Se acontecer algum problema com dilma, durante seu mandato, quem assume?

 

é só uma teoria?

 

ela tem base política suficiente para aguentar um problema tipod José Dirceu?

 

o que vc acha?

 

 

e ai o PMDB NO PODER.

Exibições: 57

Responder esta

Respostas a este tópico

Fui!
Essa bobagem, é a cara dos derrotados!
Dá pena de ver essa turma indo ao fundo doa baú, na tentativa de um terceiro turno.
Nao dá para perder tempo com isso, já perdendo!
Quaquá!

Álvaro Barros escreveu 5 linhas e levou uma paulada do Paulo nada angélico.
Ânimos acirrados, nativos inquietos e palanques (ainda) armados. Tá bom demais, né?
Problema de desenvolvimento, Dr. Barros, zezita foi em vossa página. Há que advogar. Por exemplo se V. Excia. considera temerário tanto um Temer quanto um Índio da Costa, se está contrário a alianças ou ao atual sistema eleitoral, se preferia a vitória de outro, da Marina ou do Plínio, ou não acredita na representatividade das eleições democráticas formais, ou se enxerga Zé Dirceu como entidade malévola que desvirtuou a pureza do partido (zezita, por exemplo, acha que Zé Dirceu fez limpeza de terreno. Rolo compressor contra rolo compressor; caiu, aparelhisticamente falando, e segurou a onda, mudo, quieto, calado, como deve ser). Assuntos internos, nada de merda no ventilador.

São conversas de história contemporaniíssima e merecem uma troca de idéias. Só começaste de forma um pouco enigmática, doutor, como em Marienbad. Zezita espera que desenvolva, em prol da pluralidade. Nada de tirar o time, né?

Abraço.
que o álvaro te responda logo, porque... e... se... ele... assim... duma... hora... prá... outra... se encanta? ficarás no desejo, zezita!

então, álvaro, se apresse... o tempo urge!
O batismo de fogo, prezada professora.
A mão do Senhor tem dedos pra todo mundo, quiqui.
Dr. Barros vive em Natal, cercanias de Jenipabú, e zezita não desprezaria a idéia de um week-end nas dunas e sob um luar paradisíaco e afrodisíaco, ulalá...

E não se meta, entendeu? Floripa tá bom demais... Quanto tá hoje? 2 abaixo de zero?
Quá!
Floripa é um lugar lindo, mais a teoria esta ai..... quem quiser acreditar. E a todos faço o convite de conhecer um lugar lindo com belas praias. 38 graus.rs
que comentário atraente, entretanto, que a teoria fez vc e seus amigos pensarem sobre um possível circo no futuro, isso aconteceu, e é isso que eu quero.
Para que no futuro a teoria não seja dita como uma mera loucura.
Temerário essa foi boa, qual alternativa tinhamos? nenhuma.
Mais cuidado com o PMDB, é só isso.
Derrota vc ainda acredita que estamos em um País plenamnete democrático, desculpe mais estamos caminhando a passos lentos, lembre do que aconteceu com o delgado protogenes, isso é democracia?
O estilo segue um tanto hermético, prezado Álvaro, mas dá pra deduzir umas coisas. A teoria que pode predizer o futuro como um circo (sob Temer, certo?); e "qual alternativa tínhamos?", o que é revelador, parece (volta pra pedir desculpas, Paulo Angelus!!!).

Sobre o tal risco, bom, tudo leva a crer que Madame Rousseff tá dando e vendendo saude, depois de aguentar o tranco de dois turnos no mínimo estressantes. Que Deus a conserve e mantenha, amém. Tivemos Sarney e Itamar, né? Quem diria que Zé Sarney seria presidente da república? Capaz de nem ele mesmo. E o povão segurando tudo, até imprensa e políticos partidários (que Nunes colega aqui acha tudo uma cambada de vermes), porque qualquer coisa é melhor que botinudo de capacete mandando e desmandando, essa pelo menos a sociedade civil aprendeu. O pau quebra por fora, mas milicos fora do Alvorada, dos ministérios civis, principalmente da educação e da cultura.

Democracia plena, perfeita? Zouzou não conhece nenhuma. Todos com armários abarrotados de cadáveres, vítimas de chacinas, genocídios, limpezas étnicas, matança de infiéis, inquisições católicas, calvinistas, sionistas, islâmicas. Morte aos infiéis é o mote das democracias, seja infiel ao deus divindade ou ao deus capital ou ao deus mercado. Viver e viver politicamente foi e é sempre um risco, doutor, e por isso se produzem debates, dissidências, lutas, desentendimentos apaixonados, e ao mesmo tempo, música, literatura, artes plásticas, poesia.

Como disse com toda a autoridade o amigo Celso Lungaretti, aceitamos todos os perigos e peitamos todo mundo, só não aceitamos mais donas Solanges.

Falô, Nunes, que entrou como Pilatos no credo, quaquá!

RSS

Publicidade

© 2022   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço