A arte, que focaliza as imagens sexuais remonta a mais de vinte mil anos ,ao período paleolítico. Um dos temas recorrentes nessa arte é a condição de sagrado do corpo feminino
O interesse de nossos ancestrais pelo nascimento,explica as frequentes representações de vagina e pênis nas cavernas. Como é evidente as representações, a partir dos vários pares de animais fêmeas e machos .

Ao contrário de nós, essas pessoas talvez não vissem a fêmea e o macho tão em confrontação.
Para nossos ancestrais pré históricos que consideravam o sexo parte integrante da ordem cósmica,e para quem o corpo da fêmea não era fonte de mal lascivo e sim um atributo da própria mãe natureza, assim para eles compartilhar os prazeres do sexo , não teria sido pecaminoso e sim uma maneira de se aproximar do prazer.
Reforçando as conclusões de que a maneira como nossos ancestrais imaginavam o que consideravam sagrado e nossa maneira, são bem diferentes; nem a imaginação mais fértil consegue comparar as imagens e os ritos antigos da união sexual com os ´´rituais´´que temos notícias hodiernamente
Talvez,não estejamos conscientes disso, mas todas(os) fomos influenciadas(os) na nossa maneira de pensar no sexo pelo que nos foi ensinado acerca de nossas origens sexuais.

Tomemos o exemplo da caricatura popular do homem da caverna puxando um bastão e arrastando uma mulher pelo cabelo.O que não passa de um jargão.
Na arte paleolítica não há cenas de tortura, tampouco há cenas de morte de mulheres e crianças associadas ao sexo.
Acredita-se que as imagens sexuais dessa arte, refletiam uma visão da vida quotidiana e da religião, que ao contrário de nossas imagens religiosas,elas celebravam o prazer, ao invés da dor.
Em outras palavras; os ritos pré históricos eram expressões de gratidão pelas dádivas do amor e prazer, particularmente pelo mais intenso dos prazeres; o prazer do sexo.

Exemplifico aqui a placa mesopotâmica de terracota chamada ´´Amantes Abraçados na Cama´´ .
Já foi discutido a natureza erótica da arte paleolítica como obscena.Intrigante.

Fazia necessário, pensar como nossos ancestrais achariam de nossas imagens de dor e morte, para pessoas que viam o sexo como um ato sacramental de prazer.
Obscenas! Não civilizados! Para pessoas que viam o sexo como fonte de comunhão e prazer nossas imagens de humilhação, degradação ,mortes em nome do prazer sexual,seriam totalmente insanas.

Teriam se perguntados, como tantos de nós fazemos hoje, como essas noções perversas teriam se estabelecido?

Questão que perseguiremos ao longo de nossa existência.

( Stella Maris )

Exibições: 278

Respostas a este tópico

Stella e amigos, quando vc levantou este interessante tópico de discussão sobre a Arte Primitiva, surge a descoberta do que deve ser a mais antiga pintura feita pelo Homem nas Américas, e aqui no Brasil!

Um grupo de arqueólogos da UPS encontrou a pintura rupestre na Pedra da Lapa do Santo, a 60 km de Belo Horizonte, na já bastante explorada região de Lagoa Santa. 

Antes que alguém diga que este espaço não se destina a História e Arqueologia, quero afirmar que estamos falando de um artista ancestral, alguém que há cerca de 10 mil anos atrás registrou sua figuração de um ser humano, utilizando algum tipo de tinta, com propósitos artísticos. Ou seja: tem tudo a ver!

O estudo sobre este achado foi publicado pelos cientistas da USP na revista PLoS One, em cujo sítio encontrei informações técnicas que não traduzi e nem caberia reproduzir aqui na íntegra. Vejam dois pequenos trechos:

Methodology/Principal Findings

Here we report a pecked anthropomorphic figure engraved in the bedrock of Lapa do Santo, an archaeological site located in Central Brazil. The horizontal projection of the radiocarbon ages obtained at the north profile suggests a minimum age of 9,370±40 BP, (cal BP 10,700 to 10,500) for the petroglyph that is further supported by optically stimulated luminescence (OSL) dates from sediment in the same stratigraphic unit, located between two ages from 11.7±0.8 ka BP to 9.9±0.7 ka BP.

Conclusions

These data allow us to suggest that the anthropomorphic figure is the oldest reliably dated figurative petroglyph ever found in the New World, indicating that cultural variability during the Pleistocene/Holocene boundary in South America was not restricted to stone tools and subsistence, but also encompassed the symbolic dimension.

RSS

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço