Pensamento gerado à partir deste post no Blog do Nassif

Políticos, Política...

Consciente e Inconscientemente, às pessoas ao longo do tempo, em especial nos últimos 2.500 anos teem proposto e experimentado várias fórmulas d governo ou organização social; Cratocracia (p/os mais cínicos esta seria na verdade a única forma d governo q tivemos até hj, sendo todas as outras derivados ou variantes), Aristocracia, Plutocracia, Oligarquia, Autocracia, Teocracia, Etnocracia, Nepotismo, Cronismo, Cleptocracia, Criptocracia, Critocracia, Criptarquia, Feudalismo, Democracia, Fascismo, Socialismo, Meritocracia, Demarquia, Anarquia etc etc etc.

O problema é q, conscientemente apenas alguns líderes tem encarado esses sistemas políticos (dos quais sistemas econômicos como o Capitalismo tem se integrado em maior ou menor grau) pelo q d fato são : Experimentos, Ferramentas a serem utilizadas e, eventualmente no meio do caminho sofrerem ajustes (à ponto d a longo prazo poderem vir a se tornar irreconhecíveis em relação ao ponto d partida original) OU serem simplesmente descartados, trocados. Mas mesmos esses pouco líderes políticos, religiosos não teem conseguido descolar sua imagem do sistema adotado em si, no máximo conseguindo manipular ou induzir a maioria.

Uma maioria significativa realmente se deixa dominar pelas memes (pacotes "vivos" d energia?) à ponto d deixar d encará-las como meios/servas/ferramentas, enxergando-as como fins em si/senhoras, matando e morrendo pelas mesmas. Assim, as eventuais trocas cíclicas d um sistema p/outro ocorridas ao longo da historia tem sido feitas até o presente momento d maneira passional, traumática e recorrente ao invés d suave, gradual e adaptativa, tendo a maioria dos seres humanos mais servido à estes sistemas e as minorias q os administram do q sendo servida por estes; interagindo assim d forma majoritariamente passiva.

À tendência individual d se deixar dominar por uma idéia soma-se a tendência coletiva natural do comportamento d manada ou colméia, avesso à inovações, do q se aproveita a minoria manipuladora q se encastela a cada mudança d sistema. Deste modo, o mal estar em relação às limitações do sistema Democrático, tornado célebre pela frase d W.Churchill, em determinados momentos se torna ou é levado à se tornar recorrência d velhos sistemas autoritários repaginados, o q entre outras causas tem acarretado a alternância violenta d ciclos liberais e autoritários.

Alguns sistemas como a teocracia, a etnocracia, o nepotismo, o cronismo, a criptocracia e mesmo a meritocracia, por sua própria natureza mtas vezes não apenas prescindem da tomada do poder político oficial p/ agir eficientemente, como hipócritamente seus membros, por vezes alegam total independência em relação ao mesmo (o q, por sua vez é uma das táticas naturais destes sistemas p/sobrevivência à longo prazo).

O desconhecimento da história por parte da maioria das populações, em relação às motivações político-econômicas disparadoras dos acontecimentos, bem como da evolução do controle e programação mental exercidos pelos grupos dominantes ao longo da história somado tanto à prática d como esse controle é exercido no adestramento da maioria via Escola, Religiões oficiais e Entretenimento, como (somado) a certas tendências naturais descritas por Maquiavel, q d palhaço, no mal sentido, não tinha nda; faz c/q qq mudança q beneficie a maioria dos seres humanos em geral em detrimento das memes e da minoria manipuladora tenda à ser postergarda pela força ou pelo convencimento ad nauseam até q a minoria dominante tenha se adaptado às novas idéias se e qdo a utilização das mesmas se tornar imprescindível (e no caso da mesma não ter se identificado radical e indissoluvelmente c/o sistema q está sendo trocado, abandonado), vendendo-a(s) então como solução(ões) p/o(s) problema(s) do(s) qual(is) esta mesma minoria se beneficiou.

"O problema é que todo mundo quer se divertir, ninguém quer ficar tomando conto du lojinha" Frank Zappa

Exibições: 688

Responder esta

Respostas a este tópico

É um ponto que eu sempre destaco, num estado organizado e sob o império da Lei, três sistemas relevantes ditam todas as alternativas.
Sistema Político.
Sistema Econômico.
Formas de Governo.

Os três geram os eixos ortogonais que limitam e delimitam os oito espaços possíveis de manifestação. O ser humano dentro do Estado fica contingenciado em suas manifestações por estas idéias forças.

O mais é poesia.

RSS

Publicidade

© 2022   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço