OLHOS DE MARIA

tudo em mim se desmonta
como em lampejos no dia
quando vejo teus olhos
parando em meus olhos, Maria
o frio me corre a espinha
o ar no meu peito esvazia
quando vejo teus olhos
parando em meus olhos, Maria
a tristeza vem de repente 
carregando a agonia
quando vejo teus olhos
parando em outros olhos, Maria

Comentar

Você precisa ser um membro de POESIA para adicionar comentários!

Publicidade

© 2021   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço