 minutos antes...)

he,he,he...falhas da web...

Estava cá pensando agora. Já não era tempo da União Europeia ressucitar o Latim, como no fim da Idade Média/Renascimento? Ou serem mais objetivos, como a ONU (documentos apenas em inglês/francês/espanhol/árabe/russo/chinês) Em algum canto dessa "carta de condução" do gato deve estar escrito em esloveno, luxemburguês, maltês, estoniano, irlandês...

Mudando de assunto : alguém acha que a Escócia se separará do Reino Unido em 2014?

Boa essa Gilberto, mas infelizmente, por motivos fisio-metabólicos tenho que me manter longe do "monstro do espahuete voador"

Euripides,

Mas pode adotar só espiritu simbólicamente a idéia!

respondendo aqui pro Antonio

me pedindo pra explicar este Mistério..

usando claro, né

meus argumentos teológicos..

sabe, Antonio,

quanto mais eu estudo.. mais complicado a coisa fica..

 e a religião.. vai cada vez mais pros  ralos da vida..

uma coisa eu sei..

o Incognocível.. não se explica..

ou crer ou não...

por isso, prefiro lutar pela vida..

por isto aqui...este momento..

Gostei Stella!

Eu estou portanto, resguardado pelo silêncio do incognocível... 

Eurípedes

Muito interessante este tópico, também passo por situações equivalentes quando tenho a infeliz idéia de não ser hipócrita.

Outro fato é que apesar não crer tenho esperança e até gostaria muito que fosse verdade.

Nem tanto por mim, mas por muitos que torço para que o "altíssimo" lhes envie um raio que os parta. Ou então para outros tantos que tenham vida longa para executarem o bem.

Há também que se ressaltar o fato da fé ajudar muitos a se recuperarem de doenças e outras fatalidades. 

RSS

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço