A Justiça no Brasil foi até a década de 60 e início de 70, o Poder em que a opinião pública brasileira confiava tanto que se expressava aos quatro ventos a sua satisfação e cobrava atenção para os fatos denunciados na mídia e me lembro bem ter sido um dos que encaminhava ao STF menção de admiração e confiança no desempenho de seu papel constitucional por ser o orgulho do povo brasileiro que sempre lutou pelo bem do Brasil e de sí próprio e a família. Que tempo feliz, um Brasil onde se trabalhava com amor à Pátria e não tinha com que se preocupar com o futuro e hoje, uma Justiça injusta, carrasca, traidora do País e algoz de seu povo que melhorado em sua situação aquisitiva e de barriga cheia, morre moralmente com a desgraçada corrupção e crime organizado amparados justamente por quem tem o dever de combate-los e um STF instalando em seu poder o QG dessa desgraça. Pobre Brasil.

Exibições: 452

Respostas a este tópico

Faço minhas as palavras aqui escritas.

Ariston,

Triste né!

Grd. Abr.

O corporativismo é uma ferramenta cruel, mas existe e bem estruturada no Judiciário. O CNJ faz uma espécie de auditoria externa e incomoda os feudos. Mas não devemos generalizar o magistrado e botar todos no mesmo balaio. Honestos e batalhadores juízes ficam de mãos atadas com as leis do Legislativo, não faz ou faz de conta que atualiza. O Congresso Nacional legisla em beneficio próprio. Ache estranho e busque respostas, incentive a cultura política.

RSS

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço