Quase todo mundo gosta de cinema. Pra mim é uma arte "ecumênica". Pode misturar música, teatro, artes plásticas, literatura, fotografia... Um filme pode ser instrutivo, revelador ou meramente distração. Vamos lembrar dos filmes que mais gostamos?

 

Na medida do possível coloco pequenas fichas de meus filmes favoritos. Sem ordem de preferência, sem distinção do gênero. Junto com as dicas de vocês vão servir como base para uma votação do tipo "Os 100 filmes do PLN". A pensar como organizar isso...

 

Muita gente cadastrada no portal não tem o costume de acessar o "Fórum". Que tal convidar os amigos para a conversa? Em "Caixa de entrada" você encontrará a guia "+ Escrever". Aí é só escolher aqueles que você acha que podem se interessar pelo papo e informar o link permanente do tópico:

 

http://www.luisnassif.com/forum/topics/um-filme-por-dia

 

(Pode ser bom avisar: se alguém está recebendo emails demais, em função de comentar no tópico, basta desabilitar o recebimento de avisos de novos comentários, o que é feito por link no rodapé da página.)

 

Alguns blogs ou portais sobre cinema:

http://www.adorocinema.com/

http://melhoresfilmes.com.br/

http://www.interfilmes.com/

http://www.webcine.com.br/

http://blitznocinema.diariodamanha.com/

http://cinema.cineclick.uol.com.br/

http://www.filmesdecinema.com.br/

http://www.telefilme.net/

http://www.cineplayers.com/index.php

http://www.cinereporter.com.br/

 

Dica de Maria S. Magnoni:

http://lisandronogueira.blogspot.com/

 

Dicas de Cláudia Stefani:

http://blogs.estadao.com.br/luiz-carlos-merten/

http://blogs.estadao.com.br/luiz-zanin/

 

Exibições: 3192

Responder esta

Respostas a este tópico

Tinha um vizinho que tinha essa mania, pois logo que eu filme entrava em cartaz ele corria para o cinema, e sempre era um dos primeiros a assistir, mas só para contar para todo mundo o final do filme, e fazia isso em toda parte parando as pessoas na rua, na praia, no supermercado, nas filas como a do banco, que época tinha muita fila, enfim em toda a parte, e tanto para desconhecidos, como para conhecidos, não digo nem amigos, porque sendo assim fica meio difícil fazer amigos, e se não bastasse era tremendo fofoqueiro, falando da vida de todos para todos. E não adiantava reclamar ou ameaçar que o dito cujo contava o filme todinho, inclusive voltava para assistir o filme ou peça (também) apenas para entrar na fila e contar a estória toda, e mesmo tendo levado umas porradas na fila do Madureira, não parou. Graças a Deus se mudou para Brasília, e nunca mais voltou, um chato.
Fernando , que chato mesmo.
acho que nem os politicos de Brasília o merecem... rrsr
É, mas ele foi para lá justamente para ser o assessor de um deputado, não lembro o nome do parlamentar, que não era muito conhecido, tanto que nem foi reeleito, mas não sei como ele conseguiu o mesmo cargo em outras assessorias parlamentares, segundo um amigo sempre há um deputado interessado nos seus serviços, mas eu nunca o vi fazendo campanha, e não sei bem o que ele faz, mas seja lá o que for funciona. A mulher dele também tem cargo, mas seria no Senado, e não sei se ela se formou, mas aqui só vivia entrando e saindo da Igreja, fez o secundário comigo, contudo parou no primeiro ano. E os irmãos dela, dois, são milicianos cheios de mortes nas costas, detalhe: "milicianos fardados", e o MP não conseguiu provas contra os mesmos, portanto continuam na PM, passando o dia varrendo o quartel, porém à noite são o terror daqui da zona oeste, mas desculpe eu sair do assunto, pensei até em deletar o comentário, entretanto vai assim mesmo, pois não dizem que a arte imita a vida, ou será o contrário?
Fernando, essa lista é muito interessante, mas não achei alguns tão surpreendentes não...

"O sexto sentido" não deve ser surpreendente para espíritas. "Planeta dos macacos" dava para ser entendido assim desde o início, mesmo que a Nova Iorque soterrada só apareça no final. Dart Vader ser pai do herói não seria quase uma situação "clássica"?

Não tenho exata noção da minha sensação com "Seven". Achei esse filme absolutamente HORRÍVEL. Como estava no cinema me levantei no meio da sessão, fui para a sala de espera e fiquei vendo algumas cenas pela cortina entreaberta (enquanto esperava minha turma acabar de se entreter com esse roteiro PAVOROSO.) Lembro alguma coisa do vilão haver matado (ou tentado matar) a esposa do Brad Pitt e haver despertado nele o pecado que faltava, o da Ira.

Pelo sucesso do filme eu devo ter sido a única pessoa que não gostou...
Desculpe mas se vc não é o único, então é o único que eu conheço que não gostou. E como eu não sou espírita fiquei surpreso com o final do Sexto Sentido, pois o filme foi muito bem feito, e não dava mesmo para perceber que o personagem do Bruce Willis estava morto, e era mais um no meio daqueles espíritos que só o garoto via, até pelo fato de ter assumido o papel de terapeuta do garoto, e dele mesmo ainda não saber que estava morto. Contudo se vc ao assistir estes filmes, descobriu o final antes de acabar, meus parabéns, ou não, porque eu não queria ter este dom.
Grande abraço e mais uma vez obrigado pela idéia deste tópico.
Fernando,eu tb gostei do filme sexto sentido,pois o achei bem inovadoe ,assim como The Others.
Seven ,bem,não é todo mundo que aprecia este gênero,mas gostei tb.

Abração
Pois é, para queimar a minha língua a minha namora leu os comentários, e concordou com o Gunter sobre o filme. Quanto ao Sexto Sentido também me surpreendeu positivamente o Bruce Willis.
Cada um na sua.
Se todos gostassem do verde ,o que seria do arco íris?
Oioi Fernando, não mereço os parabéns não, porque eu não suspeitava quanto ao Dart Vader. Apenas não fiquei surpreso.

No Sexto Sentido é a mesma coisa, pelo filme todo Bruce Willis parece vivo e eu não percebia nada, mas não acho o final surpreendente porque aceito como normal que espíritos recém-desencarnados demorem a aceitar a situação. Esse recurso foi usado mais de uma vez no cinema americano recente (há muitos espiritualistas nos EEUU), só não lembro dos títulos (um desses filmes, excepcional, foi até neste ano, mas minha memória deu branco.) Acho que esse recurso narrativo foi usado na série Lost também (que eu nunca quis ver.)

Não tem um pouco de forma de assistir envolvida? Você não quer saber o final, mas eu também. Eu fico só vendo, não tento imaginar o final. Talvez isso me faça tender a aceitar qualquer desfecho.

Eu não assisto normalmente filmes de suspense. Mas às vezes não sei de antemão que são de arrepiar e caio em armadilhas... Lembro de um filme que me surpreendeu tanto que fiquei sem dormir após vê-lo. Trata-se de "Encontro Marcado em Veneza". Eu devia ter desconfiado, pois tinha o Christopher Walken no elenco... Os últimos 15 minutos foram se tornando tão crescentemente aflitivos que nunca recomendei pra ninguém, mas fica aqui, agora, a dica para pessoas de coração forte.

Simpatizei com sua namorada, mesmo sem saber o nome dela rsrs
seven eu gostei, mas é punk.
prefiro outro tipo - suspense sem tanta violência.

mas, puxando a sardinha pro meu lado, alguém viu o belíssimo shine?
uma aula de psiquiatria, o idiota do psiquiatra separando o paciente da................
cura....
maravilhoso...
Caboclita, vai esta cena maravilhosa

" target="_blank">
Cabocla ,é maravilhoso .

RSS

Publicidade

© 2022   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço